Sergipe no SPC

0

O governo passado deixou para o atual um montante de R$ 201 milhões em dívidas, ferindo seriamente a Lei de Responsabilidade Fiscal. Um documento detalhando os “penduras” foi apresentado pelo deputado estadual Francisco Gualberto (PT) para comprovar que o governador Marcelo Déda recebeu o Estado literalmente no SPC, pois, como havia desrespeitando a Lei, não tinha como receber recursos externos. Aliás, a atual administração levou mais de um ano para conseguir as certidões negativas necessárias para contrair empréstimos e receber verbas federais. A pergunta que se faz é: como Nilson Lima, ex-secretário da Fazenda do atual governo e hoje candidato a vice-governador junto com João Alves Filho (DEM), vai dizer aos sergipanos que seu novo aliado é um bom administrador das finanças públicas? Todo Sergipe sabe que foi Nilson quem coordenador o levantamento das dívidas herdadas pelo atual governo e fez das tripas coração para arrumar as finanças estaduais. Taí um discurso aguardado por todos.

João no Crea

O candidato a governador João Alves Filho (DEM) fez palestra ontem no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea/SE). Prometeu investir pesado na citricultura, inclusive, com a concessão de subsídios temporários. Também apresentou projetos para modernização industrial da região do pólo-cloroquímico, implantação de uma ferrovia, resgate do parque tecnológico e o incentivo da produção de potássio por extração originária da carnalita. Todos os demais candidatos ao governo também vão fazer palestra no Crea/SE

E o da Vale?

Não ficou bem clara a informação dada por João Alves sobre sua proposta de incentivo à produção de potássio por extração de carnalita. É que a Companhia Vale já está desenvolvendo um projeto com esse objetivo. Orçado em 1,6  bilhão de dólares, o projeto da mineradora está em pleno desenvolvimento e deverá ficar pronto em 2014. Diferente da produção atual de cloreto de potássio, onde a extração é feita em lavra subterrânea na mina Taquari-Vassouras, a mineração da carnalita será realizada a partir da injeção de água quente em poços onde serão dissolvidos os sais. É bom João Alves explicar melhor sua proposta para não afirmarem que ele está querendo ir à festa com o chapéu alheio.

Varejo em alta

O comércio varejista de Sergipe registrou em junho passado uma alta de 12,95% para o volume de vendas, quando comparado com o mesmo mês do ano passado. A informação é do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), com base em dados da Pesquisa Mensal do Comércio do IBGE. Sergipe foi o terceiro Estado nordestino em crescimento no volume de vendas, ficando atrás da Paraíba (18,35%) e Maranhão (15,95%).

Balanço da Feira

O Sebrae Sergipe reúne a imprensa sergipana amanhã para apresentar o balanço da Feira do Empreendedor 2010, realizada na semana passada no Centro de Convenções de Sergipe. Será às 12 horas, durante uma reunião-almoço no Hadisson Hotel, na Orla de Atalaia. O evento foi marcado pela consolidação de excelentes oportunidades de negócios, além de ter oferecido ambiente favorável para a prospecção de mercado e abertura de um novo empreendimento.

Boca livre

O candidato ao Senado Albano Franco (PSDB) almoça hoje em um restaurante da orla com vereadores de Aracaju. No cardápio, as eleições de outubro e o apoio dos parlamentares à candidatura independente do tucano. A coluna ficou sabendo que os vereadores do PT foram devidamente aconselhados a não comparecer à boca livre, para não levantar suspeita que o partido está apoiando Albano por debaixo dos panos. Homem, Vôte!

Mais empregos

O setor industrial sergipano vive um bom momento, sobretudo o calçadista. As grandes empresas instaladas no Estado, Azaléia, Dakota e West Coast, têm ampliado consideravelmente a abertura de novos postos de trabalho. No início de 2007, as quatro unidades da Azaléia (Frei Paulo, Ribeirópolis, Lagarto e Carira) geravam 1,6 mil empregos. Agora a empresa conta com 3.453 empregados. Já a Dakota, que contava em 2007 com 500 empregados, tem hoje 1.316. A West Coast gera 298 postos de trabalho.

Polícia vence

A bandidagem sentiu ontem a força da Polícia sergipana. Foi durante uma mega-operação realizada na região Centro-Sul do Estado para apreender armas, drogas e prender bandidos que vinham aterrorizando a população.  No confronto com os marginais, a Polícia matou quatro deles e prendeu outros sete, além de ter apreendido maconha, armas, muita munição e até carros roubados. Nem precisa dizer que a população de Lagarto e de Simão Dias aplaudiu a ação policial. Tomara que a operação se repita em outros municípios.

Contra a corrupção

O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral já é uma realidade em Sergipe. Lançado ontem na sede da seccional da OAB, o movimento conta com o apoio dos mais diversos setores da sociedade sergipana. “A população precisa entender que não deve trocar o seu voto por uma rua asfaltada ou por uma praça, que foi feita ao lado de sua casa”, afirmou o presidente da OAB nacional, Ophir Cavalcanti Júnior, que fez questão de participar do ato. Segundo o Arcebispo Metropolitano, dom Palmeira Lessa, o eleitor deve votar no candidato com a ficha limpa para não se arrepender depois. Está certo!

Do baú político

Eleito em 1967 para a Câmara Municipal de Aracaju, o empresário do ramo funerário Agnaldo Menezes (MDB) foi um dos vereadores mais destemidos da capital. Em depoimento ao jornalista Osmário Santos, o ex-parlamentar, falecido em 2004, contou que todas as vezes que ia usar a tribuna era advertido pelo presidente da Casa, Deocleciano Ramos: “Cuidado Agnaldo, a Polícia Federal está aí gravando seu discurso porque você ataca muito o governo. Por favor, não me faça perder o mandato, pois não tenho condições de sobreviver”.  Conta Osmário que, “em face dessa vigorosa atuação, o vereador chegou a ser detido pela Polícia Militar porque defendeu um cidadão japonês que tinha sido preso e espancado por um policial bêbado”. Em outra oportunidade, ao visitar um político amigo na Penitenciária de Aracaju, constatou inúmeras irregularidades no presídio. No dia seguinte, fez um contundente discurso na Câmara Municipal, tendo a Gazeta de Sergipe dado ampla cobertura, fato que levou a Polícia a apreender praticamente todos os exemplares do jornal. 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais