SE: Crise profunda valores éticos e morais X “Pão e Circo” eleitoral

0


“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.


Chega o primeiro turno eleitoral, que é o único para 74 municípios de Sergipe (apenas Aracaju tem o eleitorado necessário para ter o 2º turno), e uma certeza em tempos de pandemia: a maioria do eleitorado sergipano adora o “Pão e Circo”, e é o retrato dos seus representantes. Poucos sobram entre os candidatos e os eleitores.

O voto continua sendo comprado e trocado de diversas formas: com subterfúgios e promessas vãs. Principalmente no interior e em diversos bairros da periferia de Aracaju, os candidatos oferecem cestas básicas, material de construção, dinheiro, esmolas e tudo mais.

Até mesmo as ofertas de bebidas alcoólicas são moedas de troca eleitoral. Há uma crise profunda de sentido de vida pessoal e comunitária no interior do Estado e em vários bairros de Aracaju. A grande maioria das comunidades rurais abre seus bares para esse fim: bebidas, poluição sonora com músicas com letras pornográficas e que incentivam a violência e o machismo. Uma coisa é beber por diversão, outra é beber por desespero.

Há uma banalização da democracia, incentivo à descrença, culto ao prazer momentâneo, proliferação de doenças, esvaziamento de sentidos e valores éticos e morais.

Não há processos, não há prioridades, tanto da parte da maioria dos candidatos como também da massa eleitoral.
Há uma cultura das buscas vazias. O titular deste espaço está cansado de fazer a parte dele. É inútil num Estado que é um feudo em todos os sentidos. E onde existe uma crise profunda de valores éticos e morais.


Ao pequeno percentual de eleitores conscientes e que não troca seu voto por nada: Parabéns! E para a maioria da massa eleitoral: Viva o Pão e o Circo Eleitoral!

 

Análise real Na próxima semana, o blog fará uma análise real do resultado eleitoral das eleições 2020. O blog deseja sabedoria aos eleitores de Sergipe na escolha dos seus candidatos, apesar do pão e circo.

 

                                       

Associação Nacional dos Procuradores da República. Representa os membros do Ministério Público Federal. Nas redes sociais Seu voto é seu poder mais precioso: não venda, não barganhe, não deixe de votar com consciência.

 

Socorro: em nota de esclarecimento coligação informa que Justiça Eleitoral determinou que dois sites retirassem fake news A nota: Viemos através desta informar que a Justiça Eleitoral concedeu direito de resposta à coligação do Padre Inaldo, fazendo com que o site Imprensa 24h e o site Repórter 1Se fossem obrigados pelo Juiz Eleitoral, Doutor José Adailton Santos Alves da 34ª Zona, a retirarem uma matéria falsa vinculadas em ambos veículos de comunicação. Os sites também foram obrigados a retirar a vinculação do Fake News de suas redes sociais, sob pena de multa de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) em caso de descumprimento. A matéria que tem o cunho de propaganda ilícita contra a Coligação Socorro Avança com Trabalho, buscou manchar a imagem do candidato à reeleição no município, Padre Inaldo, informando que o mesmo deveria ser afastado caso fosse eleito por compra de voto. A matéria Fake News não tem fonte, provas e não possuem respaldo jurídico, tampouco demonstram estar pautadas em fontes oficiais, com postagens que objetivam apenas desqualificar o candidato majoritário no processo eleitoral, conforme verificou o Juiz Eleitoral, Doutor José Adailton Santos Alves da 34ª Zona. “Em juízo preliminar, próprio das medidas acautelatórias, verifico a presença dos requisitos a amparar o deferimento da liminar reclamada. As notícias divulgadas atingem o candidato majoritário integrante da Coligação representante e não possuem respaldo jurídico, tampouco demonstram estar pautadas em fontes oficiais, com postagens que objetivam desqualificar o candidato majoritário no processo eleitoral. A divulgação das notícias postadas pelo representado, além de incentivar à desinformação, pode redundar em repasse à população de dados falsos ou, no mínimo, incorretos, podendo assim causar sérios prejuízos à igualdade de disputa do pleito”, sentenciou o Juiz.

Aparecida: vídeo mostra Clarinaldo Andrade e Erinaldo do PT oferecendo vantagens em troca de votos  Foi dada entrada ontem, 12, no Juízo de Primeiro Grau da Comarca de Ribeirópolis, uma Ação de Investigação Criminal Eleitoral (AIJE) por captação ilícita de sufrágio, popularmente conhecimento por compra de votos praticada por Clarinaldo Andrade (MDB) e Erinaldo do PT, candidatos a prefeito e a vice, respectivamente, no município de Nossa Senhora Aparecida. A ação está embasada em um vídeo em que mostra Clarinaldo e Erinaldo visitando uma família e prometendo vantagens em troca do voto. Com cerca de nove minutos, a gravação mostra claramente os dois entrando e saindo em uma residência e em um diálogo bastante incisivo busca induzir uma pessoa a votar na dupla em troca de vantagens pecuniárias.

Vantagens indevidas “O vídeo incorporado de maneira mais meticulosa, se observa, em uma dessas visitas, a forma escancarada como os Investigados, Candidatos a prefeito e Vice, prometem vantagens indevidas aos eleitores de forma absolutamente direta e imoral”, diz a acusação. Protocolada sob o número 0600597-36.20206.25.0026, a ação denuncia ambos por abuso do poder econômico. Em trecho da peça, a ação afirma que “os investigados na busca de sagrarem-se vitoriosos, não vêm medindo esforços para tanto, sendo público e notório que a sua condição econômica está sendo utilizada para o arregimentar eleitores de forma ilegal, na medida em que vêm prometendo vantagens indevidas, tais como: medicamentos, transporte e dinheiro ao eleitorado aparecidense”.

Inelegibilidade Por fim, a AIJE formulada pela coligação “Aparecida com Honestidade e Trabalho”, por meio dos representantes legais, requer que seja “declarada a inelegibilidade dos candidatos Investigados pelo prazo de oito anos subsequentes à eleição em que se verificou o abuso de poder político; cassação do registro e declarados inelegíveis bem como a requisição de instauração de inquérito policial no âmbito da Polícia Federal”.

                             

São Cristóvão: Empresa declarada em gastos de campanha com CNPJ inapto Com vídeos e documentos, a oposição em São Cristóvão apresentará à Justiça Eleitoral uma denúncia de que o atual prefeito, Marcos Santana, locou um veículo tipo micro-ônibus na declaração de gastos da campanha numa empresa, a R & A Comércio de Veículos, que está inapta no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica. A denúncia mostra vídeos feitos no endereço que deveria constar a empresa, onde vizinhos dizem que já fazem dois anos que ela não funciona no local.

 

 

Revolta candidatos PTB Aracaju E o blog recebeu a informação de um candidato a vereador por Aracaju que existe uma revolta generalizada entre os candidatos porque um deles, Daniel Mafort, está sendo privilegiado porque é filho da candidata a vice-prefeita, Bispa Vanilda. Alguns foram até avisados que não podem pedir votos na Coroa do Meio porque é reduto do tal Daniel. Como evangélico, o Daniel não respeita os protocolos, entra sem máscara nas casas e estabelecimentos comerciais e toda equipe não tem nem mesmo álcool em gel.

No domingo, 15, OAB/SE realizará plantão para defesa das prerrogativas da advocacia nas eleições  A Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe, realizará neste domingo, 15, um plantão para defesa das prerrogativas de advogados e advogadas nas eleições 2020. Em caso de violação das garantias, a advocacia poderá entrar em contato através do telefone (79) 3301-9115. As denúncias serão recebidas exclusivamente por meio do telefone (79) 3301-9115 e serão encaminhadas aos representantes responsáveis para a tomada de medidas cabíveis. O intuito é atuar somente em fatos que envolvem violações das prerrogativas e dos direitos humanos. A Ordem atuará não só em Aracaju, mas também em todo o Estado, através das Comissões Regionais de Itabaiana, Estância, Nossa Senhora da Glória, Propriá e Lagarto. O canal de denúncias será o mesmo para todas as regiões sergipanas.

 



                                 
Boneca Rosinha, lançada pelo Movimento Mulheres de Peito Apresentamos a vocês a nossa boneca Rosinha, uma edição especial limitada em comemoração ao aniversário da nossa instituição. Ela é de cerâmica, confeccionada pela artista sergipana Beth Sorriso. Quem tiver interesse de adquirir, pode entrar em contato através do nosso call center nos números 3024-2009 ou 3024-6588, ou em nossa sede, situada na Avenida Barão de Maruim, 493, Centro. Ela custa R$ 80,00 e todo o valor arrecadado com as vendas será revertido para o fundo de pagamento de consultas e exames instituição. https://www.instagram.com/movimentomulheresdepeito/


PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018           

Péssimo serviço da Secretaria da Fazenda de Aracaju “Caro jornalista essa foto é de agora há pouco (quinta-feira). Uma enorme fila na frente da Secretaria da Fazenda de Aracaju. A maioria de prestadores de serviços que estão nas campanhas políticas e necessitam do ISS. Uma falta de respeito enorme’’

Perguntar não ofende “Não custa nada perguntar ao prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira: já revogou o aumento do IPTU que tanta criticava da administração João Alves?”

Crescimento do DEM “Parece que o desejo do ex-presidente Lula de extinguir o DEM (ex-PFL) não irá se concretizar, pois em 2020 se percebe que haverá um aumento significativo de prefeitos eleitos pela legenda, principalmente nas capitais.”

Pode surpreender “Segundo analistas políticos, quem pode surpreender nesta eleição em Aracaju é a filha do ex-governador João Alves e da senadora Marìa do Carmo, Ana Alves. Dizem que muitos irão votar nela para prestar uma homenagem ao pai. É aguardar!”

                                                               

 

Reclamação moradores do Bairro Jardins “Árvores invadem leito da Rua Monsenhor Oliveira Teixeira, bairro Jardins, essa artéria fica localizada ao fundo do Parque Augusto Franco, ou seja, nas “barbas” da sede da Emsurb.”


 

 

Da série de fotografias do cidadão Wanderson Andrade: https://www.instagram.com/wanderson_bnw/
José de Jesus Santos, da Igrejinha, Capela-SE, o ZÉ PULIÇA … Foto tomada na frente da Delegacia, quando ele pretendia registrar uma ocorrência porque seres estranhos teriam abandonado objetos de outro planeta na carroça que ZÉ usa para transportar coisas achadas na rua.



                                                                                                             
ESPAÇO PARA CANDIDATURAS PROPORCIONAIS 75 MUNICÍPIOS 

 

Aracaju: Moura, o vereador da família, 20100 Com base eleitoral no conjunto Augusto Franco, em Aracaju, onde chegou quando o mesmo foi fundado (antes já trabalhava em farmácia) e montou a Farmácia Moura, José Iolando Moura Filho, o Moura da Farmácia, é candidato pelo PSC. São 58 anos e 33 de uma trajetória construída com
muita luta e garra, com conquistas, mas também com perdas. Em 2005, Moura perdeu dois de seus filhos, Marcell e Mirella Moura, em um acidente automobilístico.

Sem saber como se reerguer, Moura transformou seu sofrimento
em luta para ajudar pessoas, às famílias. Assim, Moura passou a se envolver com questões sociais, onde lutou por soluções e melhorias para os habitantes do bairro e acabou se tornando a voz do povo na sua comunidade. Foi assim, que mesmo sem mandato, Moura já conseguiu grandes conquistas para o bairro Farolândia, através de recursos federais a seu pedido e luta, como a complementação da verbas para as obras de pavimentação do Barroso e cobertura da canal 3 e uma das suas grandes conquistas e orgulho que foi a primeira Escola Municipal de educação Infantil do bairro, o de beneficiará mais de 300 famílias, além de ser uma bela homenagem aos seus filhos, pois, a escola levará os nomes dos seus filhos, creche “Irmãos Mirella e Marcell Moura”.

Já imaginou esse homem com um mandato? É por isso que hoje, ao lado da sua esposa, Andréia Moura, da sua família, com apoio de todos seus amigos e clientes, ele é candidato a vereador de Aracaju, para lutar e conquistar mais melhorias para qualidade de vida da população, das famílias aracajuanas. Por isso, te convido a conhecer mais desse homem, analisar suas propostas suas propostas e por fim conseguir conquistar o seu voto de confiança, e fazer dele o representante na Câmara Municipal de Aracaju.

 


PELO E-MAIL nunesclaudio@infonet.com.br E FACEBOOK


POEMA

Seja uma Fênix Por José Renilson Souza Santos*

Cada labor rotineiro
Traz um cansaço na alma
De tantas pelejas presente
No furta um porvir sem igual.

Outrora a luta era prazerosa
Prazeres do deitar ao levantar
Mesmo sem a mordomia presente.
Minha vida era uma canção de luar.

Hoje diante tal realidade global
Violência, fome e peste de viral
Descantou-se o prazeres da vida atual
Fez-se cansar corpo, alma e espirito desse ser mortal.

Mas a esperança é imortal
Ressurgir do interior persistente
Das forças de um ser sem igual
Tornando-se esse ser uma Fênix
Levando na jornada de sua vida
O peso da experiência, sendo feliz no final.


*Presidente da Associação Nacional das Autoridades Eclesiásticas do Brasil – ANAEB



RESENHA




CABO JOSINO VILOSO, Francisco J. C. Dantas

Por Antônio Saracura (*)

De início, senti o cheiro longe dos descampados e dos personagens de Juan Rulfo, mas o singular perfume do Cabo Josino Viloso (nada a ver com a catinga horrível de seu corpo suado: “Puxa a gola da túnica, assopra nos cabelos da titela; de volta, recebe o bafo morno que fica exalando o fartum ardido em sua cara (página 17)” ficou tão singular que me deixei embeber e segui em frente na leitura.

Este Cabo da Polícia Baiana é um homem inseguro (eu também) até ante o conhecido. Ora, todos os urubus cagam em sua cabeça; ora, São Migué o favorece inesperadamente. Quando vai ser massacrado pelos malfazejos convictos do antro chamado Alvide, o santo levanta o queixo deles… A cabeça do Cabo era um malho de pedra maciça cravado nos ombros. Todos olham e se benzem atrapalhados. Aquele intruso bruto, no jogo de cabeça domingueiro (similar a luta de carneiros marrentos do Cazaquistão) seria a desgraça dos adversários. O que não provocaria uma cabeçada dele na boca do rim de um infeliz. E resolvem recuar. Era a primeira vitória, o início da improvável amizade, que começa com o respeito (temor).

O Cabo, inconscientemente, cria seus mundos de sofrimento e de consolo. Sua mente reverte o revés em vitória. Ele aumenta o poder do inimigo para que a derrota possa ser vista, por ele mesmo, como até uma pequena vitória. Está fadado ao fracasso, mas surpreende com o sucesso. Comemora os percalços, banaliza-os. Gaba-se porque não foi recebido à bala ou à cacetada no povoado (respeito/temor dos moradores). A indiferença dói mas não tanto. E, em Zeca Papão, que o esnobou, encontra mérito: “parou suas cobranças para vir falar comigo um tiquinho!”

A revolução de 1964 chegou a Alvide caçando comunista. O Cabo se borrou de medo. Esse País perde tempo à toa! Depois, quando os caçadores foram embora, fanfarreou grosso (de longe, óbvio) esnobando-os.
Lembrei-me de meu avô Totonho Bernardino quando Lampião levantou o acampamento do riacho das Flechas.

Francisco Dantas, pela boca de um ou de outro personagem, especialmente pela lógica primitiva e lúcida de Josino Viloso, vai protestando contra os desmandos do Brasil. Heróis não reconhecidos; aproveitadores enriquecidos; a imbecilidade pisando na cabeça do mérito. O trabalho dobrado da polícia, que prende e a justiça solta. As promessas fúteis dos políticos… E aí, o Cabo entra na variante e distribui empregos fictícios na Polícia Baiana aos desconfiados paisanos. Quem não deseja um futuro digno aos filhos?

E Papão (ótimo nome) propõe um negócio de ouro: em vez de jogar o meliante em um buraco tenebroso (que invenção da gota serena!), devia cobrar fiança. O Cabo reage, bate pé contra, e pede pra explicar melhor. E, mais à frente (não sei se pagando royalties à Zeca) pratica a fiança. Há aqui a aplicação da lei da compensação: se você não me paga um salário digno, eu arrumo um jeitinho de me recompensar. Ou não?

O que não faz o amor que se revela tardio?

O Cabo mergulhou na cachaça e nas artes, virou escultor. Os três são sempre bons parceiros (paixão, bebida e artes).

Francisco Dantas constrói uma obra bem humorada, erudita, digna. Uma obra universal. O gênero picaresco comemora. Há Cancão de Fogo, Mazaropi, Malazarte, João Grilo… E muito mais. Há espaço de sobra para boas gargalhadas, para a arte da convivência e para a arte paciente da negociação. Há o linguajar padronizado impecável e o informal (oral) bruto e belo. Consagra nossas palavras fortes, que o povo simples usa, e que não fazem arrodeios. Os dicionaristas têm que as catar para enriquecer seus léxicos limitados. Estão na urdidura da trama, como fios de ouro entranhados. Penso que é uma ação corajosa e louvável e marca registrada do mago do Riachão.

Leiam Cabo Josino Viloso (a Estante Virtual possui vários exemplares à venda).

Leiam a literatura sergipana! (Eu não podia me deixar de fora).

(Eu vivo no meio intelectual de Sergipe (academias de letras e encontros literários) desde 2008 quando publiquei Os Tabaréus do Sitio Saracura. Nesse tempo todo, ninguém me recomendou a leitura de Cabo Josino Viloso. Sequer falou desse pequeno grande livro que, desde esse ano (ou um pouco depois) esteve na minha fila de livros a ler e foi passado pra trás algumas vezes.Por que será?)

Antônio Saracura, 2020mar26, em Aracaju (na quarentena do Corona).
(Aracaju, 26 de março de 2020, extraída do blog: Antônio Saracura Sobre Livros Lidos).
(*) Escritor das Academias Itabaianense e Sergipana de Letras.


PELO TWITTER

www.twitter.com/J_LIVRES Por Toni d’Agostinho @tonidagostinho





www.twitter.com/MarceloLins68 Das poucas certezas desses dias incertos: Vai faltar espaço na lata de lixo da história.

www.twitter.com/J_LIVRES Por Santiago



www.twitter.com/J_LIVRES Por Vilé @vile_andre




Siga Blog Cláudio Nunes:             

Instragram

 Facebook

 Twitter



Frase do Dia
“O lado que souber quando lutar e não lutar sairá vitorioso. Há estradas pelas quais não se deve viajar, exércitos que não devem ser atacados e fortalezas que não devem ser invadidas.” Sun Tzu, para reflexão às vésperas do 1º turno eleitoral.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais