Sucessão em aberto

0

Sucessão em aberto

Erra quem arrisca fazer qualquer prognóstico sobre a sucessão estadual, até porque há indefinição de candidaturas. Quem garante que o prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), vai mesmo participar da disputa? E o senador Valadares (PSB) permanecerá ao lado do governador Jackson Barreto (PMDB), ou montará palanque próprio? Portanto, até abril chegar, quase tudo que se diga não passará de exercício de futurologia, pois o momento é mais para a classe política plantar verde visando colher maduro, enquanto espera a hora certa para colocar o bloco nas ruas.

Carnalita

Será hoje à tarde a reunião entre o governador Jackson Barreto (PMDB) e o prefeito de Capela, Ezequiel Leite (PSC), para discutir sobre a instalação da Planta de Beneficiamento da carnalita a ser extraída em Sergipe. A reunião visa encontrar uma saída para o impasse gerado por Capela desde que a Vale decidiu instalar a Planta em Japaratuba. Jackson torce por um acordo logo, pois o conselho da mineradora se reúne quarta-feira próxima justamente para discutir o projeto Carnalita.

Na Justiça

A recusa do governo estadual em reajustar os salários dos servidores rendeu uma ação judicial. A Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Sergipe impetrou Mandado de Injunção pedindo que o Executivo encaminhe projeto à Assembleia reajustado os salários dos policiais e, por conseguinte, dos demais servidores públicos. Aguardemos a posição do judiciário.

Minirefinaria

Será assinado daqui a pouco o protocolo de intenções para a construção de uma minirrefinaria de petróleo em Carmópolis. Orçado em R$ 120 milhões, o empreendimento deve começar a operar em 18 meses. Inicialmente, serão processados 10 mil barris de petróleo/dia para a produção de gasolina, diesel, óleo combustível e combustível de navio. O protocolo será assinado pelo governador Jackson Barreto (PMDB) e o empresário Paulo Roberto Costa, dono da REF Brasil e ex-diretor da Petrobras.

Mudanças

O governador Jackson Barreto (PMDB) deve anunciar esta semana alguns dos novos secretários. Embora não tenha ainda conversado com todos os líderes dos partidos aliados, o peemedebista pensa em tornar público logo os secretários de Desenvolvimento Urbano, Governo, da Casa Civil, e da Agricultura. O objetivo é manter a máquina administrativa funcionando neste início de ano.

Malas prontas

A deputada estadual Goretti Reis (DEM) deve deixar a Secretaria da Saúde de Aracaju esta semana. Com o retorno dela para a Assembléia, o demista Antônio Passos volta à condição de 1º suplente. Quanto à substituição de Goretti na Secretaria, o prefeito João Alves Filho continua fazendo suspense sobre o nome a ser escolhido. Há quem garanta, no entanto, que as pessoas consultadas por ele para substituir a secretária têm demonstrado pouco interesse no cargo. Será?

Cadê a Polícia?

A maioria dos municípios sergipanos não dispõe de delegados de Polícia nos finais de semana. A denúncia é do deputado estadual capitão Samuel Barreto (PSL). O número de policiais militares também é reduzido nas cidades interioranas. Nem precisa dizer que a falência do setor policial só interesse à marginalidade, que tem aterrorizado os sergipanos. Uma lástima!

Crise

A Secretaria da Saúde instalou um Gabinete de Crise para tratar sobre a superlotação da Unidade de Tratamento Intensivo da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, a falta de medicamentos e falta de material para realização de procedimentos cirúrgicos na unidade. Daqui a pouco o governador Jackson Barreto discute essa grave crise com a secretária da Saúde, Joelia Silva, o presidente da Fundação Hospitalar da Saúde, Amilton Santana, e outros secretários.

Abra o olho

Quem pretende participar das eleições de outubro deve ficar atento com as exigências da legislação eleitoral, sob pena de ser denunciado pelo Ministério Público. Quer um exemplo do que está proibido? Os programas sociais executados ou mantidos por entidade nominalmente vinculada a pré-candidato, ainda que autorizados em lei ou em execução orçamentária no exercício anterior. Quem avisa, amigo é!

Do baú político

O presidente da República, marechal Artur da Costa e Silva, veio a Sergipe no dia 14 de julho de 1968 exclusivamente para visitar o campo petrolífero de Carmópolis. Discurso em mãos, o governador Lourival Baptista descrevia a potencialidade do estado para um público silencioso e uma imprensa nervosa com a quantidade de laudas que restava para ser lida. Lá pras tantas, o governador saiu com essa: “Sergipe é o maior produtor de petróleo do Nordeste, cuíca do Brasil”. Foi aquele espanto: “Como essa cuíca entrou aí?”, indagavam todos. Finda a solenidade, o impagável e saudoso jornalista Santos Santana, mestre de cerimônia do evento, pede o discurso a Lourival e verifica que não havia cuíca nenhuma. A frase era “Sergipe é o maior produtor de petróleo do Nordeste, quiçá do Brasil”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais