Silêncio do Corpo de Bombeiros

0

    Nos últimos dias os integrantes do Corpo de Bombeiros de Sergipe realizaram protestos devido às más condições de trabalho e do alojamento, inclusive com denúncias à vigilância sanitária, DRT e tudo mais. Estes protestos surgiram depois que um informativo “descobriu” a péssima situação da corporação após a entrada do novo governo. Será que esse estado de deterioração aconteceu nos últimos 30 dias, já sob o governo Marcelo Déda?

   Em Sergipe, alguns setores estão acostumados com o esquecimento da sociedade. Até mesmo alguns segmentos da imprensa utilizam deste artifício e hoje tentam passar que sempre atuaram de maneira ética, quando na verdade estavam fazendo o jornalismo chapa branca e em alguns, casos através de suas empresas, chegavam à fatura mais de R$ 20 mil mensais do governo do estado. Porém, como diz o deputado federal Albano Franco em Sergipe todo mundo se conhece e bote conhecimento nisso.

   No caso do Corpo de Bombeiros, seus integrantes têm todo o direito de reivindicar melhores condições de trabalho e salariais. Mas é preciso perguntar. O que se devia o silêncio anterior? O prédio do Quartel do Comando Geral, localizado na rua Siriri, em Aracaju, encontra-se há muito tempo em condições precárias. Tem até uma obra inacabada. Ou seja, as péssimas condições dos alojamentos vêm de algum tempo. A necessidade de uma reforma geral é urgente. O mesmo ocorre com outras unidades do Corpo de Bombeiros espalhadas em Aracaju. Segundo informações, encontra-se em construção um prédio no Tecarmo, por conta de um convênio com a Petrobrás para atender a empresa e toda comunidade localizada naquela zona. Além disso, em Socorro será montada uma unidade operacional.

  Outro ponto complicado é a frota velha dos veículos, com uma média de uso muito grande, sem falar da parte de equipamentos com a falta de alguns extremamente necessários como roupas de proteção para combate a incêndio. Estima-se também que nos últimos anos o Governo Federal investiu cerca de R$ 2 milhões no Corpo de Bombeiros e a mesma quantia foi alocada pelo governo estadual.

   A primeira administração nomeada no governo anterior, que saiu em agosto de 2006, segundo um oficial da instituição, acostumou vários integrantes a só trabalhar através de uma folha de pagamento extra que trouxe sérios problemas e suscitou um relatório do Tribunal de Contas. Existem ainda bombeiros como funcionários de outras instituições públicas e até privada, fazendo do Corpo de Bombeiros apenas um “bico”. Sem falar em gastos sem planejamento como de R$ 160 mil para formar dois tenentes pilotos de helicóptero, quando nos quartéis faltam materiais básicos de limpeza e escritório.

 O novo governo tem um grande desafio pela frente, inclusive manteve o comandante que ingressou nos últimos meses do governo anterior porque o mesmo tenta a tudo custo mudar o atual quadro. Porém é preciso recursos e um novo planejamento organizacional para levantar a auto –estima destes profissionais importantes para a sociedade sergipana. Por outro lado é preciso coragem para questionar: se os problemas são antigos, onde estavam os bem falantes representantes dos bombeiros que nada encaminharam nos últimos anos? Tinham medo? De quê e de quem? Será que seriam levados à reserva sumariamente, como ocorreu com alguns oficiais da Polícia Militar? A verdade é que os representantes dos bombeiros assistiram passivos aos riscos que corriam e só agora, sob o novo governo, saíram da inércia e tornam-se ativos e altivos fiscais, denunciando e mobilizando a categoria. É algo mais do que estranho se for comparado com a omissão anterior.

 

Seed: Dispensa de licitação na área de informática

A Secretaria de Estado da Educação, através da gerência de planejamento e aquisição de material, finaliza amanhã uma dispensa de licitação para “Contratação de empresa, pessoa jurídica, especializada em prestação de serviços em Tecnologia da Informação compostos de: instalação de ferramentas, dispositivos e acessórios para Gerenciamento de Infra-estrutura da SEED; Serviços especializados de: Gerenciamento de Projetos, Análise, Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas; Administração da Rede Lógica de Computadores e de Banco de Dados; Suporte a Rede de Computadores e Atendimento a Usuário, necessários para atender a demanda de serviços existentes na Secretaria de Estado da Educação”. Pelo edital a proposta deverá ser entregue na recepção do prédio da Governo do Estado de Sergipe, Rua Gutemberg Chagas, 169 – Inácio Barbosa – Aracaju – SE, até as 09:45:00 horas de 09/02/2007.  Em Sergipe várias empresas podem realizar este serviço solicitado no edital e o mais lógico seria uma licitação. Na mesma área já existiu um contrato emergencial feito no governo anterior, através da empresa IT Consulting. Agora é aguardar.

 

 

Resultado da primeira fase para assessor de comunicação da  PR/SE

A Procuradoria da República no Estado de Sergipe-PR/SE apresenta a relação dos candidatos classificados na primeira fase do processo seletivo para o cargo de Assessor de Comunicação:Alexandra da Costa Brito; Anderson Oliveira Machado; Antônio Carlos da Costa Garcia;Carla Suzanne Silva e Lima;Cristine Britto Medeiros;José Cristian Góes; José Emanuel Ferreira Dantas;– Luciano Freire Araújo;Max Augusto Santos de Araújo e  Sueli Carvalho de Oliveira.Os dez classificados foram selecionados entre 88 candidatos inscritos, que tiveram seus currículos analisados pela Secretaria de Comunicação do Ministério Público Federal em Brasília e pela Comissão de Seleção composta por dois Procuradores da República e um servidor da PR/SE.Os candidatos classificados participarão da fase de dissertação e entrevista, que ocorrerá no dia 13 de fevereiro, às 14 horas, na sede da instituição, situada na Av. Beira Mar, 1064, bairro Treze de Julho, em Aracaju-SE, nos termos do Edital nº 01, de 27 de outubro de 2006.

 

Coluna trocou termos

Na coluna do dia  07/02  houve uma troca dos termos. Ao invés de  inexibilidade (não exigível) este jornalista escreveu inelegibilidade (não elegível), na nota sobre o DER. A nota correta: Sobre a inexibilidade de licitação para compra de algumas peças, o secretário da Infra-Estrutura, Oswaldo Nascimento publicou ontem uma nota de esclarecimento informando que todo procedimento é legal, já que a Casa da Lavoura é representante exclusiva das peças objeto do certame licitatório. O objetivo do artigo de ontem não foi apenas fazer referencia a este caso, mas alertar para que os pregões eletrônicos não sejam dirigidos. É fácil constatar, através dos editais, quando este artifício é utilizado. A direção do DER está sendo montada com técnicos competentes, um deles é Haroldo Déda, que assumiu a diretoria administrativa-financeira.

 

 

Imagens de Sergipe em telejornal

O telejornal “Hoje” da rede Globo, ao exibir na última quarta-feira, 07, uma reportagem sobre a compra de votos, mostrou imagens de Sergipe, quando da prisão de um cabo eleitoral do então candidato André Moura. A reportagem não citou o nome do candidato, mas lembrou da prisão e citou os valores apreendidos. Segundo levantamento feito pelo Ibope encomendado pela ONG Transparência Brasil e pela Unacon (União Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle), a compra de votos quase triplicou no ano passado em relação à eleição de 2002,. A região Sul do país apresentou maior percentual de eleitores que admitiram ter sido procurados para vender votos, com 12%. No Nordeste foram 10%, no Sudeste 6% e no Norte e Centro-Oeste, 5%. No Paraná, 22% dos eleitores se disseram alvos de tentativa de compra de votos.

 

 

Sobre a vigilância nas escolas públicas I

Sobre o problema dos roubos nas escolas públicas a coluna recebeu o seguinte e-mail: “A realidade é que a SEED possui uma política salarial no seu quadro administrativo muito desigual em relação ao restante dos cargos administrativos de outras secretárias. A SEED é a única que não paga desempenho e fez  com que muito dos funcionários de cargos administrativos requeressem remoção para outros órgãos. Em conseqüência a SEED fica com seu quadro desfalcado, outro problema  já em relação aos vigilante é que a SEED possui um quadro de pessoas idosas e com alto índice de alcoolismo. Eles faltam muito e a maioria tem a conivência do Diretor. No governo Albano Franco foi criado um setor especifico no RH da SEED composto por psicólogos e assistente sociais para junto com as escolas dotassem medidas de prevenção e curativas no combate ao alcoolismo. Foi criado também um setor especifico de vigilância e segurança nas escolas comandada por um comandante da PM – lotamos todos os vigias em um só setor, montada uma escala de trabalho – só que pela PGE e pelo sindicato dos vigilantes não podia-se realizar tal trabalho, foi tentada a terceirização e iniciado o trabalho com um resultado bastante positivo.

 

Sobre a vigilância nas escolas públicas II

Prossegue o e-mail: “Mais o trabalho foi cancelado assim que governo de João assumiu. Não pode-se culpar o governante e sim seus gestores pois trabalhar no RH da SEED é dedicação 24horas. Poucos querem isso. No mais acredito que a solução seria o nosso Governador encaminhar um projeto de lei para Assembléia contemplando os funcionários da SEED com o desempenho – pois a Educação não se faz apenas com professores – tem os vigias, merendeiras, faxineiras, assistentes administrativos e outros que são tão necessários e importantes como os professores.  Outro ponto seria a realização de concurso publico e urgentemente dotar na Educação a Gestão Participativa com a eleição de Diretores – Lei já aprovada no governo Albano Franco”. Este jornalista tem uma avaliação sobre o serviço de vigilância e de serviços gerais no serviço público: só funciona com terceirização. Um exemplo, o concurso realizado recentemente para as duas áreas. Quando o governo começar a chamar verá que tem muita gente com nível superior que fez para vigilante e servente. Vão trabalhar? A coluna compra a aposta. Todos vão atrás de padrinhos políticos e tudo continuará como antes…

 

Medidas preventivas em cidades ribeirinhas

Em função das recentes informações sobre o aumento das chuvas no Estado de Minas Gerais e o conseqüente aumento da vazão das barragens no rio São Francisco, o governador de Sergipe, Marcelo Déda, determinou a adoção de medidas preventivas para minimizar os possíveis efeitos de enchentes em áreas habitadas das cidades sergipanas situadas à margem do rio. Na quarta-feira, 7, o governador orientou os  secretários de Estado da Casa Civil, José de Oliveira Júnior, e do Desenvolvimento e Inclusão Social, Ana Lúcia Menezes, a quem está subordinada a Defesa Civil, a executarem a mobilização dos demais órgãos da administração estadual.O governador chamou a atenção para a necessidade de elaborar um esquema que permita a adoção de medidas emergenciais para a remoção de pessoas e objetos das áreas em potencial risco de enchentes. Entre as orientações está a advertência a todos os órgãos que possuam veículos utilitários, caminhões e similares para que fiquem de sobreaviso no caso de uma possível requisição dos veículos.

 

Codevasf em Sergipe tem novo superintendente

Nesta sexta-feira, 9/02, às 16 horas, no auditório da sede da Codevasf, na Av. Beira-Mar, 2150, Sementeira, nesta Capital,  acontece a posse do Engenheiro Agrônomo Antônio Viana Filho como Superintendente Regional da Codevasf em Sergipe. A solenidade, seguida de coquetel, será prestigiada pelo Presidente da Empresa Luiz Carlos Éverton de Farias, pelo Senador Antonio Carlos Valadares, demais autoridades convidadas e pelos empregados da Empresa.Natural de Lagarto/SE, Antonio Viana é Agrônomo formado pela UFBA, com larga experiência em extensionismo rural na Associação Nordestina de Crédito e Assistência Rural de Sergipe (Ancarse), onde ocupou, de forma progressiva, as chefias do Departamento Técnico, da Secretaria Executiva e a função de Presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Sergipe (Emater/SE), hoje Deagro/Sagri. Ainda como gestor público, Viana exerceu diversas funções na Fundação de Assuntos Fundiários de Sergipe (Fundase), culminando com o cargo de Presidente.

 

Confraria realiza prévia do Carnaval do Carro Quebrado

A Confraria do Carro Quebrado realizará nesta sexta-feira, dia 09, a prévia do Carnaval do Carro Quebrado, o evento terá ínicio às 18:00 com a saída da banda de frevo da praça da feira do bairro São José na av. Edézio Vieira de Melo, percorrendo diversas ruas do bairro, o evento prosseguirá nos dia 16 e 17 de fevereiro ao som das marchinhas e frevos dos antigos carnavais. O intuito da confraria é resgatar as diversas manifestações populares e desenvolver ações sociais visando melhorar as condições de vida da comunidade, maiores informações sobre a confraria no site www.confrariadocarroquebrado.com.br

 

Frase do Dia

“… Amando noites afora/Fazendo a cama sobre os jornais/Um pouco jogados fora/ Um pouco sábios demais/ Esparramados no mundo/Molhamos o mundo com delícias/ As nossas peles retintas/ De notícias…” Chico Buarque, na música “Amando sobre os jornais”.

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários