Quem vai com quem

0

Quem vai com quem para o baile eleitoral deste ano? Taí uma pergunta de difícil resposta, pois os caciques políticos ainda estão negociando os espaços nas chapas majoritárias. No calor das fogueiras juninas, o prefeito João Alves Filho (DEM) definiu-se pela candidatura de Eduardo Amorim (PSC), embora boa parte dos demistas prefira apoiar a reeleição o governador Jackson Barreto (PMDB). O PSB está a um passo de aceitar a vaga de vice na chapa do peemedebista, porém a direção nacional do partido segue insistindo com a candidatura própria do senador Antônio Carlos Valadares. O PDT já anunciou apoio a Jackson, contudo, o deputado estadual Zé Franco continua sendo “namorado” pelos irmãos Amorim, que prometem entregá-lo a presidência da Assembleia na hora em que ele voltar atrás no apoio ao governador. Portanto, até o próximo dia 30, tudo acordo pode ser desfeito para atender os interesses dos caciques, muito mais preocupados com a própria sobrevivência política do que com um futuro melhor para os sergipanos.

Sem retorno

Do deputado federal Zé Franco (PDT) aos irmãos Amorim, que lhe prometeram entregar a presidência da Assembleia se ele desistisse do apoio a Jackson Barreto: “Um Franco não volta atrás na palavra dada”.

Não vale

A Minirreforma Eleitoral não é aplicável às eleições gerais deste ano. Foi o que decidiu ontem o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A maioria do Plenário (4 votos a 3) entendeu que a nova lei não pode valer para estas eleições por ter sido aprovada em dezembro de 2013, ou seja, menos de um ano antes da data de realização do pleito, que ocorrerá em 5 de outubro.

Pé atrás

E o PSB adiou a entrevista coletiva que concederia hoje para anunciar o apoio à reeleição do governador Jackson Barreto (PMDB). Em nota, o presidente do partido, deputado federal Valadares Filho, informa que o PSB só anunciará quem terá seu apoio durante a convenção estadual, marcada para o próximo dia 30. O senador Antônio Carlos Valadares segue sendo pressionado pela direção nacional da legenda a se lançar na aventura de uma candidatura própria a governador.

Presta contas

O deputado federal Mendonça Prado (DEM) concede entrevista coletiva nesta quarta-feira para prestar contas de sua atuação parlamentar. O evento começa a partir das 19h, no Iate Clube de Aracaju. Mendonça não deverá falar muito sobre o apoio do prefeito João Alves Filho (DEM) à candidatura de Eduardo Amorim (PSC) ao governo de Sergipe. Prefere só se manifestar sobre o assunto quando João oficializar o apoio a Amorim.

Patinho feio

O ex-prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), parece o patinho feio nesse disse me disse que antecede a campanha eleitoral. Primeiro, o governador Jackson Barreto (PMDB) afastou qualquer hipótese de aceitá-lo ao seu lado como candidato a senador, pois já se definiu por Rogério Carvalho (PT). Depois foi a vez de o PV reagir publicamente contra a possibilidade de Nogueira participar como candidato a deputado federal da ‘chapinha’ concebida pelos partidos nanicos.

Ficha suja

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu que a contagem do prazo de inelegibilidade estabelecido pela alínea “h”, inciso I, artigo 1º da Lei Complementar nº 64/1990 tem como termo inicial a data da eleição. Esse dispositivo estabelece que são inelegíveis os detentores de cargo público que beneficiarem a si ou a terceiros, pelo abuso do poder econômico ou político, que forem condenados em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado. Portanto, quem se enquadrar nesta definição é considerado ficha suja.

Listão do TCU

O Tribunal de Contas da União (TCU) entregou ontem à Justiça Eleitoral uma lista com 6,6 mil nomes de gestores públicos que tiveram contas julgadas irregulares. A lista não é declaração de inelegibilidade, mas tem sido usada como principal recurso para os tribunais eleitorais negarem o registro de candidatos, com base na Lei da Ficha Limpa.

Canal de Xingó

O presidente da Codevasf, Elmo Vaz, estará em Sergipe na próxima sexta-feira para assinar a ordem de serviço visando a elaboração do anteprojeto do Canal do Xingó, que terá 130 quilômetros e beneficiará 70 mil sergipanos e baianos. Marcada para Canindé, a solenidade também prevê a inauguração de sistemas de abastecimento de água e autorização de obras de esgotamento sanitário e reabilitação de canais de irrigação, representando um investimento de R$ 67,9 milhões.

Língua presa

Hospitais e maternidades serão obrigados a fazer o teste da linguinha em recém-nascidos. O procedimento serve para detectar se a criança tem o problema comumente chamado de língua presa. Segundo a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, é uma conduta simples que pode fazer a diferença na vida da criança. O procedimento é muito simples, e alguns pediatras fazem na hora que a criança nasce, antes de entregá-la à mãe.

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A República em 27 de julho de 1935

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários