Temer, um governo só de enrolados

0

Respondam honestamente: vocês já viram um governo mais enrolado em falcatruas do que este do Presidente Michel Temer? É claro que ele não chegou lá sozinho, o que quer dizer que muita gente o ajudou. Agora o pessoal que ele recolheu nas calçadas da vida certamente é o da pior espécie. Na Rússia, onde se encontrava até ontem, Temer tentou convencer que era um “governo reformista”, por “patrocinar reformas” que sequer foram aprovadas pelo Congresso Nacional. Em quase sessenta anos de jornalismo, nunca vi um Presidente acuado até pela sua própria Polícia Federal por conta de atos fraudulentos, o que quer dizer, corrupção da boa… Já o doleiro Lucio Funaro fez novas acusações a Temer. Ele disse que o presidente deu novas instruções para duas “operações” com verbas do FGTS que beneficiaram empresas privadas. O negócio foi recompensado com “comissões expressivas”, no montante aproximado de R$ 20 milhões. Não se pode ler mais um jornal, ou escutar noticiários na TV e no Rádio, sem que se não deparem com notícias vergonhosas e escabrosas. No Senado Temer sofreu uma derrota expressiva. É que a Comissão de Assuntos Sociais  rejeitou o projeto de reforma trabalhista. O projeto ainda pode ser retomado mas ficou claro que a base do governo já não é a mesma. Agora o Presidente vende a ideia de que a sua queda inviabilizaria as reformas. Que ele caia e leve as reformas na sua sacola de viagem. Em suma, Temer é um picareta a mais, que chegou ao Planalto prometendo mundos e fundos e vai embora sem entregar nada. Cercado por corruptos notórios – gente como Romero Jucá, Moreira Franco, e muitos outros mais, Temer faz jus ao que lhe espera ao final do seu governo destruidor. Chega de Temer. Fora Temer!

Amorim justifica o voto

A reforma trabalhista foi votada na Comissão de Assuntos Sociais no Senado. Por 10 votos a 9, o relatório foi rejeitado. Entre os votos contrários esteve o do Senador Eduardo Amorim. “Mantive minha convicção e meus princípios. Meu voto foi consciente e de forma transparente, não faço estardalhaço e sei respeitar. Respeitei o partido e o partido também respeitou a minha posição. Meus líderes sabiam e não foi nenhuma novidade. A oposição talvez tenha se surpreendido porque não sabe dialogar e alguns façam pré-julgamento. O momento de votação da reforma é equivocada, o momento é de crises, de diversas ordens, principalmente, moral, ética. Precisamos de inúmeros ajustes. Era hora de uma reforma tributária. O Governo  deveria ter coloc ado antes a reforma tributaria e não , a trabalhista. Com essa reforma, os direitos conquistados de décadas seriam perdidos. Os partidos tem que apoiar tudo que e bom para o País”.

Sergipe na feira Off-shore

Sergipe está presente na Brasil Offshore, a terceira maior feira da indústria de petróleo e gás do mundo. O evento que acontece até esta sexta-feira, 23/6, em Macaé, no Rio de Janeiro, reúne os principais representantes do setor para apresentar as novas tecnologias, produtos e serviços, possibilitando a criação de novas parcerias e a geração de novos negócios. Quatro empresas – a Wellcon, Engepet, Tecnologia Railton Faz e Marine Oil and Gas Energy Solutions) -, além do Sebrae e da Secretaria de Estado do Desenvolvimento, todos integrantes da Rede Petrobras representam o estado na Feira. As perspectivas, segundo os sergipanos são animadoras. “Depois de um período de grande turbulência, a cadeia de petróleo e gás vive um momento de ansiedade diante da iminente retomada dos investimentos por parte das grandes companhias. Queremos aproveitar esse novo cenário para estimular as atividades das nossas empresas”, explica o gerente da Unidade de Atendimento Coletivo Industrial do Sebrae, José Leite. Em sua nona edição, a Brasil Offshore reúne mais de 550 expositores, com a expectativa de gerar mais de R$ 220 milhões e receber mais de 50 mil visitantes. O evento, que é bianual é o único realizado dentro da principal bacia de exploração de petróleo e gás no Brasil. A participação dos sergipanos na feira é mais uma ação do projeto Energias de Sergipe, desenvolvido pelo Sebrae.

Vendas de veículos novos

As vendas de veículos novos no Estado de Sergipe, no mês de maio,  totalizaram 1.491 unidades, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotivos (FENABRAVE) a soma de veículos novos diz respeito a soma dos montantes de automóveis,  comerciais leves, caminhões e ônibus licenciados pela primeira vez no período em análise. O primeiro emplacamento do veículo é considerado como venda por causa do prazo estabelecido em lei para isso. Ou seja o prazo é de 15 dias consecutivos após a data de saída do veículos da loja, localizada no Estado. Em termos relativos, verificou-se alta de 30,1%, tanto em relação ao mês de abril de 2016, quando em comparação ao mês imediatamente anterior, abril de 2016, quando em comparação ao mês imediatamente anterior, abril último. Nos cinco primeiros meses do ano, situaram-se 6,2% acima do verificado no mesmo intervalo do ano passado.  As vendas de automóveis e comerciais leves chegaram a 1.449 unidades, apresentando alta de 30,9% quando comparado com o mesmo mês do ano passado. Já em relação ao mês imediatamente anterior, abril deste ano, a alta foi de 30,8%Entre os veículos pesados, o segmento de caminhões registrou vendas de 3,5 unidades ao passado que o segmento de ônibus comercializou apenas sete unidades.

AL já fala no recesso

A Assembleia Legislativa entra em recesso a partir do dia 29 próximo. Por isso mesmo, o Presidente da Casa já avisou que na próxima semana, os dias de quarta e quinta-feira serão dedicados à votação das matérias que tramitam na Casa.

           … e para encerrar…

Reunião – A Academia de Letras de Aracaju programou reunião ordinária para o dia 5 de julho próximo, às 17h, na Biblioteca Pública Epifâneo Dória. Na ocasião, a acadêmica Cléa Maria Brandão fará uma comunicação sobre o professor João Bezerra Santos, que é o patrono da cadeira número 23 da novel Academia. O academico Antônio da Cruz fará uma apresentação de sua produção artística.

Saída – Para o presidente da OAB-Sergipe, Sr. Henry Clay , “Temer é um presidente temerário para o Brasil. Sua saída se impõe”. Deixa o homem volta da Rússia para ouvir isso…

Ganhar mais – O deputado Morios Matos, discursa no plenário da Assembleia quando revelou que se fosse por ele, Professor deveria ser uma atividade bem lucrativa, ganhando mais do que desembargador, delegado, etc.
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                     

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários