Segurança reforçada

0

A Justiça Eleitoral de Sergipe acatou pedido de envio de tropas federais para garantir a ordem durante a eleição em Aquidabã, Canhoba, Graccho Cardoso, Japaratuba, Pirambu, Carmópolis e Monte Alegre. Ontem mesmo a decisão foi enviada ao Tribunal Superior Eleitoral, a quem cabe autorizar ou não o envio de homens do Exército para os sete municípios. Os pedidos foram feitos pelos juízes eleitorais, que avaliaram como muito acirrados os ânimos entre os candidatos e os simpatizantes destes. A expectativa é que o TSE acate a decisão do Pleno do TRE.

Treze a onze

Este é o placar de momento da disputa entre Susana Azevedo (PSC) e Belivaldo Chagas (PSB) pela vaga de conselheiro do tribunal de Contas do Estado. A liderança da parlamentar cristã não significa que ela será a escolhida, pois o fato de ter assinado a lista não quer dizer que o deputado votará necessariamente nela. Mas que é uma vantagem, isso é!

Outra greve

Os trabalhadores dos Correios de Sergipe estão em greve desde a zero hora de hoje. O movimento paredista também ocorre em outros 18 estados. Os grevistas reivindicam 43,7% de reajuste, R$ 200 de aumento linear e piso salarial de R$ 2,5 mil. A empresa sustenta que o índice de reajuste de 5,2% oferecido aos trabalhadores garante o poder de compra e repõe a inflação do período.

Nova proposta

Os professores estaduais querem retomar as negociações salariais com o governo. Ontem, eles propuseram que o reajuste do piso sela pago em parcelas: 19% imediatamente e 2,5% em módicas prestações. O executivo insiste que não tem dinheiro e que só pode conceder 6% de reajuste. Pelo visto, essa briga está longe do fim.

Vetos

A Assembleia deve votar hoje todos os vetos do governo a projetos aprovados pelos deputados. A pressa é para destrancar a pauta do Legislativo, pois enquanto os vetos não forem apreciados nenhum outro projeto pode ser votado, inclusive o que concede reajuste de 6% aos professores.

Chateado

Não chamem para o mesmo palanque o prefeiturável Almeida Lima e o presidente estadual do PPS, Nilson Lima. Almeidinha não esconde a contrariedade com o aliado porque este o largou de mão em plena campanha. Segundo o candidato, “Nilson é um fato menor e o tempo se encarregará de esclarecer”. O que será que ele quis dizer?

Esquivou-se

O preferiturável João Alves Filho (DEM) se recusou a participar hoje à noite do debate promovido pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe. Segunda-feira e ontem, os candidatos Almeida Lima (PPS) e Valadares Filho (PSB) estiveram na entidade apresentando propostas e respondendo perguntas de jornalistas e empresários. João alegou falta de tempo para conversar com os comerciantes. Imagine depois das eleições!

Menos, João

Com o título acima, a coluna Periscópio do Jornal da Cidade publica hoje a seguinte nota: “A assessoria do candidato João Alves Filho (DEM) informa que Jaime Lerner, ‘apontando como um dos três maiores arquitetos do mundo’, vai fazer o projeto de drenagem e saneamento da Zona de Expansão de Aracaju. Exagero. Lerner, grande urbanista, sequer figura entre os 10 maiores arquitetos do Brasil”. Homem, vôte!

Cassado

O suplente de vereador Jessé Silveira deve assumir nas próximas horas uma cadeira na Câmara Municipal de Itaporanga D´Ajuda. Vai substituir Adiel Simões, que teve o mandato cassado pela Justiça Eleitoral por ter trocado o PSC pelo PRP. O punido por infidelidade partidária é candidato a vice na chapa encabeçada pela ex-prefeita Gracinha (PSDB).

Intocáveis

A partir do próximo sábado, nenhum candidato, membro de mesa receptora e fiscal de partido poderão ser detidos ou presos, salvo em flagrante delito. É o que determina o calendário das Eleições 2012. Os partidos políticos e coligações têm até este sábado para indicar, perante os juízos eleitorais, os nomes dos fiscais que estarão habilitados a fiscalizar os trabalhos de votação durante as eleições de outubro próximo.

Do baú político

A criação do município de Moita Bonita, no agreste de Sergipe, é fruto de uma briga entre os irmãos e ex-deputados estaduais Euclides e Pedro Paes Mendonça, este último pai do mega empresário João Carlos Paes Mendonça. Euclides sempre foi contra a criação de Moita Bonita, pois o território seria desmembrado de Itabaiana, seu principal reduto eleitoral. Por conta disso, travou fortes brigas com o irmão, porém Pedro saiu vitorioso, pois a Assembléia aprovou a criação do novo município no dia 19 de junho de 1962. Tendo iniciado a vida comercial em 1935 no povoado Serra do Machado, com uma bodega, Pedro Paes Mendonça transfere seu negócio para Aracaju em 1951, onde permanece até 1965, quando se mudou para Recife e fundou o Grupo Bompreço, hoje pertencente à rede americana Walmart. Já o irmão e desafeto, Euclides Paes Mendonça, juntamente com o filho Antônio, foi assassinado por forças policiais no dia 8 de agosto de 1963, em Itabaiana.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários