Rede básica AJU funciona. Caiu o discurso de JB e Almeida

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

E agora José? Ou melhor, e agora José Almeida Lima? Ontem, 16, na FAN FM, caiu o discurso de que a culpa da superlotação é da rede básica 

de Aracaju que não funciona.

Ontem, o novo assessor de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde, Alberto Jorge, informou em George Magalhães, na FAN FM, a produtividade das Unidades Básicas de Saúde da rede municipal.  Em média, diariamente,  são atendidas duas mil pessoas , só em consultas médicas.  Segundo Alberto, ainda falta a produtividade dos procedimentos de enfermagem, PSF, rede psicossocial, etc. Ferreira filho, o Nininho, assessor da SES participou e não contestou os dados de Alberto Jorge.  Pelo contrário, sugeriu união dos entes. Na verdade, esses dados, que são novos para a imprensa e população, mostram que a rede básica de saúde municipal está funcionando, sim!

E agora José? Não o poema de Carlos Drummond de Andrade, (30 anos da morte dele hoje, 17) tão bem cantando por Paulo Diniz. E agora José Almeida? E agora Jackson que colocou o jabuti em cima da árvore?

E agora Almeida vai tirar do HUSE a superlotação
Ela vai mudar de casa
Os pacientes sumirão
Vai continuar zombando do sergipano na cara

Levará a Ala Azul, a básica do HUSE, para outro local
Com sua doce palavra,
e sua ambição fatal
Levará também a unidade infantil
Para longe de muitos.

Tudo mancomunado
Como o sergipano fosse inocente útil
Ou até mesmo broco
Sabendo que o Zé Almeida fútil
Tirará o HUSE do foco
Numa demonstração da gestão inútil
Que tira o sofá da sala
Para que a realidade seja mascarada

E como escreveu Drummond
E agora José? Para onde?
Peça para descer da árvore
Antes que a saúde pública leve para o banimento
em 2018 sem voto, piedade e fé
seu primo, Jackson Barreto
Ou essa a verdadeira ânsia do seu alter ego, José?

Tratamento pacientes câncer: Jackson Barreto  deve anunciar nesta quinta-feira na Alese, ao lado de Almeida Lima o convenio com a Clinradi.

Almeida na Alese hoje, 17. Será que vai novamente desancar Zezinho Sobral? Almeida vai falar na Alese hoje. Será que novamente vai desancar Zezinho Sobral e os seus antecessores? A propósito, que fim levou o processo que apura irregularidades na FHS? Como diria Gilmar Carvalho, gostaria de saber. Aliás, o próprio deputado pode aproveitar o ensejo e fazer várias perguntas ao Secretário boquirroto.

Briga de compadres? Interessante! O vice-governador, Belivaldo Chagas criticar o senador Valadares e de imediato ele responde. Para quem é experiente na política… Homi! Não é briga de compadres, não?

Demora Antidesmonte É importante que o MP, TCE e o DEOTAP expliquem para a sociedade o porque da demora em se concluir o procedimento da operação antidesmonte, que começou em novembro do ano passado. Portanto, estamos prestes a completar um ano e até agora nada. Muita pirotecnia para pouco resultado.

Comissão da Verdade SE é uma piada. Ao invés de examinar e esclarecer violações de direitos humanos faz visita de cortesia.Vão catar coquinho… Sergipe é um Estado sui generis. Foi o último a compor uma Comissão da Verdade, depois que a Nacional tinha acabado. Reuni-se de vez em quando e nada produz de concreto. Parece mais uma comissão de histórias da carochinha. Agora, depois de um tempão sumida, anuncia que vai visitar José Carlos Teixeira, que está com 81 anos e acamado. Se ele estivesse lúcidos mandava todos eles catar coquinho…

Balanço do Banese será divulgado hoje E o presidente do Banese, Fernando Motta realizará uma coletiva às 10h, na sede do Banese, no DIA, para comentar os números do banco do primeiro semestre deste ano.

Evento evangélico leva segurança de verdade para o conjunto Augusto Franco A população do conjunto Augusto Franco em Aracaju, por uma noite, ontem, 16, sentiu-se segura. Tinha carros da polícia nas principais avenidas e circulando pelo conjunto. De quebra, agentes da SMTT em vários locais. Tudo por conta de um evento evangélico na chamada Praça dos Correios. Uma prova que a SSP só faz segurança quando os interesses partidários e religiosos estão em jogo. E a SMTT nem se fala…

Lagarto: Valmir Monteiro cada vez mais próximo de JB E ontem, 16, o governador Jackson Barreto, o vice, Belivaldo Chagas, o prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro, ao lado do deputado Gustinho Ribeiro, almoçaram na casa do conselheiro do TCE, Augusto Ribeiro. Quem participou do almoço jura que a pauta foram ações políticas e administrativas.

Ex-prefeito de Graccho Cardoso, Napinho foi assaltado, mas não foi agredido  O ex-prefeito de Graccho Cardoso, José Eunápio dos Santos, conhecido como Napinho foi assaltado no último sábado entre na estrada entre a empresa Vale e o povoado Siririzinho. Ao contrário do que alguns informaram, ele não foi agredido, apenas o carro foi levado pelos assaltantes.
               
BO na polícia Napinho informou também que prestou queixas na polícia e todos o ajudaram, tanto a polícia militar como a civil. Segundo o ex-prefeito os assaltantes estavam em fuga e, por conta dos acidentes com o carro deles, ele parou, quando foi abordado e tomaram o seu carro. Napinho avalia que muitas drogas em circulação está levando ao caos social.

Matéria sobre investimento no GNL cita Sergipe Uma matéria do jornal Valor Econômico de ontem, 16, sobre os investimentos de petroleiras estrangeiras no país, no mercado de gás natural liquefeito (GNL), por conta  da Petrobras começar a reduzir sua participação no setor, citou a termelétrica que está sendo construída em Sergipe.

ExxonMobil fornecerá GNL a termelétrica Entre os investimentos estrangeiros mencionados a matéria cita o caso da ExxonMobil, que fechou no ano passado um acordo para fornecer GNL à termelétrica Porto de Sergipe (1,.5 mil megawatts), sob responsabilidade da Golar LNG e a GenPower.

Velho Chico. Audiência pública discutira captação irregular Através de requerimento do deputado federal Valadares Filho, PSB, presidente da Comissão de Desenvolvimento Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA) será realizada uma audiência pública para discutir a captação irregular de água no Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

Volume  “O volume de água captada de forma irregular, só no Eixo Leste, é superior ao utilizado para abastecer a cidade de Capina Grande e outras 19 cidades paraibanas”, explicou Valadares Filho afirmando que a motivação partiu do MPE da Paraíba, através de uma fiscalização realizada eem conjunto com o Ministério da Integração Nacional, no final do mês de julho. De acordo os dados dessa fiscalização já foram desviados aproximadamente 20 milhões de metros cúbicos de água para irrigação nos últimos dois meses e meio.

Crise hídrica  Valadares Filho destacou que esse tipo de captação de água para irrigação é inadequado, pois, de acordo com o Ministério da Integração Nacional, a prioridade de uso da água é para o abastecimento humano e animal, conforme outorga da Agência Nacional de Águas (ANA). “Além disso, a região sofre uma crise hídrica grave, ligada à estiagem que está em seu sexto ano consecutivo”.

Paralisação professores  O vereador Iran Barbosa, PT, apoiou a paralisação dos professores que integram a carreira do magistério municipal de Aracaju.  “Em assembleia realizada na última segunda-feira, 14, a categoria definiu um calendário de paralisação e luta diante da falta de respostas, por parte da Administração Municipal, à pauta salarial dos professores municipais”, disse.

Revisão Iran, que cobra, reiteradamente, que o Poder Executivo promova a revisão geral dos salários dos servidores e o reajuste do valor do Piso Salarial do Magistério, defendeu que a decisão da categoria é reflexo da falta de cumprimento de promessa de campanha do prefeito de Aracaju.

Novo Centro do Ipesaúde  Hoje, 17, o governo do Estado vai inaugurar novo Centro de Odontologia do Ipesaúde “Maria Viana de Bragança”. Durante o evento, também será assinado Termo de Cooperação Técnica entre o Ipesaúde e a UFS, que será executado sob a forma de assistência na promoção de saúde, estágios curriculares obrigatórios, aulas práticas, seminários e cursos. A solenidade ocorre às 16h, no prédio do antigo centro de Diabetes, na Praça da Bandeira.

Feirinha de Laranjeiras volta com qualidade Parte da população carente do município de Laranjeiras teve um alento ontem, 16, em meio a crise que afeta a todos. Retornou a chamada “Feirinha de Laranjeiras”, programa da Prefeitura, através da Secretaria de Ação Social que disponibiliza cestas básicas para as famílias carentes. Na primeira fase foram três mil cestas distribuídas, na sede, no Bom Jesus, Cedro, Mussuca e Pedra branca. Com um diferencial: a qualidade dos produtos.

Comissão IPTU O prefeito Edvaldo Nogueira receberá hoje, 17, às 10h, o relatório da comissão que avaliou a revogação da lei do reajuste anual do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU). A entrega ocorrerá no gabinete do prefeito, no Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos.
Em seguida, às 11h, o prefeito sancionará o projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores, que permite um empréstimo de até R$ 100 milhões.

Obras em Sergipe: ASEOPP vem fazendo seu papel Os associados da Associação Sergipana de Empresários de Obras Públicas e Privadas – ASEOPP elogiaram na reunião-almoço desta semana a iniciativa da diretoria da entidade em realizar reuniões semanais com instituições públicas e gestores públicos envolvidos no processo de planejamento das obras públicas e normas para as obras privadas em Sergipe.

Diversas reuniões Nas últimas semanas a diretoria da ASEOPP teve reuniões importantes com gestores da Secretaria de Planejamento,  da Secretaria de Turismo Adema, Deso, entre outros onde não apenas foram cobrados os andamentos dos projetos para futuras obras no Estado, mas também foram apresentadas sugestões para destravar o andamento de obras e a liberação de recursos para que elas realmente saiam do papel e beneficie milhares de sergipanos. Uma delas foi com o próprio governador Jackson Barreto, que elogiou a preocupação e a ação da ASEOPP para fortalecer as pequenas e médias empresas no Estado.

Informes Os diretores da ASEOPP, Luciano Barreto (presidente), Francisco Costa (vice-presidente de Obras Públicas) e Geraldo Majela Neto (vice-presidente de Obras Privadas) informaram para os associados os resultados práticos das reuniões e as demandas que já foram atendidas e outras que estão em avaliação. As ações da diretoria foram debatidas pelos associados que foram informados também das futuras reuniões.

Dorsea Corretora de Seguros  A reunião-almoço contou com a exposição da Dorsea Corretora de Seguros, através do associado da ASEOPP, Thiago Dósea, que apresentou o seguro risco de engenharia, através da CBIC, que tem a menor taza do mercado, parcelamento, sem franquia, entre outros atrativos como diferenciais.

Cerâmica Gail  Outra exposição foi realizada pelos representantes da cerâmica Gail, com base em São Paulo, voltada para os sistemas de fachadas unitizada e a ventilizada. A apresentação ficou a cargo do gerente da Gail no Nordeste, Wagner Lemos, do supervisor de engenharia de inovações, engenheiro Rodrigo Vale e da representante comercial em Sergipe, Danielle Dória.

Cerâmica São José –  A cerâmica São José, genuinamente sergipana, localizada em Itabaianinha apresentou uma proposta de parceria a ASEOPP para o desenvolvimento dos painéis pré-moldados mistos de concretos e blocos cerâmicos. Coma a presença do sócio-proprietário da cerâmica, Abílio Primo, o engenheiro de qualidade, Alison Henrique fez uma exposição demonstrando a viabilidade da nova tecnologia que vem sendo desenvolvida já em vários Estados. O assunto será abordado mais tecnicamente numa reunião interna na ASEOPP.

Adepol/SE comemora aprovação projeto que fixa jornada Do presidente da Adepol/SE, Paulo Márcio: “Acaba de ser aprovado na Assembleia Legislativa o projeto de lei que fixa a jornada de 36 horas semanais, reajusta o valor da remuneração pela atividade de plantão e regulamenta a acumulação de delegacias de polícia no interior do Estado, medidas estas que entrarão em vigor na data da publicação da lei.

E conclui Paulo Márcio: “Após o êxito desta primeira fase da negociação, em que se corrigiram tanto distorções recentes quanto graves problemas históricos, a Adepol, ao tempo em que agradece ao Governo do Estado e à Assembleia Legislativa por terem honrado o compromisso assumido com os delegados de polícia, conclama todos os seus associados a permanecerem coesos e mobilizados nesta segunda etapa da negociação, desta feita tendo por objetivo a recomposição da tabela de subsídio e, por conseguinte, o restabelecimento da isonomia com as demais carreiras jurídicas do Executivo Estadual.”

Pirambu: Plano Municipal de Saneamento Básica é aprovado Com seis votos favoráveis e três contra, a Câmara de Vereadores de Pirambu, aprovou na noite de ontem, 15, o Projeto de Lei do Poder Executivo número 07/2017, que institui o Plano Municipal de Saneamento Básico – PMSB.Votaram contra o Projeto os vereadores: Clébio de Oliveira (PMDB), Garibaldi Correia (PT) e Weverton Xavier dos Santos (Rede).

Recursos Com a aprovação do PL, a execução do PMSB far-se-á através de recursos de dotações orçamentárias do município; recursos vinculados às receitas de taxas, tarifas e preços públicos dos serviços de saneamento básico; transferências voluntárias de recursos do Estado ou da União, ou de instituições vinculadas aos mesmos, destinadas a ações de saneamento básico do Município.

Nossa Senhora da Boa Hora Na  última terça-feira, 15, católicos celebraram a co-padroeira do município de Maruim, Nossa Senhora da Boa Hora. A festa encerra as festividades, que começaram no dia 6 de agosto, com o tema geral: “Nossa Senhora, mãe de tantos nomes e de tanta gente, em cada título há uma história bonita de salvação”.

Atividades No dia festivo, foram realizados batizados, missa solene, repique de sinos, queima de fogos, terço mariano e procissão. O novo pároco da Paróquia Senhor dos Passos, Padre Rodrigo Maia dos Santos, celebrou as duas missas do dia festivo e conduziu a procissão. Após a procissão, animada pela centenária Banda Filarmônica Euterpe Maruinense, e pelas comunidades Força Jovem e São Bento, houve a bênção do Santíssimo Sacramento.Presenças Durante as solenidades, autoridades também prestigiaram a festa da co-padroeira, entre elas, o prefeito de Maruim, Jeferson Santana; o vice-prefeito Simião Lemos, vereadores e deputados. 

Mercado imobiliário mais aquecido em Sergipe  A Construtora JFilhos, na contramão do mercado, aposta no setor imobiliário e vem com um planejamento ousado. A empresa com 12 anos de atuação na área de habitação econômica pelo programa Minha Casa Minha Vida faixa 1, acaba de emplacar seu primeiro empreendimento de mercado e já mostrou que veio para ficar.

800 unidades A empresa que se prepara para lançar 800 unidades em municípios como Lagarto, Poço Verde, Itabaianinha, Nossa Senhora do Socorro entre outros, acaba de assinar seu primeiro contrato de empreendimento de mercado com a Caixa Econômica Federal.A ocasião teve a presença de Marco Antônio Queiroz, superintendente regional da Caixa em Sergipe, Rubens Fülber, gerente da Construção Civil da Caixa, Vagna Cardoso Martins, gerente de Clientes e Negócios e o Diretor de Negócios da JFilhos, Evislan Souza.

Parceira Em depoimento Rubens Fulber afirmou ser um dia de festa para Caixa em Sergipe em especial para agência de Poço Verde pela assinatura do contrato do Residencial Recanto Verde, primeira etapa. A JFilhos é uma grande parceira da Caixa e tem desenvolvido nos últimos anos a produção de milhares de unidades em habitação de interesse social.

Empreendimento de sucesso Marco Antônio Queiroz também registrou seu depoimento: "O Recanto Verde já é um empreendimento de sucesso que tem a marca da JFilhos e a Marca da Caixa Econômica Federal. Hoje estamos celebrando a assinatura do contrato e torcendo para que as pessoas que ainda não adquiriram seu imóvel procurem a empresa por ser uma construção de qualidade feita para as famílias de Poço Verde.      

Yoacan: convocação para arbitrar campeonato Panamericano

                    

Árbitro internacional Mais uma vez o professor e atleta Yoacan Jócelis teve sua atuação reconhecida internacionalmente. Desta vez ele foi convocado para arbitrar no IX Campeonato Panamericano, que está sendorealizado na cidade de Buenos Aires de ontem, 16 até  o próximo domingo, 20.

PELO ZAP 99890 2018

Um “Ouvidor” surdo na cidade de Estância – No site da Prefeitura de Estância, está nomeado desde o início da gestão um Ouvidor-Geral para tratar das manifestações da população estanciana. Só que ninguém sabe o que faz?, onde funciona? e quem é o “Ouvidor” do nosso município, já que o mesmo não atua. Será que a função serviu apenas como cabide de emprego? E nós cidadãos, recorremos a quem pra expor nossas opiniões? O prefeito deveria dar prioridade à participação popular em sua gestão, pois sem ela, esqueça a reeleição. Com a palavra o Prefeito Gilson Andrade, já que o “Ouvidor” ninguém nunca viu ou “ouviu” falar”!!!.”

Atenção DNIT – Buraco na BR-101 Sentido saindo de Aracaju para Salvador, km 93 da BR-101, logo após o Posto Presidente, no final do retorno para Aracaju, no canteiro em frente à Movesa (Scania), tem um buraco MUITO GRANDE, já no acostamento do lado esquerdo desse canteiro.

Atualização municípios Gostaria de informar ao nobre Jornalista, e se possível buscar do TCE, uma informação porque já estamos em agosto e até o momento nenhum informe sobre os municípios foram atualizados, conforme consta na página do órgão.

Por Jackson, Vera pode trocar Zezinho Guimarães por Luciano Bispo A prefeita de Aparecida, Vera Souza (PMDB) é uma das correligionárias mais ligada ao Governador Jackson Barreto, tendo, inclusive, decidido ir à reeleição a pedido de JB. Ao que tudo indica mais uma vez Vera deve atender uma solicitação e deixar de votar em Zezinho Guimarães para apoiar Luciano Bispo para deputado estadual em 2018. Vale lembrar que em 2014 Vera abandonou Valadares Filho, que havia mandado emendas para  Aparecida, e votou em Fábio Reis, tudo afiançado por JB.

Após muita confusão, transporte escolar é retomado em Capela O transporte escolar no município de Capela já foi retomado em sua totalidade. Foi o que assegurou o secretário de transportes do município, o ex-prefeito Manoel Sukita. Ele esteve no estúdio da Fan FM de Carmópolis na terça-feira, 16, para esclarecer problemas ocorridos ontem, 15, com a falta de um dos ônibus que leva e traz os universitários que estudam em Aracaju.Ele disse em entrevista a JPereira, do Jornal da fan 2ª edição, que a situação já está resolvida e que foi causada por problemas internos da empresa dona do ônibus, e não por falta de pagamento da prefeitura.

Hospital Primavera – Vídeo da campanha 'Semana Neuro em Ação', promovida pela SBN- Sociedade Brasileira de Neurocirurgia:

PELO TWITTER

www.twitter.com/CFcomunicologo   Os raios das mudanças acabam de clarear. Você tem mais uma chance de fazer diferente, criatividade é a palavra de ordem.

www.twitter.com/Jabbnascimento  A equipe da presidência do TCE precisa sair da retórica e da mídia trazendo resultado das operações como a Desmonte.

www.twitter.com/fmncaldas   Uma empresa pública com uma gestão inoperante e despreparada consegue transformar um importante órgão em uma empresa aparentemente inútil.

www.twitter.com/ComsensoWeb MixFM Francisco Gualberto diz q, dentro do agrupamento @JacksonBarreto, tanto @belivaldochagas quando @RogerioPT13 podem disputar o governo.

www.twitter.com/FreiJoaoPaulo   Essa campanha antecipada de Dória e Lula é o maior campeonato de vergonha alheia que se viu!

ARTIGO

Esse artigo de uma advogada sergipana, não é recente – foi publicado há dez meses no site JusBrasil – mas o tema segue mais que atual, segue urgentíssimo.

A teoria da perda da chance e a constante interrupção da radioterapia no HUSE por Maria Amélia Santana Araujo*

A aplicação da teoria perda da Chance pela frequente paralisação do tratamento de radioterapia do Hospital de Sergipe – HUSE.

A saúde é direito de todos e dever do Estado, consoante artigos 196 e 5ºda Constituição Federal. O Estado de Sergipe tem sido negligente na prestação do tratamento da oncologia do HUSE e pode ser responsabilizado porque, inegável, os danos causados aos pacientes.

A frequente quebra da única máquina de radioterapia do HUSE denuncia o descumprimento do Estado para com o dever constitucional de fornecer tratamento necessário e adequado aos pacientes.

O câncer não espera. Exige rápido e adequado combate. E o uso de máquina “obsoleta”, comprada há mais de 20 (vinte) anos para atender uma demanda que a cada ano aumenta, não pode ser considerado “caso fortuito”, fato imprevisível. Mas, sim. Fato previsível. Fato que exige políticas de prevenção e tratamento rápidas.

Em Sergipe, a estimativa para o ano de 2016 era de 2.070 novos casos de câncer para os homens e de 2.200 para as mulheres, segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva) órgão do Ministério da Saúde, responsável na formulação da política nacional de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer (http://www.inca.gov.br/estimativa2016 ). E o Estado tinha o dever de se preparar para atender a demanda. É princípio basilar.

Por outro lado, as constantes quebras denunciam que a máquina está em processo de sucateamento. É preciso a rápida substituição por novos aparelhos, que, aliás, já existem.

Atualmente, no mercado brasileiro existem novas tecnologias na radioterapia. À exemplo: a) a Radioterapia Guiada por Imagem (IGRT), método mais avançado e mais preciso no tratamento;

b) a Radioterapia de Intensidade Modulada (IMTR), tecnologia que permite enviar altas doses de radiação à área do tumor e ser tratada, com menor efeito sobre as células sadias, melhorando as chances de cura;

c) o Varian TrueBeam 2.5 STX que é um equipamento de radioterapia com enorme precisão tecnológica para atingir os tumores, tornando alguns tratamentos contra o câncer mais rápidos e com menos efeitos colaterais;

d) a Versa HD é uma máquina de radioterapia de alta velocidade que usa equipamentos muito mais avançados do que o tratamento convencional.

Também é fato que a radioterapia deve ser feita no tempo adequado e um estudo apresentando, em 2016, no congresso anual da American Association for Cancer Research (AACR 2016) reforçou que o atraso no tratamento com radioterapia pode aumentar o risco de surgimento de novos tumores.

A sociedade médica brasileira vem informando que o diagnóstico precoce aliado ao tratamento adequado aumenta significativamente as chances de cura e a sobreida do paciente, bem como ser a radioterapia responsável pelo sucesso do tratamento de grande parte de pacientes.

Igualmente, que o câncer em estágio inicial pode ser curado totalmente apenas com a radioterapia.

Ora, não há dúvida de que a frequente quebra da máquina de radioterapia acarreta a paralisação do tratamento, fazendo surgir a responsabilidade do governo sergipano em indenizar os pacientes vítimas da sua negligente atuação na área da saúde.

Em favor das vítimas tem-se a teoria da perda da chance, que implica dizer: a vítima perde uma chance de adquirir uma situação semelhante àquela da média dos outros indivíduos. Ou seja, os pacientes da oncologia do HUSE, submetidos ao tratamento com radioterapia, estão perdendo a chance que os pacientes na mesma situação estão tendo nos hospitais particulares. E como o dinheiro pago em tributos é igual para todos, logo, todos têm a mesma oportunidade e direito de tratamento igual.

Se o governo pratica ato ilícito por negligência e causa a interrupção do processo de tratamento que, por certo, conduziria em favor do paciente de câncer para evitar um dano, causa prejuízos aos pacientes. Desta forma a pessoa prejudicada tem direito a reclamar uma indenização pela perda que poderia ser evitada.

Também é fácil comprovar o vinculo entre a interrupção constante do tratamento de radioterapia e o comprometimento da chance de cura. É uma probabilidade suficiente que pode ser constatada pelo médico que assiste à vítima. Logo, a frustração deve ser indenizada pelo causador, no caso, o governo do Estado.

A indenização, no caso, é pela chance perdida. O que se frustra é a própria chance. É a oportunidade perdida. O prejuízo não é dano futuro, e sim atual porque o resultado que poderia ser almejado no futuro não mais existirá, em razão da perda da chance. O dano resulta do prejuízo provável.

A perda da chance é o insucesso de uma oportunidade que seria alcançado um proveito, no caso a cura, se não houvesse a interrupção abrupta no tratamento pelas constates paralisações, por negligencia do governo em adquirir novas máquinas para atender a demanda.

Evidente, que o dano e a perda da chance serão analisados no caso concreto, porém, para a responsabilização do governo basta a presença dos seguintes elementos: a) um fato prejudicial, no caso, a constante interrupção do tratamento pela quebra da única máquina existente; b) o dano – será a comprovação com exames e relatórios médicos de que perdeu a chance de cura ou sobrevida pela frustração causada pela interrupção; c) a relação causal entre o fato prejudicial – paralisação do tratamento – e o dano sofrido, no caso, a perda da oportunidade de cura por não ser sido realizado o tratamento de radioterapia no tempo oportuno.

Por fim, fica a recomendação para que o governo: aprenda com as donas de casa, a colocar água no feijão porque sempre chegará mais um. E por enquanto, que sofra as consequências, indenizando pelos danos causados ao cidadãos, seus patrões.

*Advogada,Natural de Nossa Senhora das Dores/SE,, pós-graduação em Direito Processual Civil. Experiência cartória (Justiça Federal/SE por 29 anos). Publicações: apostila de direito eleitoral e para concurso no TRF-5ª Região.

ARTIGO

A história esquecida – 75 ANOS DOS TORPEDEAMENTOS por Carlos Nascimento*

Quem se desloca pela Zona de Expansão de Aracaju inevitavelmente cruza a Rodovia dos Náufragos, talvez um ou outro estranhe o nome, e com certeza pouquíssimos saibam a razão de assim se chamar aquela artéria do nosso litoral sul.

Muito mais que um nome de rodovia e cemitérios, um real e outro monumento, os náufragos deveriam ser uma lembrança constante da barbaridade humana, como diz o bordão “lembrar para não esquecer”

Há 75 anos, entre os dias 15 e 16 de agosto de 1942 o litoral sergipano testemunhou o que a insanidade e um homem pode fazer. Navios civis brasileiros, um país que estava declaradamente neutro diante do conflito então vigente, foram torpedeados pelo submarino U-507, comandado pelo Capitão Harro Schacht.

Outros navios já haviam sido afundados, porém foram os ataques perpetrados entre os dias 15 e 16 de agosto que mais causaram comoção. Primeiro foi o Baependy, deixando um saldo de 270 mortos, o dobro de todas as outras nos 14 afundamentos anteriores, a ele se seguiram no dia 16 de agosto o Araraquara, 131 mortos, e o Aníbal Benévolo, 150 mortos. Estes afundamentos causaram tal comoção que obrigou o Brasil a abandonar a neutralidade.

É um absurdo que um acontecimento de tal magnitude, que despertou o que de melhor, e ruim, existe nas pessoas, não seja lembrado como se deve para que seja alvo de reflexão. Principalmente sobre a paz, e a solidariedade, pois naqueles dias o nosso estado se mobilizou para atender aos poucos sobreviventes da tragédia.

Também não devemos esquecer a outra mobilização, a negativa, a perseguição aos estrangeiros, que é simbolizado pelo ataque à casa de Nicola Mandarino, hoje a sede da Cúria Metropolitana de Aracaju.

Ainda é tempo de nos redimirmos com a nossa memória. E aqui relanço de público a proposta que já apresentei a várias autoridades, qual seja de se erguer um memorial aos náufragos da Segunda Guerra Mundial, que seja um lugar visível, e visitável, que desperte nas pessoas uma reflexão sobre a barbárie da guerra.

*Mestre em Gestão Cultural, Consultor em Inovação, Cultura e Turismo

Documentário Submarino Alemão Aracaju U507 – Resgatando saberes da população mais idosa do povoado Areia Branca, em Aracaju, Rubens Carvalho, cineasta amador e equipe, reuniram neste documentário informações preciosas, jóias históricas de quem viveu, conviveu, participou e mantém na memória os episódios do abatimento dos navios brasileiros pelo submarino alemão u507, quando centenas de corpos mutilados apareceram na praia próxima ao povoado, hoje chamada de Náufragos. Veja (contém imagens fortes):

MESTRES DA MEDICINA EM SERGIPE

Dr. Hélio Araújo (73 anos) – O primeiro neurocirurgião de Sergipe. por Antônio Samarone                                                                                     

Natural de Riachão dos Dantas, filho de seu Adel, de família de seleiros de Simão Dias, e de dona Helena. Nasceu em 24 de maio de 1944. Fez o primário na Escola Reunida Comendador Dantas e no Grupo Escolar Lourival Fontes. O ensino em Riachão estava restrito ao primário, os meninos pobres estavam condenados a parar por aí. A família começou a procurar uma saída, um tio arrumou uma bolsa de estudos e veio morar na casa de uma prima em Aracaju, com uma condição, se não estudasse voltava. Em 1957 iniciou o Ginásio no Colégio Jackson de Figueiredo (guardou o medo da professora Judite) e concluiu no Atheneu.

Hélio Araújo chegou no Atheneu em 1959 e saiu em 1963, numa fase de ebulição política. Participou do movimento estudantil, das passeatas, agitações, do CPC da UNE, envolveu-se e acreditou que poderia mudar o Brasil, como tantos da sua geração. Ao mesmo tempo, estudava e tirava boas notas. Tomou gosto pela leitura desde jovem. Nessa entrevista fez questão de nos mostrar a sua biblioteca que, pelos livros, revela a profundidade da sua cultura. O dr. Hélio cultiva a boa música, possui uma educação musical adquirida com a professora Cândida Ribeiro no Colégio Atheneu. Isso mesmo, ensinava-se “canto orfeônico”, uma ideia de Villa Lobos que foi implantada nas escolas públicas.

A decisão de ser médico foi tomada muito cedo. Em 1952, ocorreu um surto de febre tifoide em Riachão, com quatro membros de sua família afetados, à beira da morte. A família recorreu ao dr. Bernardino Mittidiere. Mesmo com recursos escassos, o cloranfenicol ainda não tinha chegado a Sergipe, o dr. Mittidiere com a sua experiencia clínica, dedicação, postura humana, conseguiu livrar da morte quem já estava com o pé na cova. O exemplo do dr. Bernardino tocou Hélio Araújo que decidiu que seria médico, com apenas oito anos.

Hélio Araújo entrou na faculdade de medicina de Sergipe em 02 de março de 1964, no dia 31 já estava nas ruas na ilusão de que os estudantes poderiam conter o golpe. Em 1966 entrou na Ação Popular (AP), uma organização de esquerda organizada pelos militantes da Juventude Universitária Católica (JUC). Hélio foi o quarto presidente do Centro Acadêmico Augusto Leite. Durante a formação médica acompanhou inicialmente o dr. Oswaldo Leite, em seu ambulatório de oncologia. Depois seguiu os drs. Francisco Bragança e Fernando Felizola, numa formação cirúrgica de qualidade. Após um estágio realizado em Recife, decidiu que seria neurocirurgião. Como estudante assistiu e filmou a última cirurgia do dr. Augusto Leite, uma histerectomia. Contudo, esse filme que documentou a despedida do maior nome da medicina em Sergipe no século XX encontra-se desaparecido.

A formatura de Hélio Araújo estava marcada para 18/12/1969, entretanto, devido a morte do Presidente Costa e Silva, foi transferida para 28 de dezembro. Hélio ficou com medo de não se formar, pois durante o curso, a ditadura determinou a expulsão de alguns alunos considerados subversivos da Universidade, e do curso de medicina estavam na lista Ilma Fontes, Janete Figueiredo, Marinice Martins e Hélio Araújo; a expulsão não ocorreu devido à resistência decidida do Reitor João Cardoso do Nascimento Junior. A formatura foi um atropelo, pois no dia 02 de janeiro ele deveria apresentar-se no Hospital dos Servidores do Rio de Janeiro para iniciar a residência médica em neurocirurgia. Retornou à Sergipe em 1972, e procurou montar um serviço no Hospital São José, não obtendo sucesso. Terminou montando o primeiro serviço de neurocirurgia de Sergipe no velho Hospital de Cirurgia.

Em 1973, foi aprovado no concurso para professor da Faculdade de Medicina mas teve a sua nomeação protelada pelas forças do SNI dentro da UFS, tomando posse somente em 1974. Teve uma participação ativa como professor, ocupando vários cargos na gestão da faculdade, sempre como posições firmes, e aberto ao diálogo com os estudantes. Hélio Araújo foi uma referência para o movimento estudantil de medicina da UFS. Em 1977, Hélio Araújo foi aprovado no concurso para médico do INAMPS.  Em 1974, casou-se com a médica e também professora de medicina dra. Izabel Maynart, tendo três filhos, Alcides, biólogo, Aída, dentista, e Arthur, neurocirurgião; e uma neta, Rafaela.

Mais artigos Samarone: https://blogdesamarone.blogspot.com.br/

Cláudio Nunes no Face e no twitter:

https://www.facebook.com/blogclaudionunes/

Frase do Dia
Que a felicidade não dependa do tempo, nem da paisagem, nem da sorte, nem do dinheiro. Que ela possa vir com toda simplicidade, de dentro para fora, de cada um para todos. Que as pessoas saibam falar, calar, e acima de tudo ouvir. Que tenham amor ou então sintam falta de não tê-lo. Que tenham ideais e medo de perdê-lo. Que amem ao próximo e respeitem sua dor. Para que tenhamos certeza de que: “Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade” Carlos Drummond de Andrade, poeta, contista e cronista brasileiro, morreu em 17 de Agosto de 1987 (n. 1902).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais