Recuo Estratégico

0

O bispo de Barra (BA), dom Luiz Flávio Cappio, encerrou ontem a greve de fome, que já durava 11 dias, em protesto contra o projeto de transposição do rio São Francisco. Ontem, na capela São Sebastião, na cidade de Cabrobó, onde se instalou desde o dia 26 de setembro, ele recebeu o ministro de Relações Institucionais, Jaques Wagner, que entregou uma carta do presidente Lula da Silva ao religioso, na qual o governo propõe o prolongamento do diálogo sobre o projeto. Os dois conversaram a sós por cerca de uma hora e o bispo se reuniu com outros membros da igreja para analisar a proposta do Planalto e anunciou que “suspendia o jejum em favor da vida do rio”. Mas não será definitivo, porque dom Cappio pode retornar à greve, caso o governo não suspenda definitivamente o projeto de transposição do rio São Francisco.

 

O anúncio apostólico Lorenzo Baldisseri, representante do Vaticano no Brasil, participou da viagem para levar uma carta enviada pelo papa Bento 16. Dom Luz Cappio esta em um hospital de Cabrobó se recuperando da greve de fome e só deve viajar a Brasília para conversar pessoalmente com o presidente Lula, quando estiver bem.

 

O bispo Luiz Cappio tem absoluta certeza que o presidente Lula não recuou por sensibilidade, ou porque se comoveu com a sua coragem e decisão de ir até à morte com a greve de fome. Na realidade o bispo “sempre soube que o governo está mais com medo da repercussão internacional do que de mim”, como reconheceu na quarta-feira, ao tomar conhecimento da decisão de Lula em dialogar com ele. Dom Cappio previu bem. Muito bem até. Ontem, o presidente Lula foi surpreendido com manchete em vários jornais importantes da Europa e dos Estados Unidos, como Washington Post e New York Times. Na vizinha Argentina, O Clarim, o mais importante jornal de Buenos Ayres, deu uma manchete que atingiu o presidente: “Lula em Xeque”. Além disso, foi divulgado que o papa Bento 16 suspenderia a audiência que daria ao presidente Lula, no Vaticano. Foi toda essa pressão que fez o presidente se curvar e determinar a suspensão do projeto de transposição das águas do São Francisco. A igreja sabe, a sociedade sabe, o bispo Cappio sabe que o presidente Lula não fez isso por “ser bonzinho”, até porque tinha considerado, no dia anterior, que ele mesmo já fez greve de fome e estava lá, vivo.Um dos seus ministros considerou o ato do bispo “um radicalismo”.

 

O governador João Alves Filho disse que o bispo Luiz Flávio Cappio, com o seu gesto corajoso, que tinha um simbolismo que comoveu a sociedade, “escancarou os erros graves do projeto de transposição”. Segundo João, a sociedade brasileira, que parecia indiferente ao problema do rio São Francisco está atenta à gravidade do ato, e despertou o Nordeste, que não entendia o mal do projeto do governo. O governador chegou a comparar o bispo, dentro das proporções do mérito, a Mahatan Gandhi, que libertou a Índia do domínio britânico. Na realidade, essa força e coragem de dar a vida por uma causa, tem a força irresistível de mobilizar os povos e conquistar grandes vitórias. Mesmo assim o governador João Alves Filho disse que mantinha “as barbas de molho nessa história”, e lembrou que o governo Lula está passando “o trator por cima das leis brasileiras”. João Alves concorda que a pressão internacional abalou o presidente Lula, mas que ele vai dar um tempo e recomeçar o projeto: “mas estamos atentos e não vamos recuar em nosso trabalho de impedir a transposição, atuando através de um grupo que se prontificou a lutar em favor do São Francisco”.

 

Concluiu garantindo que “não pára a ação até a vitória final”. Assim, como deverá fazer o bispo de Barra, dom Luiz Flávio Cappio.

 

 

RODA VIVA

O governador João Alves Filho participa de debate em rede nacional no programa Roda Viva da TV Cultura (Aperipê), na próxima segunda-feira.

Roda Viva é um dos principais programas de debate da televisão brasileira e tem grande audiência. João falará sobre a Transposição do rio São Francisco.

 

DEFESA

João Alves Filho defende a revitalização do rio São Francisco e se declara frontalmente contrário ao projeto de transposição de suas águas, como quer o governo federal.

O governador acha que a transposição é um projeto que além de apresentar falhas, não é voltado para o povo do semi-árido. Além disso, poderá causar um grande desastre ecológico.

 

TUCANO

O presidente nacional do PSDB, Eduardo Azeredo, e o senador Tasso Jereissati, devem vir a Sergipe para uma reunião do partido.

O pessoal está querendo fazer um debate entre os prováveis candidatos a presidente pelo PSDB e isso será discutido nesse encontro.

 

BOSCO

O deputado federal Bosco Costa (PSDB) declara que pessoalmente não tem interesse em um coligação com o governador João Alves Filho: “mas não direi, dessa água não beberei”.

Bosco vai lutar até o último minuto para o PSDB ter candidato a governador. Se não for possível deve discutir o que for melhor para Sergipe e depois o que for melhor para o partido.

 

ELBER

O vereador Elber Filho disse ontem que boa parte da classe mais politizada tem gostado do lançamento de sua candidatura a governador e lhe dado força.

Disse que essa é a fase de transição de um momento político diferente. O ciclo político que nasceu em 1982 já está terminando.

 

AVALIAÇÃO

Elber Filho avalia que a reeleição ou não de João Alves Filho fecha este ciclo, porque estão surgindo novas lideranças.

Reconhece que foi muito difícil deixar o PSB, “mas quem não procurar avançar está perdendo o trem da história”.

 

ANÁLISE

No entendimento de um analista político da oposição, o prefeito Marcelo Déda quer disputar o governo sem compromissos políticos com grupos.

Diz que Déda está evitando o máximo comprometimento com as lideranças políticas, que fazem exigências excessivas em caso de vitória.

 

BENEDITO

O presidente nacional do PMDB, Michel Temer, conversou longamente com o presidente regional do partido, Benedito Figueiredo, quarta-feira à noite, por telefone.

O convidou para o programa que o partido vem fazendo nos estados com os pré-candidatos a presidente. O próximo será no Rio Grande do Sul.

 

PERNAMBUCO

É possível que Benedito Figueiredo não compareça, mas se comprometeu participar do programa que acontecerá em Recife no dia 31 deste mês.

Benedito explica que está sendo produzido um documento que será o programa do PMDB para presidente da República.

 

APOTEÓTICA

Na reunião do PMDB realizada em Curitiba, na semana passada, foi apoteótica a manifestação a favor da expulsão do presidente do Senado, Renan Calheiros, do partido.

A manifestação foi pela traição de Renan à legenda, quando deixou de apoiar Temer para presidente da Câmara e trabalho para Aldo Rebelo: “Renan está a serviço de Lula”, disse.

 

SANDICES

“Colhi suas sandices sobre o Lula. Um dia, quando o atual governo estiver historicamente consagrado, organizarei um livro sobre as besteiras que foram ditas sobre a figura do Lula”.

“As bobagens que você diz estarão relacionadas”.

“Você não diz nada que o senso comum da direita obtusa não diga, mas desenvolve um pensamento articuladinho. Merece ser citado”. O e-mail é de André Couto sobre o colunista.

 

PEDRINHO

Pedrinho Barreto diz que não é verdade que seja candidato a governador em 2006 e que poderá ser candidato a deputado estadual.

Barreto é “defensor ferrenho” da candidatura do ex-governador Albano Franco ao Senado: “Sergipe precisa de um nome como ele para representá-lo”, disse.

 

CONCORDA

Pedrinho diz que “João Alves e Déda já estão ultrapassados. Ambos já têm mais de 20 anos de poder”.

Para ele, “Sergipe precisa de gente nova para nos representar, só espero que não seja gente filiada a partidos que dão sustentação ao trágico presidente Lula”.

 

 

Notas

 

GREVE BANCÁRIA I

O Banese foi o único banco, em todo estado de Sergipe que não aderiu à greve decretada pela classe. O presidente do banco, Jair Araújo, disse que a diretoria está tranqüila, pois a não adesão é uma decisão dos próprios funcionários que entendem a forma diferenciada com que são tratados pela administração.

Todas as atuais reivindicações do sindicato já são atendidas pelo Banco do Estado, incluindo participação nos lucros, cumprimento da lei dos 15 minutos e dos dissídios acordados, o que fez o banco funcionar normalmente.

 

GREVE BANCÁRIA II

Jair Araújo, disse ainda, que este entendimento do pessoal faz com que o Banese possa manter os serviços que presta a sociedade sergipana, evitando prejuízos tanto financeiros para a instituição e seus clientes, preservando a imagem da marca Banese, que “vive um excelente momento de posicionamento de mercado”.

O presidente do Banese diz que trabalha em equipe, buscando o entusiasmo de todos: “nós estamos em constante preparação para encarar desafios como este e tenho certeza que mais uma vez, sairemos fortalecidos deste processo”.

 

VALADARES

A aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 27/01 pelo Congresso pode ser fundamental para solucionar o impasse em torno da transposição das águas do Rio São Francisco. A mais recente polêmica foi suscitada pela greve de fome do bispo de Barra (BA), dom Luiz Flávio Cappio.

A PEC, que tem o senador Antonio Carlos Valadares (PSB) como primeiro signatário, foi aprovada pelo Senado em 2002 e encontra-se em tramitação na Câmara. Prevê recursos do orçamento para a revitalização.

 

 

 

É Fogo

 

O ex-governador Albano Franco (PSDB) passou dois dias em Brasília e ontem esteve em Salvador. Trata sobre política.

 

O senador Valadares (PSB) na expectativa da aprovação de sua PEC para revitalização do rio São Francisco.

 

A reação do Governo em relação à greve de fome do bispo Luís Flávio Cappio e de total insensibilidade.

 

A Globo colocou no ar bispos favoráveis à transposição e contra a greve de fome do religioso de Cabrobó.

 

O deputado federal José Carlos Machado considera graves as denuncias sobre irregularidades na Petrobras. Defende uma investigação rigorosa no Congresso.

 

O Governo do Estado disponibilizou escolta policial para os ônibus que levaram caravanas de Sergipe para Cabrobó.

 

Gilmar Carvalho acha que a greve de fome do bispo é uma loucura, “mas loucura maior é a do presidente Lula, que insiste na execução das obras da transposição do São Francisco”.

 

O deputado Mardoqueu Bodano (PL) defende a prefeita de Poço Redondo, Iziane Alcântara, e diz que ela não está perseguindo os professores.

 

O presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, não precisava vir Sergipe para explicar a questão da refinaria. Sergipe sequer estava na relação dos estados concorrentes.

 

Os deputados estaduais discutem na Assembléia o referendo sobre a venda ou não de armas de fogo no país.

 

O governo poderá retirar a limitação de renda do usuário para a compra de telefone social, a fim de evitar contestações sobre a sua legalidade.

 

As vendas de carros importados caíram 14,34% em setembro na comparação com agosto, apesar da queda do dólar.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais