Só pensam nelas

0

Este é um ano sem eleições, porém os políticos só pensam nelas. Bastam ver um microfone ou um gravador na frente para eles citarem as próximas disputas, marcadas para 2012 e para o ainda distante 2014. Ontem mesmo, os caciques nacionais do PSC, pastor Everaldo Pereira e o deputado federal Ratinho Júnior, disseram que o partido terá candidato próprio a prefeito de Aracaju e lançaram o senador Eduardo Amorim para o governo do Estado. Até o PC do B já anunciou que terá nome próprio na próxima refrega eleitoral, apesar de o seu líder maior, prefeito Edvaldo Nogueira, insistir em afirmar ser muito cedo para discutir a sua sucessão. Derrotado em outubro passado, o grupo do ex-governador João Alves Filho (DEM) não fala em outra coisa. O PT do governador Marcelo Déda até tem tentado mudar o rumo da prosa, mas sem encontrar interlocutores interessados e outros assuntos, também termina falando e pensando nas eleições.

 

Inocentados

 

Acusados de se apropriarem indevidamente de uma verba do PT, os petistas Severino Bispo e Usiel Rios foram inocentados ontem, durante julgamento na 3ª Vara Federal. O próprio Ministério Público, que fez a denúncia, reconheceu a improcedência da ação e pediu a absolvição dos dois acusados. “É como tirar um enorme peso da cabeça”, festejou o ex-presidente do PT sergipano, Severino Bispo, ao deixar a audiência ao lado do advogado Antônio Nery Júnior.

 

Comissões da AL

 

Os deputados estaduais definiram ontem as presidências das comissões temáticas da Assembléia. A principal delas – Constituição e Justiça – será presidida pelo líder do governo, deputado Francisco Gualberto (PT). Das 13 comissões, a minúscula bancada oposicionista só conseguiu comandar uma: Direitos Humanos, que será presidida por Venâncio Fonseca (PP). O presidente do Conselho de Ética será o novato deputado Gustinho Ribeiro (PV). Também ficou definida a criação da Comissão de Legislação Participativa, que será comandada pela deputada Susana Azevedo (PSC).

 

Estacionamentos

O prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) concede coletiva nesta sexta-feira para apresentar a posição do município sobre estacionamento privativo em Aracaju. Será daqui a pouco no Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos. Como forma de garantir mais segurança aos condutores de veículos, a SMTT liberou os acessos eletrônicos instalados nos dois shoppings da cidade. Entretanto, a cobrança pela permanência nas vagas de estacionamento continua proibida com base na lei municipal 3.348.

Posse coletiva

 

Está marcada para a próxima terça-feira, a posse coletiva dos secretários municipais anunciados esta semana pelo prefeito Edvaldo Nogueira. Foram mantidos os titulares da Saúde, Finanças, Comunicação, Participação Popular, Administração, Planejamento, Procuradoria Geral, Emsurb e Funcaju. Bosco Rollemberg, Osvaldo Nascimento e Fabiana Passos foram remanejados, Antônio Samarone retornou para a SMTT, enquanto Tânia Soares (governo), Antônio Bittencourt (Educação) e Telma Pimentel (Fundad) chegam para integrar o secretariado municipal.

 

Franquia

 

Na próxima quarta-feira, o presidente da RE/MAX Brasil, Renato Teixeira, o diretor executivo, Diogo Francischini, e o máster franqueador regional RE/MAX Bahia e Sergipe participam de um almoço com a imprensa para anunciar o começo da atuação da rede em Aracaju. A partir das 19h do mesmo dia, no salão Selma Duarte, será oferecido um coquetel de apresentação da RE/MAX ao mercado sergipano. Maior rede de franquias imobiliárias do mundo, A RE/MAX tem sede em Denver (EUA) e está presente em mais de 80 países de todos os continentes, com mais de 100 mil corretores e 7 mil franquias. 

 

Quer apoio

 

O governador Marcelo Déda (PT) recebe em audiência nesta sexta-feira o advogado Carlos Alberto Menezes, que teve o nome incluído em uma das três listas tríplices das quais sairão os três futuros ministros do Superior Tribunal de Justiça. O criminalista vai pedir que o petista defenda a sua indicação junto à presidente Dilma Rousseff (PT), que estará em Aracaju na próxima segunda-feira. Duas moções de apoio a Carlos Alberto e assinadas pelos deputados estaduais e federais de Sergipe também serão entregues à presidente.

 

Nova vaga

 

Ao ser nomeado para o Supremo Tribunal Federal, o ministro Luiz Fux abriu vaga no Superior Tribunal de Justiça. A coluna foi informada que o lugar do jurista carioca poderá ser disputado pelo desembargador sergipano Edson Ulisses, já que esta vaga será preenchida por um desembargador. A apresentação de nomes para formar a nova lista tríplice deverá acontecer em breve.

 

Borrachudos

 

A emissão de cheques sem fundos, em janeiro, foi a menor desde 2005 na comparação com igual mês dos anos anteriores. Segundo a Serasa Experian, 1,7% do total de cheques compensados não tinha fundos, percentual que ficou abaixo do de dezembro, quando havia oscilado em 1,72%, mas superou ligeiramente o resultado de novembro de 2010 (1,68%). Em janeiro do ano passado, a taxa tinha sido de 1,85%. A queda do número de borrachudos é reflexo da evolução favorável do mercado de trabalho durante 2010.

 

Do baú político

 

Nunca em Sergipe o governo sofreu uma derrota tão humilhante como nas eleições de 1992 para a Prefeitura de Aracaju. De um lado da disputa estava o ex-prefeito Jackson Barreto (PDT), e do outro quatro candidatos, sendo que o mais forte era o deputado estadual Reinaldo Moura (PFL), apoiado pelo governador João Alves Filho (PFL) e por uma ampla coligação partidária composta pelos PFL, PSDB, PMN, PL, PDS, PRP, PSD, PRN, PDC. Só não se uniram aos governistas o PMDB de José Carlos Teixeira e o PT de Marcelo Déda, porém estes partidos também lançaram candidaturas próprias (Luiz Mitidieri e Ismael Silva). O quinto candidato foi Clovis Silveira (PTB). O único apoio de peso que Jackson recebeu foi do ex-governador Antônio Carlos Valadares (PST). Contudo, este optou por uma discretíssima participação na campanha. Além da máquina do Estado e do poder econômico, Barreto ainda enfrentava a oposição do prefeito da capital, Wellington Paixão, e lutava na Justiça para manter sua candidatura, impugnada pelo TRE e só restabelecida quase um mês depois pelo TSE. Tudo parecia conspirar contra o ex-prefeito, mas era a campanha de Reinaldo que fazia água a olhos vistos. Apurado o pleito, Jackson venceu com 66,92% dos votos, enquanto o candidato governista obteve apenas 5,24%, só ficando na frente de Clovis Silveira (1,47%) e bem atrás dos votos brancos e nulos. Foi um massacre.

 

Resumo dos jornais

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais