Sem ética nem moral

0

Tanto lá e Brasília quanto cá em Sergipe, a sociedade acompanha estarrecida o grande volume de denúncias contra políticos. Agora mesmo, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou ao Supremo o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), e senador Fernando Collor (PTB) por suspeita de terem recebido milhões em propina. Aqui na terrinha, a juíza de Direito Carolina Valadares Bittencourt bloqueou os bens dos deputados estaduais Valmir Monteiro (PSC) e Gustinho Ribeiro (PSD). Os dois são acusados de fazerem mau uso das verbas de subvenção liberadas pela Assembléia. Mas estes são apenas quatro casos ocorridos somente ontem. Desde muito tempo, políticos com ou sem mandatos são acusados de falcatruas ou apanhados com a boca na botija. E é esta mesma classe política que se acha dona da verdade e, portanto, capaz para fazer as reformas política e econômica, tão reclamadas pelos brasileiros. Eles sim, é que precisam sofrer uma reforma ética e moral, antes que o país afunde de vez.

Na cadeia

O político e pecuarista sergipano Beto Rocha (PP) foi preso ontem no Maranhão. Ele é esposo da prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite (PP), também presa pela Polícia Federal sob a acusação de desvios de verbas da merenda escolar e para reforma de escolas. Beto Rocha é filho da vice-prefeita de Lagarto, Norma Dantas, e do ex-prefeito lagartense Zezé Rocha. Com apenas 22 anos, Lidiane disputou a Prefeitura de Bom Jardim porque o esposo Beto é processado como “ficha suja”.

CCs nas ruas

Petistas e ocupantes de cargos em comissão foram às ruas ontem defender a democracia e condenar os que pregam o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Como são poucos, optaram em promover o ato no movimentado calçadão do centro de Aracaju, visando aproveitar os transeuntes como figurantes da manifestação. Depois disseram que, por baixo, somaram mais de 3 mil. Só Deus na causa!

Agora é Lei

Como já era esperado, os deputados estaduais aprovaram o polêmico projeto autorizando o governo de Sergipe a usar 70% dos depósitos judiciais para pagar a folha de pessoal. Com a aprovação, o Executivo vai dispor de R$ 500 milhões para pagar os salários dos servidores por alguns meses. Isso se a OAB não conseguir “melar” o negócio com uma prometida ação judicial contra a nova Lei estadual.

Jackson Card

E o deputado estadual Georgeo Passos (PTC) sugeriu ontem na Assembleia a criação do cartão de crédito “Jackson Card”. Segundo ele, como o governo vem parcelando a folha de pessoal, o servidor poderia usar o novo cartão para pagar parceladamente as compras feitas no comércio sergipano. Será que, ao reassumir o governo, JB vai acatar a sugestão?

Tapa na macaca

Ainda não foi ontem que o Supremo decidiu se é crime ou não portar ou fazer uso de drogas ilícitas. A decisão foi adiada por conta de um pedido de vista do ministro Edson Fachin. Antes, porém, o ministro relator Gilmar Mendes votou pelo provimento ao recurso, que declara a inconstitucional do artigo 28 da Lei de Drogas, tipificando como crime o porte de entorpecentes para consumo pessoal. Segundo ele, a criminalização estigmatiza o usuário.

Excluídos

Os movimentos sociais de Sergipe se reúnem neste sábado (22), em Aracaju, para tratar sobre a organização do 21º Grito dos Excluídos, manifestação popular realizada todos os anos, no desfile de 7 de Setembro. O encontro vai acontecer a partir das 8h, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, localizada no bairro do Grageru.

Herdeiros

Os governos estão de olho na herança alheia. Reunidos ontem em Brasília, os secretários de Fazenda dos estados decidiram propor a elevação da alíquota máxima para o imposto sobre herança. Atualmente, esta alíquota é 8%, mas os estados querem cobrar até 20%. Os secretários vão encaminhar uma minuta de resolução ao Senado propondo a alteração. Do jeito que a coisa anda, só recorrendo à máxima popular: “Plante e coma, senão o governo toma”.

Integração

Deve chegar nos próximos dias na Assembleia, o Projeto de Lei criando o consórcio intermunicipal do transporte coletivo integrado. A informação foi dada ontem pelo governador em exercício, Belivaldo Chagas (PSB), durante reunião com o prefeito da capital, João Alves Filho (DEM). “Estamos fazendo os últimos ajustes no texto do projeto, que visa integrar o transporte coletivo entre Aracaju, São Cristóvão, Barra dos Coqueiros e Socorro”, disse Chagas.

Invocados

Os delegados de polícia vão participar, dia dois próximo, do ato a ser promovido pelo Movimento dos Trabalhadores do Serviço Público de Sergipe. Também decidiram conceder um prazo de 30 dias para o governo concluir a retirada dos presos das delegacias. Depois disso, os delegados se recusarão a receber novos presos por entenderem que a atribuição de custódia de detentos é da Secretaria de Justiça. A coisa á feia!

Recorte de jornal

Publicado no jornal laranjeirense O Horizonte, em 15 de abril de 1886

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais