Servidor na pindaíba

0

Pelo andar da carruagem governamental, o servidor vai terminar este ano sem nada para comemorar. Sem ter recebido um único centavo de reajuste em 2015, a categoria passará um Natal magérrimo, e não terá disposição nem dinheiro para festejar a chegada do Ano Novo. Os sindicatos que os representa têm lutado bravamente para sensibilizar o governo, porém este alega não dispor de recursos para conceder qualquer reajuste. Também não sinaliza sobre a hipótese de efetivar o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), outra reivindicação da categoria, particularmente da chamada “raia miúda”. Resta o consolo de que 2016 será um ano de eleições, período apropriado para dar o troco a quem acha que os servidores e seus familiares vivem de brisa.

Grana presa

O deputado estadual Gustinho Ribeiro (PSD) teve os bens bloqueados pela juíza da Comarca de Lagarto, Carolina Valadares Bitencourt. A decisão da magistrada também alcança outras quatro pessoas e uma empresa, todas suspeitas de desvio das verbas de subvenção liberadas pela Assembleia para a Associação Comunitária Áurea Ribeiro. Ao todo, foi bloqueado mais de R$ 1 milhão. Antes e pelo mesmo motivo, a Justiça já havia bloqueado os bens da ex-deputada e hoje conselheira do Tribunal de Contas do Estado, Angélica Guimarães.

Mais um

O Tribunal Superior Eleitoral aprovou a criação do Partido Novo (PN), que passa a ser o 33º com registro definitivo no Brasil. Nas urnas, o número da legenda será 30. Além das 492 mil assinaturas entregues ao TSE, o PN fundou nove diretórios estaduais e quatro núcleos de apoio. A nova sigla ainda não tem representantes em Sergipe. Alguém se habilita?

Mau gosto

E o vereador Agamenon Sobral (PP) encontrou um argumento para tentar justificar as inúmeras promessas feitas e não cumpridas pelo prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM). Segundo o parlamentar, o povo precisa reeleger o demista para que ele faça no novo mandato o que não está conseguindo fazer agora. Qual é, Agamenon? Respeite a inteligência dos aracajuanos.

Tá difícil

Apesar do esforço, o governador em exercício Belivaldo Chagas (PSB) ainda não conseguiu convencer a bancada federal de Sergipe de apoiar a recriação da famigerada CPMF. Diante da grave crise em que o PT meteu o Brasil, os deputados e senadores até concordam com a necessidade do novo imposto, mas temem pela reação do povo nas eleições de 2016.

Quórum baixo

A grande maioria dos prefeitos sergipanos não prestigiou a reunião convocada pela associação que os representa para discutir a crise econômica vivida pelos municípios. Diante do pequeno quórum, a entidade decidiu marcar uma nova reunião para propor ações visando pressionar o governo federal a abrir a mão, liberando mais recursos para as prefeituras. Tá difícil!

Sem medo

O vereador de Aracaju, Adriano Taxista (PSDB), disse que não se assusta com a campanha orquestrada pelas empresas de ônibus Progresso e Tropical para denegrir sua imagem pelas redes sociais. O tucano prometeu continuar denunciando as concessionárias. “O plano de saúde dos trabalhadores está suspenso, mas os descontos continuam sendo feito. Além de não pagarem os salários em dia, a Tropical e a Progresso não depositam o FGTS e o INSS dos motoristas e cobradores”, denunciou.

No exterior

E quem está na França é Rogério Carvalho, secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde. Foi representar o Brasil na sessão plenária do Comitê de Avaliação Econômica e de Desenvolvimento, promovida pela Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Econômico. Rogério falou no evento sobre a experiência brasileira na promoção e melhoria dos indicadores de saúde a partir da inclusão e da universalização como direito do cidadão.

Água boa

O abastecimento adequado de água em Sergipe registrou um crescimento de 7,8% no período de 2003 a 2013. O estado é o segundo do Nordeste com melhor abastecimento de água, ficando atrás apenas do Rio Grande do Norte. É o que revela estudo do Observatório de Sergipe, órgão ligado à Secretaria Estadual do Planejamento, Orçamento e Gestão. O trabalho também mostra que nos últimos 10 anos, Sergipe quase dobrou o número de domicílios com acesso a telefone fixo e móvel.

Juramento solene

Veja o que postou no Facebook o advogado sergipano Clarkson Moura: “Eu, Clarkson Moura, maior, sergipano, trigraduado, residente e domiciliado nesta capital, prometo, sob palavra de honra, ficar "NU" em plena Praça Fausto Cardoso, se o desbundante e anoso Plano Diretor de Aracaju ficar revisado até o final da corrente Legislatura (2016).”. Pela lerdeza como o tema vem sendo discutido, muito dificilmente doutor Clarkson fará o prometido striptease. Ainda bem, né?

Recorte de jornal

Publicado no Diário da Manhã em 23 de outubro de 1918

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais