Reajuste do Piso dos Professores

0

O piso salarial dos docentes é reajustado anualmente, seguindo as regras da chamada Lei do Piso, que define o mínimo a ser pago a profissionais em início de carreira, com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais. O ajuste deste ano – que elevou o piso para – que elevou o piso para  R$ 2,298,80 – é menor que o do no passado, que foi de 11,26%. O valor representa um aumento real, acima da inflação de 2016, que fechou em 6,29%. O novo valor começa a valer a partir deste mês. “Significa um reajuste acima da inflação, cumprindo  a legislação”, disse o Ministro da Educação, Mendonça Filho. É algo importante, porque significa, na prática, a valorização do papel do professor, que é central na garantia de uma boa qualidade da educação. Não se pode ter uma educação de qualidade se não tivermos professores bem remunerados e motivados”.  Lei vincula o aumento a variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno definido no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação0 (Fundeb). Pela lei, os demais níveis da carreira não recebem necessariamente o mesmo aumento, o que é negociado  em cada unidade federativa. Em um cenário de crise, o reajuste preocupa estados e municípios. Estudo divulgado pela Confederação Nacional dos Municípios mostra que o reajuste do piso salarial dos professores vai gerar um aumento de R 5.083 bilhões de gastos municipais. De acordo com a CNM, de 2009 a 2016,  os gastos com a folha de magistério tiveram uma expansão de R$ 41.829 bilhões. O valor já cresceu 241,9%  muito acima da inflação  relativa  ao período e maior do que o próprio aumento das receitas do Fundeb.

Lula afirma que pode ser candidato

Em seu primeiro ato público do ano, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que, se necessário, vai ser candidato a presidente da República. A declaração foi dada durante o 29º. Encontro Estadual do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), em Salvador, na Bahia. “Se preparem, porque, se necessário, eu serei candidato à Presidência. Se eu for candidato é para a gente ganhar as eleições desse país”, disse Lula a uma plateia que usava bonés vermelhos com a inscrição “Estamos com Lula”. Durante o discurso Lula era interrompido com o grito “Brasil prá frente, Lula Presidente”. O ex-Presidente disse ainda que durante este ano vai andar pelo País para recuperar a imagem do PT e sua própria imagem. Ele voltou a afirmar que a legenda está sendo criminalizada pela mídia e pela Justiça. Lula defendeu que todos que queiram se candidatos tenham esse direito. “Se o Temer quiser ser, ótimo. Se o Serra quer ser, ótimo. Se o Moro quer ser, ótimo. Se os delegados querem ser, todo mundo que quer ser candidato tem direito, entre num partido  e vá para as ruas”, afirmou. Em seguida, Lula defendeu investimentos do governo para debelar a crise. “O único jeito desse país voltar a crescer é o Estado investir, pode mexer no compulsório, pode aumentar a dívida. A melhor forma de diminuir a dívida com proporção do PIB é fazer o PIB crescer”, afirmou. Destacou que o Brasil precisa fazer a reforma agrária e voltar a usar os bancos públicos para financiar a agricultura familiar, os pequenos empresários e os consumidores.

Mito da democracia de raças no Brasil

O jornal britânico Financial Times divulgou uma reportagem sobre o que eles chamaram de “mito da democracia de raças no Brasil”. A publicação aponta o deputado federal Jair Bolsonaro como um dos incentivadores de grupos ultranacionais e neonazistas no País. A matéria traz uma entrevista com o delegado Paulo César Jardim que ordenou em dezembro do ano passado buscas por supostos membros de grupos neo nazistas em Porto Alegre. A Polícia procurou por possíveis integrantes brasileiros de um grupo extremista de direita da Ucrânia. A revelação de que movimentos ultranacionailistas brasileiros estão buscando experiência de combate no exterior é um fenômeno  preocupante que chocou o país que se considera um caldeirão de mistura racial. As cenas de grupos neonazistas desafia o mito popular de que o racismo não existe no Brasil, pelo menos não na proporção observada em países como os Estados Unidos, diz o texto.

Outro revés do WhatsApp

Mais um golpe no WhatsApp vem atingindo usuários no Brasil. Desta vez, o ataque ataca apenas smartphones que possuem sistema operacional Android. De acordo com o Techtudo, com informações da PSafe, as pessoas recebem uma mensagem com uma suposta nova função que permitiria saber quais usuários adicionaram no aplicativo o número de vítima. Entretanto, antes de “revelar’ a mensagem de ataque pede que o usuário compartilhe a falsa notícias com outras pessoas pelo WhatsApp, exigindo ainda o download de outros aplicativos. A PSafe estima que somente na primeira semana de 2017, mais de 260 mil pessoas tenham caído no golpe. As vítimas acabavam baixando aplicativos com vírus e os criminosos lucrando com publicidade em cima do golpe.

Incêndio no Makro: Seguro cobre toda a perda

Há muito tempo não se via um “acidente pavoroso” como o incêndio que pôs abaixo o supermercado Makro, na Avenida Tancredo Neves. Apesar da ação dos Bombeiros, que foi correta ao extremo, não foi possível salvar muita coisa do Makro. Ainda no rescaldo do incêndio, descobre-se que o Makro tinha seguro “all risks” que é a modalidade mais completa para cobrir tragédias. Até lucros cessantes o seguro cobre…

Repasse do FPE: quase 3 bilhões

O repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE) para Sergipe, no ano passado, ultrapassou os R$ 2,8 bilhões. As transferências acumuladas do FPE, em 2016, cresceram 12,6% ante 2015, em termos nominais. No entanto, o crescimento real, descontada a inflação do período, medida pelo IPCA, foi de 3,2%. Os números foram divulgados pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe. O repasse a todos os municípios sergipanos, através do Fundo de Participação dos Municipios (FPM) somou mais de R$ 1,1 bilhão, em 2016. Comparando-se com o ano anterior, 2015, o crescimento nominal, sem descontar a inflação, foi de 13,9%, entretanto, em termos reais, a alta foi de 4,5%. O repasse do FUNDEB ultrapassou os R$ 610,4 milhões no ano passado. Em relação a 2015, a expansão do repasse, sem considerar o efeito da inflação, foi de 8,2%. Em termos reais, os repasses para a educação caíram 0,9% em 2016.

Feitosa é imortal da Academia de Propriá

Bom saber notícias de um velho companheiro da antiga “Gazeta de Sergipe”. Naquele diário, Luiz Carlos Feitosa foi o responsável pela página de esportes, que tinha uma dinâmica própria dando cobertura a todos os times que compunham o cartel futebolístico da cidade. Depois, Feitosa trocou o jornalismo pela vida bancária e foi ser gerente de banco, tanto em Aracaju como fora daqui. A notícia que eu tenho dele agora é que vai assumir a Cadeira no. 26 da Academia Propriaense de Letras, Ciências, Artes e Desportos no próximo dia 27, as 19h30 em solenidade que vai ser realizada no Campus da Unit, na Praça Santa Luzia, na cidade de Propriá. O patrono da cadeira número 26 é o desportista Durval Feitosa, por sinal, pai de Luiz Carlos e que foi dirigente, por algum tempo, do Esporte Club Propriá.  Ele será saudado pelo Acadêmico Marcos Melo.

…e para encerrar…

CORAÇÃO –  O rotariano Paulo Hermes está de molho. Submeteu-se a uma operação para a colocação de Ponte de Safena. Esteve internado no Hospital do Coração mas agora já está em casa.

     ***

HOMENAGEM – A nova diretoria da Associação de Dirigentes Cristãos de Sergipe, tendo a frente o Sr. Antônio Ricardo, toma posse na próxima 5ª feira, em solenidade a se realizar no auditório do Sebrae, na avenida Tancredo Neves, a partir das 19h30. Na ocasião será prestada homenagem ao empresário Manoel do Prado Vasconcelos Filho, o “Pradinho” do Rotary Club de Aracaju-Norte, que receberá o título de Gestor ao Ano da referida Associação.

Comentários