Sergipe Del Rey e os “novos” com as velhas práticas:donos de partidos

0

               Blog Cláudio Nunes: a serviço da verdade e da justiça
“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.


E o assunto dos últimos dias na política de Sergipe é a filiação da delegada Danielle Garcia no Podemos. Interpretações à parte, se ela foi para o Podemos para não ficar sob as asas do senador Alessandro Vieira, no Cidadania, os sergipanos só saberão com os acordos firmados em 2022.

O mais interessante é que o senador considerou a filiação um “avanço na renovação política de Sergipe.”

Alessandro Vieira é filiado ao Cidadania, ou seja, comemora as velhas práticas onde os políticos filiam suas lideranças em vários partidos numa verdadeira salada sem ideologia e propostas apenas com interesses eleitorais. Agora Danielle “comandará” um partido. Ou seja, tanto Alessandro, como Danielle Garcia, que dizem representarem novas práticas são iguais aos que sempre criticaram.

Aliás, Alessandro que se elegeu como o “novo” na política não parece disposto a disputar o governo em 2022, mas torce para que o nome dele seja “convidado” para compor uma chapa na disputa presidencial, nem que seja uma candidatura a vice-presidente, para ficar longe de Sergipe, já que o desgaste é enorme.

Com senador , Alessandro deveria lançar uma campanha para acabar com essa farra partidária: 33 partidos representados no Congresso Nacional e 35 registrados na Justiça Eleitoral. Como o Brasil vai dar certo?

Na sua grande maioria, cada partido tem seu “dono”. E como bem diz o ex-deputado federal João Fontes, “os partidos políticos encontraram o caminho oficial para assaltar os cofres públicos. Um escândalo”, se referindo ao fundo eleitoral que vem aumentando assustadoramente de eleição para eleição: 5,7 bilhões agora.

Os “novos” têm as mesmas práticas dos “velhos lobos.” A diferença é que os velhos nunca bradaram que entraram na política para mudar, que teriam práticas novas.

O povo se ilude com o discurso belo e pronto. Tem que acabar com a enxurrada de partidos e seus donos. Tem que acabar com o voto obrigatório.

O Brasil não tem futuro não!


João Fontes: Danielle Garcia caladinha conseguiu um partido para chamar de seu e deixou o senador num sinuca de bico. Do ex-deputado federal João Fontes: A Bela e a Fera! Alessandro tentou ser esperto para sair do imbróglio como avalista da filiação de Daniele no Podemos e quebrou a cara. Renata Abreu, a dona do Podemos, chamou o feito à ordem e deixou o delegado senador numa situação complicada! Alessandro saiu queimado com o Cidadania de Roberto Freire e com o Podemos de Renata Abreu. Na verdade, Alessandro esqueceu o ensinamento do mestre: não se pode servir a dois senhores.“

“O Rei raciocina bem a política. Danielle ficou livre, leve e solta!”, João Fontes. Falando Francamente, por Reinaldo Moura ontem, 20:


Senadora no Palácio do Planalto Embora senadora há três mandatos, são raras as idas da senadora Maria do Carmo, DEM, ao Palácio do Planalto, e mais ainda no gabinete presidencial. Porém, há poucos dias ela esteve lá para surpresa de um sergipano que trabalha no terceiro andar. O sergipano abelhudo não conseguiu saber o motivo da visita, mas com a nomeação do competente advogado Cristiano Aragão Cabral como membro substituto na classe jurista no Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe as dúvidas se dissiparam. A senadora é como se fosse uma madrinha para Cristiano que já foi advogado da Habitacional. A senadora tem força, já que dos três senadores, apenas ela é situação ao governo Bolsonaro.

Licença A senadora Maria do Carmo está de licença parlamentar por 120 dias, a partir de hoje, 21, para tratar de assuntos pessoais. Em seu lugar assume o 2º suplente Virgínio de Carvalho Neto. Virgínio de Carvalho assume em decorrência de impossibilidade justificada pelo 1º suplente, Ricardo Franco, para assumir neste momento. Na semana passada, a senadora havia entrado com uma licença médica de cinco dias para controle de hipertensão. Para Maria do Carmo, o Pastor Virgínio fará uma excelente representação de Sergipe nesse período, que se estenderá de 21 de julho até 17 de novembro de 2021. “Ele já teve oportunidade de me substituir por duas vezes, conhece o cotidiano do Senado e é muito respeitado na Casa”, concluiu.

Cada um por si e Deus por todos! Perguntas para as autoridades responsáveis pela fiscalização dos protocolos de combate a Covid-19 em SE: hoje, 21, algumas escolas retornam com as aulas presenciais. Os estudantes e professores apresentarão testes imunológicos recentes? Ou será cada um por si como se a pandemia tivesse acabado de uma vez?

 Pedido imprudente Ontem, à noite, em rede nacional de rádio e televisão, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, pediu a volta às aulas presenciais. Segundo ele, é uma “necessidade urgente”. “Quero conclamá-los ao retorno às aulas presenciais. O Brasil não pode continuar com as escolas fechadas, gerando impactos negativos nesta e nas futuras gerações. Não devemos privar nossos filhos do aprendizado necessário para a formação acadêmica e profissional deles. Estudos (…) apontam que o fechamento de escolas traz consequências devastadoras”, disse o ministro. Alguém sabe informar se a pandemia da covid-19 já desapareceu? Serão exigidos os testes dos alunos, professores e funcionários das escolas? Quem pagará pelos testes?

 Pedido imprudente II Já em Sergipe del Rey, o imprudente arcebispo de Aracaju, através do site oficial da arquidiocese, publicou uma carta (clique no link: https://www.arquidiocesedearacaju.org/post/dom-joão-pede-retomada-imediata-da-vida-sacramental-em-todas-as-paróquias ) dirigida aos sacerdotes na qual “pede o retorno dos encontros presenciais de catequese de crianças, jovens e adultos – conforme o critério da segurança sanitária dos participantes – e ainda das reuniões das pastorais, grupos, movimentos e associações, em todas as comunidades paroquiais da Arquidiocese de Aracaju.” O blog pergunta mais uma vez: alguém sabe informar se a pandemia da covid-19 já desapareceu? Também serão exigidos os testes? Quem pagará?

Indelicadeza Não tendo mais o que fazer por causa da desmoralização perante a sociedade sergipana, o arcebispo João Costa foi bastante indelicado com os bravos padres da arquidiocese de Aracaju. Assim se expressou na carta: “Não nos esqueçamos de que, excetuando o dia de folga do Clero, providenciem os sacerdotes que haja a celebração do Santo Sacrifício da Missa (ao menos uma) no interior da jurisdição paroquial que lhe é confiada. Relembro que, tão somente, um é o dia de folga semanal que cada sacerdote deve gozar.” E desde quando a maioria dos padres deixou de trabalhar? O arcebispo procurou saber da situação dos padres que vivem nas periferias e comunidades pobres?

Sem moral Enquanto o arcebispo quer dar lição de moral na grande maioria dos padres que administram as paróquias com muito sacrifício e dificuldade, o mesmo se cala perante os seus “protegidos” que vivem viajando pelo Brasil e ausentes das paróquias. Assim se expressou um leigo ontem à noite: “qual a moral que o arcebispo de Aracaju tem para exigir algo dos padres? Por acaso a maioria dos padres tem senhoras ricas para ofertar benesses e passeios nas praias alagoanas?” Misericórdia.

Especialistas alertam No Jornal Nacional, ontem, vários especialistas alertaram para que se evite o relaxamento dos cuidados com a covid-19, pois podem provocar um aumento no número de casos. Os especialistas citaram vários países que mesmo com um número significativo de pessoas vacinadas tiveram um aumento expressivo de contaminação do vírus. Não é hora de relaxar. A queda no número de casos não pode favorecer o relaxamento e, consequentemente, mais uma nova onda de casos de contaminação e mortes. Prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

TJSE: Sindijus destaca que presidente, Desembargador Edson Ulisses, descongela carreira e parte dos salários dos servidores  O Presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), Edson Ulisses, apresentou à direção do Sindijus, na última quinta-feira, 15, a contraproposta de descongelamento das letras e triênios, mais a revisão de 3% do vencimento base e a continuidade da negociação dos percentuais pendentes no vencimento e auxílios. No mesmo dia, os servidores do TJ reuniram-se em Assembleia Geral e aprovaram a contraproposta. Com o consenso, o Judiciário é o primeiro órgão do serviço público estadual de Sergipe a avançar na negociação financeira com os servidores neste ano.

Alternativas Nos últimos meses, a reunião vinha sendo solicitada pela direção do Sindijus, com o intuito de discutir alternativas para descongelar a remuneração dos servidores, que acumulam redução salarial há 7 meses, violando a Constituição Federal e a legislação estadual. Os argumentos da entidade sindical ganharam força no último mês, após um protesto da Central Única dos Trabalhadores (CUT), no Tribunal de Constas do Estado, que resultou em uma orientação do TCE aos gestores recomendando o cumprimento da revisão inflacionária constitucional.

 Carreira e revisão salarial Nesse novo contexto, com as divergências de interpretações legislativas superadas, durante a reunião, o presidente Edson Ulisses apresentou um posicionamento que restabelece os direitos à revisão salarial e à evolução da carreira dos servidores. Na carreira, a Presidência do TJ acatou integralmente a proposta da categoria de descongelamento da evolução salarial por tempo de serviço, de 2% nas letras e de 5% nos triênios, retroativos ao momento em que o servidor deveria ter evoluído na carreira. Na revisão salarial, o desembargador não acatou totalmente a reivindicação de 5,45% no vencimento base e nos auxílios saúde e alimentação. A Presidência do TJ apresentou como contraproposta aplicar 3% no vencimento base, retroativo a janeiro, e a continuidade da negociação em relação aos percentuais restantes de 2,45% no vencimento e de 5,45% nos auxílios. Leia toda matéria do Sindijus aqui.

Socorro: pelas redes sociais prefeito comemora mais uma grande empresa, Assaí Atacadista No próximo mês de agosto deverá ser iniciada a obra de construção da nova loja do Assaí Atacadista em Sergipe, desta vez no município de Nossa Senhora do Socorro mais precisamente no conjunto João Alves Filho, próximo a rotatória do Siri. A expectativa é que a empresa gere 500 empregos diretos e indiretos e seja inaugurada ainda em dezembro deste ano. “Estou muito feliz em ver que Nossa Senhora do Socorro tem atraído grandes empresas nacionais. Dessa vez, o Assaí Atacadista abrirá uma loja no município, ainda esse ano. Isso significa uma melhor economia e mais empregos para o meu povo” comemorou o prefeito padre Inaldo nas redes sociais.

Emprego e renda De acordo com Dênis Guimarães, sócio do Fundo Imobiliário York, o Assaí traz desenvolvimento, empregos, rendas e baixa o preço da cesta básica da região. “A ideia do Assaí é sempre vender barato, vender produtos de qualidade e dar mais acesso à população a uma boa alimentação com preço baixo”, destaca. A Prefeitura de Socorro, por meio da Secretaria de Industria e Comércio (Semic), está prestando todo o apoio ao grupo empresarial. “Estamos felizes de ver o destaque que Socorro está alcançando no país. Isso demonstra que o trabalho da gestão municipal está sendo eficiente”, conclui Luiz Carlos, secretário da Semic.

Representantes do Governo visitam polo ceramista em São Paulo Com o objetivo de prospectar investimentos para o Estado, o presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), José Matos, e o superintendente executivo da Secretaria do Desenvolvimento Econômico (Sedetec), Marcelo Menezes, acompanharam o deputado federal Laércio Oliveira, em visitas na segunda-feira (19) e terça-feira (20), ao maior polo ceramista do Brasil, na região de Rio Claro, Santa Gertrudes e Cordeirópolis, em São Paulo.

Mercado consumidor de gás natural O objetivo central das visitas foi a prospecção de investimentos para o setor em Sergipe, na perspectiva de fortalecer o mercado consumidor de gás natural, objetivando para dar uso à produção offshore no litoral do estado. Na segunda-feira, 19, os sergipanos fizeram uma visita ao Grupo Fragnani – Cerâmica INCEFRA, e também conheceram a matriz da Cerâmica Carmelo Fior (CECAFI), proprietária da Cerâmica Serra Azul, instalada no Distrito de Socorro. Ontem, 20, o grupo visitou as Cerâmicas Almeida e Savane.

Vantagens Para o superintendente executivo da Sedetec, Marcelo Menezes, a visita representa “um trabalho importante para o desenvolvimento do estado, aproveitando os relacionamentos estabelecidos durante a articulação com os diversos agentes e setores empresariais para a aprovação da Lei do Gás”. José Matos, por sua vez, frisa que durante todas as visitas está sendo reforçado as vantagens de se instalar em Sergipe, e os benefícios que são oferecidos às empresas, a exemplo do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI).

Reconhecimento A série de visitas e reuniões teve intermédio da Associação Paulista de Cerâmica de Revestimento (ASPACER), que aproveitou o encontro para reconhecer o trabalho do deputado sergipano na relatoria da Nova Lei do Gás. “Depois da aprovação da lei do gás, Sergipe virou a estrela do gás, por ter uma grande reserva do produto, que é bastante utilizado para produzir cerâmicas. Esse é mais um passo para o desenvolvimento do nosso estado”, afirma Laércio Oliveira.

Laranjeiras: parcerias com a SSP O prefeito de Laranjeiras, José de Araújo (Juca), acompanhado do deputado estadual Jeferson Andrade e representantes da Guarda Municipal estiveram reunidos na Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP/SE) ontem, 20, com o Superintendente Executivo, Cel. José Pereira de Andrade Filho e o assessor da SSP, Edézio Vieira de Melo Neto, para solicitar um curso de qualificação e formação para a categoria.

Serviço ainda melhor Para o Comandante da Guarda Municipal de Laranjeiras, Djalma Ferreira, a formação dos trabalhadores da Guarda é essencial. “Através de um curso de qualificação e formação na Acadepol, em parceria com a Polícia Militar, vamos garantir um serviço ainda melhor para os laranjeirenses, já que vamos auxiliar também os policiais no trabalho diário. Tenho certeza que as ações conjuntas vão ser importantes”, disse o comandante.

Diálogo O prefeito Juca agradeceu à SSP por, mais uma vez, se disponibilizar em ajudar os laranjeirenses. “Saímos bastante satisfeitos dessa reunião e vamos buscar todos os meios e seguir as orientações que nos foi passada pelos representantes da Segurança Pública. A melhor notícia é saber que a nossa Guarda Municipal vai receber um curso de formação. Quero agradecer ainda ao deputado Jeferson Andrade por intermediar esse diálogo e estar presente para nos ajudar. O parlamentar vem trazendo diversos benefícios para o nosso município”, destacou o prefeito Juca.

Reivindicação O presidente do Sindicato Intermunicipal dos Guardas Municipais de Laranjeiras e região (SINTRAGUARDAS), Rosevaldo dos Santos ressaltou o apoio da Prefeitura em atender mais esta reivindicação da categoria. “O diálogo com a Prefeitura e SSP/SE estão abertos e agora vamos somar esforços para a garantir a realização do nosso curso de formação. A nossa expectativa é que ainda este ano iniciemos as atividades. O maior desafio agora é vencer a burocracia natural”, frisou.

Aracaju – Mudança no trânsito despertam preocupação. Posição do Sincadise Diante da polêmica instalada acerca da mudança de sentido da avenida Nestor Sampaio e ruas Nelson Hungria e Abigail Ferreira, nos bairros Luzia, Jessé Pinto Freire e Ponto Novo, o Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Estado de Sergipe (Sincadise), observa com preocupação o tema. A alteração do fluxo das vias pode levar os pequenos negócios da região a sofrerem com queda de vendas e consequentemente, demissão de colaboradores, até mesmo o fechamento das empresas. De acordo com o presidente do Sincadise, Breno Pinheiro França, a mudança das vias em questão para mão única irá criar uma dificuldade para o consumidor ir para as lojas daquela região, sendo que a totalidade delas é de micro e pequenas empresas, que empregam cerca de 500 pessoas, nos mais de 100 estabelecimentos comerciais da área.

Aracaju – Mudança no trânsito despertam preocupação. Posição do Sincadise II “Essa mudança no sentido da via é algo que deveria ter sido pensado com mais cautela pela SMTT, pois o que aconteceu pegou todos de surpresa. Ali nas três ruas em questão temos mais de 100 estabelecimentos comerciais do varejo de vizinhança, que empregam pessoas do próprio bairro. Se considerarmos a parte interna da região, o número de lojas passa de 200, variando de pequenas mercearias, até empresas do comércio atacadista e de serviços. São milhares de vidas afetadas pela mudança do trânsito anunciada em cima da hora. Isso vai dificultar a sobrevivência das pequenas empresas, que foram as que mais sofreram durante a pandemia e somente agora começam a dar sinais de recuperação. Por isso, o Sincadise discorda da mudança do trânsito na região”, disse Breno França.

Aracaju – Mudança no trânsito despertam preocupação. Posição do Sincadise III As vias cuja alteração do trânsito foi anunciada pela SMTT são ruas que estão distantes uma da outra e que possuem fluxo intenso de veículos em determinados horários. De acordo com o empresário Alisson Reis, dono de um pequeno comércio na Nestor Sampaio, mudar o sentido da via vai prejudicar sobremaneira os empreendedores. “Não vai mudar em nada no trânsito, pois aqui tem problema de engarrafamento em horários pontuais. O dia todo a avenida tem trânsito tranquilo”, disse. Breno França afirmou compreender as dificuldades dos empresários da região e hipotecou o apoio do Sincadise para dialogar com a Prefeitura de Aracaju, com o objetivo de evitar a alteração que pode prejudicar os comerciantes. “Vamos conversar com as autoridades constituídas, para evitar que essa mudança aconteça. Temos um entendimento ao verificar nas três vias, que não há a necessidade de mudança no sentido, pois isso não vai refletir em nada no trânsito da região, somente irá prejudicar as empresas da área”, comentou.

UGT/SE convoca população para ato dia 24 de julho A União Geral dos Trabalhadores em Sergipe (UGT/SE), em conjunto com as demais centrais sindicais, convoca os trabalhadores e a população em geral para mais um ato em defesa da democracia, por vacina para todos e contra a reforma administrativa e todos os retrocessos sociais e trabalhistas do governo de Jair Bolsonaro. O protesto ocorrerá no próximo dia 24, em todo o país. Em Sergipe, estão previstas manifestações em várias cidades. Em Aracaju, haverá uma caminhada pelas principais ruas da capital, com concentração a partir das 14h, na praça do conjunto Leite Neto, próximo ao Palácio do Governo.

Resistência e luta Para Ronildo Almeida, presidente da UGT/SE, a mobilização representa mais um momento de resistência e luta contra a política de morte de Jair Bolsonaro e coloca em pauta os mais de cem pedidos de impeachment protocolados no Congresso Nacional e barrados pelo presidente da Câmara Federal, Arthur Lira (PP/Al), aliado de Bolsonaro. “A população brasileira, e sergipana, está cansada de tanto descaso e desrespeito do presidente Bolsonaro pela vida dos brasileiros, quer vacina para todos, aumento do auxílio emergencial para R$ 600,00 e políticas que tirem o Brasil do desemprego e da fome. Chega desse governo com sua política genocida, fora Bolsonaro”, reforça Almeida.

Alerta As centrais sindicais reforçam a necessidade do uso adequado de máscara protetora e álcool em gel durante o ato. Ninguém deve participar das manifestações se estiver contaminado, com suspeita, com qualquer sintoma de Covid-19 ou se tiver tido contato recente com pessoas contaminadas pela Covid. Durante o ato, todos devem manter o distanciamento social e só tirar a máscara em casa.

Julho Amarelo: Tumores ósseos I Neste mês de julho é realizada a campanha Julho Amarelo, que visa conscientizar a população sobre o câncer nos ossos. A Clínica Onco Hematos, que integra a Rede AMO (Assistência Multidisciplinar em Oncologia), destaca os principais sinais e sintomas desses tipos de tumores e enfatiza a importância do diagnóstico precoce. De acordo com a oncologista clínica da Onco Hematos, Renata Reis, quando se fala sobre qualquer tipo de câncer, o diagnóstico precoce está relacionado a uma maior chance de cura. “Por isso, temos sempre que prestar atenção aos sinais e sintomas mostrados pelo nosso corpo. Falando especificamente sobre tumores ósseos, eles são considerados neoplasias raras e são responsáveis por menos de 0.2% de todos os cânceres. Acontecem mais frequentemente na infância e adolescência e podem estar relacionados a alteração da marcha nessa faixa etária”, explica.

Julho Amarelo: Tumores ósseos II Os principais tipos de tumores ósseos são: osteossarcoma, fibro-histiocitoma maligno primário do osso, condrossarcoma, tumores de células gigantes e tumores da família do Sarcoma de Ewing. Nos Estados Unidos são diagnosticados aproximadamente 750 a 900 casos novos de osteossarcoma a cada ano, dos quais 400 casos acontecem em crianças e adolescentes com menos de 20 anos de idade.

Fatores de risco Ainda de acordo com a oncologista, alguns fatores de risco estão relacionados ao desenvolvimento de câncer ósseo em adultos. “Pacientes tratados previamente com quimioterapia ou radioterapia por outra neoplasia têm risco aumentado para desenvolver osteossarcoma. Doenças ósseas benignas como Doença de Paget, displasia fibrosa, osteomielite crônica e infarto ósseo também estão relacionados a um risco aumentado para o desenvolvimento do câncer ósseo. Além disso, devemos destacar que algumas alterações genéticas elevam o risco do desenvolvimento da doença”.

Sintomas Com relação aos sintomas, a profissional alerta que dependem da localização e do tamanho do tumor. “A maioria dos casos se apresenta com dor localizada, geralmente por meses. O achado mais importante, ao exame físico, é a presença de uma massa grande e macia a palpação. Os sítios mais comumente acometidos pelos osteossarcomas são: a extremidade distal do fêmur (parte da coxa mais perto do joelho), proximal da tíbia (parte da perna mais perto do joelho) e úmero proximal (perto do ombro)”, afirma.

Diagnóstico e prevenção O diagnóstico é feito através de exames de imagem como radiografia, cintilografia, tomografia ou ressonância. A realização de biópsia é mandatória e pode ser realizada através de uma incisão (corte e retirada de material tumoral) ou percutânea (introdução de agulha no tumor). “A prevenção do câncer em geral está relacionada a hábitos de vida saudáveis como alimentação de qualidade, cessação do tabagismo e atividade física regular. Não existe uma prevenção específica para o câncer ósseo, pensando que ele pode se manifestar em pacientes com doença benigna pré-existente, é importante que os portadores dessas doenças mantenham seu acompanhamento médico regular para que detectem qualquer alteração precocemente. Para a população geral, a atenção as manifestações do seu corpo e a busca de orientação médica devem ser prioridades”, reforça a oncologista.

Formas de Tratamento Para Dra. Renata, o tratamento é multimodal e pode envolver quimioterapia, cirurgia, radioterapia, medicamentos que auxiliam o remodelamento ósseo e até imunoterapia. “O tratamento será definido a depender do tipo histológico, tamanho do tumor, ressecabilidade, possibilidade ou não de preservação do membro, entre outros fatores. Em geral estão envolvidos diversos profissionais no tratamento e acompanhamento desses pacientes como oncologistas clínicos, ortopedistas especialistas em tumores ósseos, cirurgiões oncológicos, radioterapeutas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, enfermeiros e psicólogos” finaliza.

Ações do Banese impulsionam a economia no interior sergipano De fevereiro a junho deste ano o Banese injetou cerca de R$ 6 milhões na economia de sete municípios sergipanos, por meio de aberturas de contas e ações de crédito como empréstimos consignados, antecipação de salários atrasados dos servidores públicos municipais, liberação de limite emergencial e portabilidade de crédito e de salários. A iniciativa também resultou na abertura de mais de 700 contas no banco e, a partir de agora, os novos correntistas poderão usufruir dos produtos ofertados pela instituição. Essas ações foram possíveis graças à parceria firmada entre o Banese e as gestões municipais, que reconheceram no Banco do Estado um aliado para o fomento das economias locais.

Exemplo Um dos municípios que contou com o apoio do banco foi Graccho Cardoso. O prefeito José Arakém Aragão iniciou a gestão com as folhas salariais de dezembro de 2020 e do 13º não pagas. Após aprovação de Projeto de Lei na Câmara de Vereadores, que permitiu ao Executivo Municipal parcelar os salários atrasados dos servidores, o Banese ficou autorizado a ofertar linha de crédito especial para que o funcionário público possa antecipar o total dos valores devidos pela prefeitura, caso queira. “Esta foi uma alternativa viável para o município. Não queríamos enviar a dívida para precatório”, frisou José Arakém. O banco realizou, ainda, um mutirão especial de atendimento na cidade, que aconteceu no dia 23 de junho. Os servidores que não contrataram o serviço na ocasião podem solicitar o crédito em uma agência do Banese.

Exemplo II As soluções financeiras ofertadas pelo Banese aos municípios sergipanos estão adequadas às necessidades de cada local. Para tanto, é realizado de forma antecipada um diagnóstico das situações. Entre as ações resultantes desse mapeamento está a oferta de crédito para adiantamento dos salários atrasados também aos servidores públicos dos municípios de Santo Amaro da Brotas, Pedrinhas, Carira e Carmópolis.

Apoio para crescer Em Muribeca, o prefeito Mário César da Silva Conserva e o Banese firmaram parceria para apresentar à população o portfólio de produtos visando incrementar a economia local. “Agradeço ao Banese pela cooperação. Queremos a mesma coisa, que é o desenvolvimento do nosso município e, consequentemente, de Sergipe. Com a ação realizada ao longo de três dias pudemos mostrar, tanto à comunidade quanto aos servidores públicos, as potencialidades das ferramentas bancárias e como elas podem nos ajudar a crescer”, declarou.

Comodidade e ajuda a economia A migração da folha salarial para o Banese e a oferta de crédito consignado foram ações também pactuadas junto às prefeituras de Graccho Cardoso e Divina Pastora. A mudança agradou a prefeita Clara Rollemberg, já que os divinenses passaram a receber os proventos na cidade e não mais em Riachuelo. A mudança ofereceu não só comodidade aos servidores, mas fez com que o dinheiro passasse a circular na economia local. “O Banese agora é parceiro da minha gestão e tenho a convicção de que será algo frutífero. As ações que desenvolvo visam, também, fomentar e fortalecer o comércio local. Ter os servidores de Divina recebendo na própria cidade ajudará muito”, destacou a prefeita. Em virtude da migração da folha salarial de Divina Pastora, contas bancárias foram abertas, dando aos correntistas a possibilidade de acesso a diversos produtos do Banese, como linhas de crédito, planos de consórcios ou seguros. Novos clientes também foram conquistados nos municípios de São Domingos e Nossa Senhora de Lourdes.



PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018


Pela direita ou pela esquerda: sinalização dupla no conjunto Marivan, no Bairro Santa Maria em Aracaju. Segundo a SMTT Aracaju, pelas redes sociais a sinalização vertical, a placa, está correta. A sinalização horizontal, no asfalto, foi feita pela MRV e a SMTT já pediu para que a correção seja feita. Uma pergunta: a MRV agora é a responsável pela sinalização horizontal em Aracaju?

Movimento Polícia Unida homenageia colegas mortos em razão da profissão 

O Movimento Polícia Unida escolheu o Dia do Amigo, dia 20 de julho, para homenagear todos os membros das forças policiais de Sergipe que morreram em razão da profissão. Mesmo debaixo de muita chuva, a Praça Fausto Cardoso ficou pequena para a emoção que tomou a todos que foram prestigiar os colegas vitimados fatalmente. Familiares dos homenageados também compareceram ao ato e somaram forças ao movimento.

 Além de enaltecer os colegas, a Solenidade das Cruzes visou também lembrar a sociedade do perigo iminente que todo policial e bombeiro correm diariamente. Risco ampliado durante a pandemia, quando esses profissionais permaneceram trabalhando durante todo o tempo. O evento faz parte de uma sequência de atos aprovados na Assembleia Geral do Movimento Polícia Unida que tem como pauta o adicional de periculosidade.

 Com alguns amigos perdidos durante o exercício da profissão, o presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE), Isaque Cangussu, ressalta a importância de homenagear os colegas que faleceram precocemente em razão da escolha de vida profissional. “Estamos aqui hoje para homenagear aqueles que escolheram ser policial ou bombeiro e, em determinado momento, no enfrentamento do crime, ou por ser reconhecido como policial, ou até mesmo no combate à pandemia, trabalhando na linha de frente, faleceram. Portanto, é bom lembrar que o policial mesmo de férias, de licença ou na inatividade, seja na aposentadoria do policial civil ou na reserva remunerada ou reforma do policial militar, prossegue em perigo”, diz.

 O vice-presidente da Adepol/SE, Adelmo Pelágio, enfatizou que o Movimento Polícia Unida vem construindo uma cultura de dignidade laboral no campo da segurança pública. “Ao longo dos anos, cristalizou-se uma cultura de invisibilização da nossa dignidade. E é por isso que é tão frequente encontrarmos trabalhadores da segurança pública em prédios ruinosos, desprovidos de limpeza e de dignidade sanitária, e é por isso que temos tantos direitos constitucionais expressos que nos são sonegados”, acrescenta.

 O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol), Adriano Bandeira, lembra que as categorias estão unidas na luta por dignidade, por valorização e por respeito. “A Secretaria de Segurança Pública pode até esquecer o nome de cada colega que está aqui representado, mas o Movimento Polícia Unida não. Nós não temos direito de esquecer quem fez a história e fez a sua biografia para defender o povo sergipano. Quem não respeita a história desses colegas que aqui estão representados pelos familiares, não respeita o seu próprio povo”.

Cabo Will Guerreiro, presidente da União da Categoria Associada do Estado de Sergipe (Única/SE), fala da alegria de homenagear os colegas. “Hoje saímos daqui com o sentimento de missão cumprida ao homenagear todos os policiais. Por lembrar todos os nossos colegas mortos devido à profissão. Se o Estado nos trata como números, esta liderança aqui vai tratar cada policial como um cidadão, um ser humano digno”, diz.

 EVENTOS ONLINE – É SÓ ENVIAR PARA DIVULGAR NESTE ESPAÇO

MPSE promoverá o minicurso “Unidos contra o Racismo: Sociedade Civil, Polícia Militar e Ministério Público de Sergipe”  O Ministério Público de Sergipe, por meio da Escola Superior (ESMP) e da Coordenadoria de Promoção da Igualdade Étnico-Racial (Copier), promoverá, nos dias 29 de julho, 05 e 12 de agosto, a partir das 14h30, o minicurso com o tema “Unidos contra o Racismo: Sociedade Civil, Polícia Militar e Ministério Público de Sergipe”. O evento é uma parceria com a Polícia Militar, a Prefeitura de Aracaju e o Fórum de Religiões de Matriz Africana, e será transmitido pelo canal do MPSE no YouTube.  O objetivo é promover o debate e a conscientização sobre questões relacionadas ao racismo e à segurança pública, sob uma perspectiva de atuação conjunta entre órgãos e sociedade. O minicurso terá a carga horária de 6h e é destinado aos membros, servidores e estagiários do MPSE, mas aberto também à participação de todos os interessados.  As inscrições, para membros, servidores e estagiários, estão abertas de até 29 de julho e poderão ser feitas através do Sistema de Gestão de Eventos (SGE) da ESMP/SE. Não haverá certificação para o público externo, portanto não é necessário fazer inscrição.


PELO E-MAIL nunesclaudio@infonet.com.br E FACEBOOK


OPINIÃO


Quem inventou o Nordeste? Por Antônio Samarone, médico sanitarista.

http://blogdesamarone.blogspot.com/

“Tempos virão, que o Norte vai virar Sul, e o Sul, Norte. Quando esse tempo chegar, em vez de vocês irem para lá, eles é que virão para cá.” – Padre Cícero.

“Talvez não haja região no Brasil que exceda o Nordeste em riqueza de tradições.” Manifesto Regionalista de 1926.

O Nordeste é um estado de espírito, uma criação coletiva. A identidade nordestina, cultural e emocional, tem raízes profundas.

Quais são essas raízes?

O Manifesto Regionalista de 1926, liderado por Gilberto Freire, pode ter sido o primeiro grito do Nordeste. O sergipano João Ribeiro contribuiu.

O Manifesto procurou reabilitar os valores do Nordeste, defender esses valores e essas tradições do perigo de serem de todo abandonadas, pela imitação cega da novidade estrangeira, de modo particular, das novidades do Rio e São Paulo.

O Manifesto é a defesa dos sequilhos pernambucanos, das rendas alagoanas, das redes cearenses, da moqueca sergipana e da carne de bode do Uauá, no sertão baiano. A defesa de Conselheiro, Padre Cícero, Lampião e Luiz Gonzaga.

Para evitar aborrecimentos, não é a defesa do “cangaço” como modo de vida, mas da marca cultural deixada por Lampião, bem registrada por Frederico Pernambucano de Mello, entre outros.

“Outra inovação contra a qual se levantou o regionalismo de 1926: a horrível mania que nos persegue de mudarmos os mais saborosamente regionais nomes de ruas e de lugares velhos – Rua do Sol, Beco do Peixe Frito, Rua da Saudade, Chora Menino. Sete Pecados Mortais, Encanta Moça – para nomes novos: quase sempre nomes inexpressivos de poderosos do dia. Ou datas insignificantemente políticas.”

O Manifesto de 1926 defendeu os maracatus, bumba-meu-boi, mamulengo, coco, fandango, xangô e a nau-catarineta. Foi a defesa do arroz doce, do peixe frito, da tapioca molhada servida em folha de bananeira, do sarapatel das feiras, do mingau de puba e do bolo de aipim.

Gente, sem cuscuz não existe qualidade de vida!

Hoje, 20 de Julho, se comemora 87 anos da morte do Padre Cícero. Ninguém conhece o Nordeste sem ter ido ao Juazeiro, numa romaria. A alma do Nordeste não se encontra nas belas praias do turismo.

Viva o Padre Cícero!

O meu pedantismo intelectual ignorou o Padre Cícero por muito tempo, até a leitura do livro de Lira Neto. Fui ao Juazeiro, e senti a força do espírito nordestino. É a emoção que não precisa de discurso explicativo. Se sente.

Outras exigências para formação da alma nordestina é visitar Canudos, Exu e Serra Talhada. É o que eu acho.

Depois da quarentena pestosa, que já tomou mais de um ano e meio de minha vida, vou replanejar a reta final. Se Deus permitir, volto ao Juazeiro do Norte, Canudos, Exu e Serra Talhada.

Se tiver folego, ainda vou conhecer Quixeramobim, onde nasceu Antonio Vicente Mendes Maciel (o meu herói brasileiro).

PELO TWITTER

www.twitter.com/depfmitidieri Lição do dia: Um líder está sempre buscando evoluir, aprimorar seus conhecimentos na busca da excelência. Ele é antes de tudo, um exemplo para seus liderados. Aristoteles dizia que “a excelência é um hábito”. Sabias palavras. De volta ao Mosteiro – James C Hunter.

www.twitter.com/alissonhcsouza Os indivíduos aprendem e se transformam com às ações práticas, como os exemplos no dia a dia. E só assim, é possível mudar o meio pela força da liderança. Nesse sentido, é estratégico ter liderados discípulos dos bons líderes! Sergipe precisa evoluir.

www.twitter.com/depfmitidieri Muito bem. Vai na linha da liderança servidora, do liderar pelo exemplo. O bom líder não tem medo de sombra, pelo contrário, ele incentiva o crescimento profissional dos seus liderados.


www.twitter.com/Diego1Amorim Hoje está sendo uma amostra do inferno que vai ser estes dois senhores — Lula e Bolsonaro — se digladiando publicamente até 2022.

Que inferno.

Não merecemos…

Ou merecemos?

www.twitter.com/felipeoabrj Estão destruindo a Amazônia! São mais de 51 por cento de aumento da devastação nos últimos dez meses. A dúvida sobre a capacidade do Brasil de se recuperar da doença do bolsonarismo agora é de toda humanidade: poderá o mundo sobreviver a Jair Bolsonaro?

www.twitter.com/emirsader





Siga Blog Cláudio Nunes:     

Instragram

 Facebook

 Twitter



Frase do Dia
“A violência esteve sempre presente, no processo histórico brasileiro, ao contrário do que sustentam alguns…” Nelson Werneck Sodré.


www.twitter.com/AroeiraCartum E depois mais dez, e mais dez e… https://brasil247.com

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais