Saco de gatos

0

Bem que a coligação do DEM com o PSDB em Sergipe poderia ser chamada de Saco de Gatos, tamanha a confusão que ela tem gerado entre seus integrantes, desde que foi instituída à força. Um dia após a esdrúxula aliança ter sido sacramentada na Justiça Eleitoral, o tucano Albano Franco convocou ontem uma coletiva para, entre outras coisas, dizer que não vota nem amarrado em João Alves Filho. Revelou ainda que disputará o Senado, embora o DEM tenha registrado dois outros candidatos a senador. Os demistas também não votarão em Albano. Pelo contrário, querem vê-lo fora da campanha, de preferência sem os recursos do PSDB, com os quais Franco pretende ajudar aliados candidatos. Resta saber quem, ao final da campanha, sairá mais “azunhado” pelas garras afiadas dos inquilinos deste barulhento saco chamado coligação partidária.

 

PV tirirca

 

Não chamem para a mesma reunião política a turma do PV e os caciques do DEM sergipano. Os verdes estão tiriricas porque, segundo dizem, foram colocados na coligação demista sem, ao mesmo, terem sido consultados. O candidato a senador, Antônio Leite, é o mais injuriado: “Ora, João Alves não quis se coligar com o PV porque não aceitava minha candidatura. Agora, sem nos consultar, coloca o PV na coligação dele. Onde já se viu isso?”m indaga. Vôte!

 

Não abre

 

Engana-se quem pensa que o deputado federal José Carlos Machado (DEM) abrirá mão de sua candidatura ao Senado em favor de Albano Franco. Dizem que o tucano teria procurado o prefeito de Itabaiana, Luciano Bispo (PMDB), para que aconselhasse Machadão a desistir da empreitada. Ontem, o deputado disse que perderão tempo os que tentarem convencê-lo a voltar atrás em seu projeto de disputar uma cadeira no Senado.

 

Fora do ar

 

Desde ontem, o site de notícias do Governo de Sergipe está fora do ar. A medida atende exigência legal, pois na condição de candidato à reeleição o governador Marcelo Déda (PT) não pode ter um meio de comunicação para divulgar suas boas ações. O site do governo só retornará depois das eleições de outubro.

 

Boa iniciativa

 

O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral lança hoje a cartilha Voto Não Tem Preço. Saúde é seu Direito!, tema da nova campanha da rede. O objetivo é esclarecer os eleitores sobre os serviços de saúde garantidos por lei e que não podem ser trocados por voto. A idéia é envolver a sociedade em ações de combate à corrupção eleitoral na saúde, como a troca de votos por bens e serviços. Tai uma boa idéia.

Mais carros

As vendas de automóveis (carros esportes, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos) em Sergipe cresceram 17,79% quando se compara o acumulado de janeiro a maio deste ano com o mesmo período de 2009. Nos primeiros cinco meses de 2010 foram vendidas no Estado 19.005 unidades, contra 16.135 veículos comercializados no mesmo período do ano passado. Os dados são do Dieese. Em maio passado, as vendas do setor automotivo caíram -0,69% em comparação com o último mês de abril.

Malas prontas

 

O sergipano faz as malas, deixa o receio da gripe suína de fora e vai viajar pelo mundo mais nestas férias do meio do ano. Algumas agências de viagem esperam um aumento de vendas superior a 20%. O otimismo é explicado pelo dólar e euro em baixa e o aumento do poder aquisitivo dos viajantes. Entre os aspectos negativos para quem vai viajar agora, destaca-se a oferta restrita de assentos em voos internacionais para alguns destinos.

 

O que pode

 

A legislação permite a propaganda eleitoral na internet a partir do dia 6 de julho, sendo vedada a censura prévia, o anonimato e a veiculação de qualquer tipo de propaganda eleitoral paga na rede. Na internet, a propaganda poderá ser feita no site do candidato, do partido ou coligação, com endereços eletrônicos informados à Justiça Eleitoral e hospedados, direta ou indiretamente, em provedor do serviço estabelecido no País.

Ex é processado

 

O ex-prefeito de Nossa Senhora das Dores, Fernando Lima Costa, responde a duas ações civis e uma criminal por má-utilização de verbas federais. Todos os processos são baseados em relatórios da Controladoria Geral da União (CGU) que identificaram as irregularidades. Caso seja condenado, o ex-prefeito pode ser obrigado a ressarcir o dano causado aos cofres públicos, pagar multa, perder a função pública, ter os direitos políticos suspensos e ficar proibido de contratar com o Poder Público por até oito anos. Caramba, é muita coisa!

 

Imagens liberadas

O Tribunal Superior Eleitoral flexibilizou a regra para uso de imagens e voz de candidatos em programas eleitorais de partidos que tenham alianças diferentes na disputa nacional e nas candidaturas estaduais. Na semana passada, o TSE aprovou a proibição do uso de coligações diferentes das nacionais, mas diante da reclamação dos partidos, suspendeu a análise das consultas referentes ao tema e a publicação de um acórdão. O Tribunal vai retomar as discussões e decidir o assunto na primeira semana de agosto.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais