Remando contra a maré

0

O governador Belivaldo Chagas (PSD) é, talvez, o único sergipano que se recusa a discutir sobre a sua sucessão estadual. Enquanto os políticos de A a Z só falam nisso, ele prefere tratar sobre outros assuntos. Mesmo quando questionado a respeito das eleições de 2022, Belivaldo muda o rumo da prosa, prometendo só voltar a ela quando outubro chegar. Vale ressaltar que esse fastio do governador para a sucessão é apenas publicamente. Claro que ele tem tratado nos bastidores sobre o tema, participado de articulações e analisado com aliados próximos os nomes dos prováveis candidatos majoritários. Quanto a não querer falar em público sobre a própria sucessão, o governador está certo. Qualquer um na posição dele remaria contra essa maré. Político experiente, Belivaldo sabe que o seu mandato acaba tão logo a campanha eleitoral ganhe as ruas de Sergipe. Marminino!

Orelha em pé

Petistas mais agoniados se surpreenderam com a visita de cortesia que o prefeito de Canindé, Weldo Mariano (PT), fez ao ex-senador Eduardo Amorim, presidente do PSDB sergipano. A troca de amabilidade entre os dois permite imaginar que Weldo pode muito bem votar no tucano, caso este se candidate ao Senado, em 2022. Tem petista, inclusive, achando que o prefeito de Canindé não anda lá muito satisfeito com a cúpula do partido. Será verdade? Danôsse!

Boca porca

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) sentiu o mau cheiro das palavras do presidente Jair Bolsonaro sobre a carta enviada a ele pela CPI da Covid-19: “Caguei para CPI, não vou responder nada”, esbravejou o presidente. Diante de afirmação tão imunda, o senador afirmou que “a única diarreia do Bolsonaro relevante para o país é a mental, que está na base de uma gestão fracassada e irresponsável. Nós brasileiros é que vamos limpar essa sujeira. Qualquer outra manifestação tosca e grosseira não merece resposta. Já passamos de meio milhão de mortos”. Só Jesus na causa!

Há vaga

A quem interessar possa: será aberta em Sergipe este mês uma vaga para um emprego dos sonhos. O salário é de marajá, com direito a assessores, carro com motorista, telefone, internet, gabinete luxuoso e não precisa bater ponto. Estamos falando do pomposo cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, a ser vago com a aposentadoria de Carlos Alberto Sobral de Souza. E não será difícil conseguir a indicação para este emprego danado de bom: Basta ter o QI de quem indica e a aprovação da Assembleia Legislativa. Tá interessado?

Na terrinha

E quem dará com os costados hoje em Aracaju é o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Vem anunciar os projetos selecionados pelo Programa Pró-Moradia para urbanização integral dos bairros Nova Olaria e Recanto da Paz. São obras avaliadas em R$ 80,7 milhões, com recursos do FGTS, beneficiando cerca de 1.350 famílias. Rogério Marinho também entregará obra de infraestrutura na Avenida Doze de Outubro e a rua A do loteamento Expansão Siqueira Campos, no bairro Dezoito do Forte. O investimento federal no empreendimento foi de R$ 1,12 milhão. Então, tá!

Amigos da onça

Veja o que publicou no Jornal da Cidade a amiga jornalista Thaís Bezerra: “10 em cada 10 pré-candidatos à Câmara Federal torcem para André Moura (PSC) se candidatar ao Senado. A maioria não passa de amigos da onça, rezando para “herdar” os votos que André terá, se resolver disputar uma cadeira na Câmara. Nas eleições de 2018 foi a mesma coisa. De tanto ser encorajado por aliados, tão falsos quanto uma nota de R$ 3, Moura trocou a quase certa reeleição de deputado federal pela difícil candidatura ao Senado. Teve 251.213 votos, mas foi derrotado por Alessandro Vieira (Cidadania) e Rogério Carvalho (PT). Tomara que André tenha aprendido a lição”. Home vôte!

Futuro indefinido

E deputado federal Laércio Oliveira (PP) ainda não decidiu sobre qual cargo disputará nas eleições de 2022. Político experiente, ele tanto se apresenta como pré-candidato ao governo, como admite que pode concorrer ao Senado ou mesmo disputar a reeleição. A única certeza que Laércio tem é que permanecerá na base governista, independente do cargo que resolva disputar. Presidente da Federação do Comércio de Sergipe e com boa penetração no governo federal, Laércio tem cacife político de sobra para concorrer a cadeira do governador Belivaldo Chagas (PSD). Aguardemos, portanto!

Ideologia do bolso

Muita gente fina que hoje desce a madeira no governador Belivaldo Chagas (PSD) o faz por ter perdido a boquinha. Alguns chegaram a ocupar cargos importantes no início da gestão de pessedista, porém, tão logo foram descartados, viraram oposição ferrenha. Passam o dia e a noite nas redes sociais esculhambando as ações do Executivo e rezando para o Tribunal Superior Eleitoral confirmar a cassação do governador. Pode-se dizer que a ideologia dessa galera está no bolso. Crendeuspai!

Mulher na política

A vice-prefeita de Aracaju, Katarina Feitoza (PSD), é uma entusiasta de a mulher participar da vida pública. Segundo ela, a participação feminina na política ainda está muito aquém do desejado. “Nós mulheres sabemos de todas as barreiras que temos que enfrentar, porque nós temos obstáculos extras, que os homens não precisam”, afirma. Katarina diz que abraça a causa feminina não apenas por ser mulher, “mas por sentir na carne as dificuldades e o preconceito”. Ah, bom!

Mal visto

E o senador Rogério Carvalho (PT) tirou a maior chinfra com a forma como os brasileiros classificam o presidente Jair Bolsonaro. Segundo pesquisa do Instituto Datafolha, a maioria da população classifica o presidente como desonesto, falso, incompetente, despreparado, indeciso e autoritário, que favorece os ricos e mostra pouca inteligência. Diante de tantos adjetivos depreciativos, Rogério Carvalho afirma que “nem o dicionário definiria tão bem Bolsonaro quanto o povo brasileiro definiu nesta pesquisa”. Misericórdia!

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Jornal de Notícias, em 18 de junho de 1932

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais