Toda culpa é do Lula?

0

 

 

  Este espaço vai aproveitar a divulgação pelo Datafolha (Instituto do jornal Folha de São Paulo), mostrando que pela primeira vez Lula é aprovado em todos os segmentos sociais, passando de 50% entre os mais ricos e escolarizados e ficando o governo como ótimo ou bom entre 64% para deixar claro uma posição. Este jornalista tem uma séria discordância da política adotada na área social e a forma como é distribuído o cartão bolsa família, além de outras falta de ações positivas em diversas áreas.

 

 Ultimamente este espaço tem recebido e-mails e lido certos textos em jornais colocando a culpa de tudo que é ruim neste país, no presidente Lula e no seu governo.

 

 Por incrível que pareça até um elogio da ditadura militar está sendo transmitido denominando os generais da ditadura de honestos. Só se for de Ernesto. O regime militar torturou, prendeu e matou um grande número de pessoas, perseguiu outras, desarticulou famílias honestas (este jornalista tem conhecimento disso pessoalmente) e roubou muito, aumentou assustadoramente a dívida do país sem que a imprensa pudesse denunciar e criticar porque estava censurada. matou gente dizendo que “desapareceu” ou” suicidou-se”, a exemplo de Vladimir Herzog.

 

  Ao culparem Lula e ao PT por tudo, esquecem dos erros e bandalheiras de Sarney, Collor e FHC! Que compraram votos, desaparelharam o país de equipamentos que serviam ao povo e tudo o mais! Hoje Lula, o governo e o PT são culpados de tudo? Claro que o PT tem culpas, a exemplo do, mensalão, aliás, criado pelo PSDB, por Eduardo Azeredo e o Marcos Valério, o mesmo careca!, em Minas! Mas ninguém é bobo!Não venham com conversa fiada.

 

 

Castelo Branco e Lula

Texto de um leitor criticando Lula:Ao ver Lula defendendo seu filho, que recebeu R$ 5 milhões de reais da TELEMAR para tocar sua empresa, Élio Gáspari publicou essa história buscada no fundo do baú: “Em 1966, o presidente Castelo Branco leu nos jornais, que seu irmão, funcionário com cargo na Receita Federal, ganhara um carro Aero-Willys, como agradecimento dos colegas funcionários, pela ajuda que dera na lei,que organizava a carreira. O presidente então telefonou, mandando que ele devolvesse o carro. O irmão argumentou, que se devolvesse o carro, ficava desmoralizado em seu cargo….. O presidente Castelo Branco, interrompeu- o dizendo: “Meu irmão…. afastado do cargo você já está!!….Estou somente decidindo agora, se você vai preso ou não”….. E o Lula, ainda “sonha”, que não existe ninguém nesse país com mais moral e ética do que ele….. Acrescentando: E Lula, ao ser questionado sobre a súbita e extraordinária riqueza de seu filhinho em tão pouco tempo, disse que seu filho é o Ronaldinho do mercado financeiro”.

 

 

Mundinho: aliado ou amigo da onça?

Não dá para acreditar a chiadeira do ex-deputado e candidato a prefeito em Itabaianinha na imprensa ontem, 12. Pois bem, somente porque é aliado do governador Mundinho questionou a presença da Cptran e da CPRV no município porque  apreendeu diversos veículos com irregularidades. Para justificar ele disse que as irregularidades são “freqüentes” no interior. Tudo porque é candidato e a blitz “prejudicou” a candidatura dele. E o pior não ocorreu nenhum abuso, todos os veículos apreendidos tinham algum tipo de irregularidade. Mundinho, chegou a dizer que “todas as motos de Itabaianinha foram apreendidas”. Ou seja, estavam todas irregulares e ele dá apoio? Agora quando tem algum acidente grave e o veículo está irregular o governo do Estado é cobrado.

 

Politicagem e atraso

Com certeza o governador não determinou que as blitzs sejam feitas apenas nos municípios onde tem adversários. Já pensou se a moda pega? Tenha juízo Mundinho, um político sério não defende irregularidades e a desobediência a lei. De político deste porte a população não precisa. É este mesmo político que se prefeito vai cobrar do governo recursos para o município, mas na hora de cumprir a lei… Chega de atraso… Ou será que ele está procurando um motivo para justificar a derrota para o candidato Joaldo, do PSDB…, já que o outro candidato, o Piranha é uma mera peça decorativa…

 

Em 2006, as pesquisas estavam certas?

Os que questionam hoje as pesquisas, principalmente do Ibope, em 2006 ficaram calados. Não questionaram nada. Aliás, alguns deles, no próprio jornal que escrevem leram quatro pesquisas faltando dois dias antes do pleito dando a vitória a João Alves. Esqueceram e hoje questionam sem nenhuma credibilidade…

 

Mendonça e a candidatura

O candidato a prefeito pelo Partido Democratas, deputado federal Mendonça Prado, classificou de  “estratégia do desespero” o boato plantado ontem pela manhã por setores da imprensa ligados ao Partido dos Trabalhadores e ao governo do Estado, dando conta de que ele renunciaria à candidatura em favor do ex-governador João Alves. “É a prova de que nossa campanha está incomodando aos nossos principais adversários políticos, que de tão preocupados com  o nosso crescimento cada vez mais evidente, tentam desacreditar o nosso nome através da divulgação de informações completamente falsas”, disse.

 

Imprensa atendendo interesses de um grupo

Mendonça considerou sintomático o fato de que com o crescimento de sua campanha, visível não apenas em pesquisas internas, mas também nas ruas e bairros da cidade, tenha ressurgido o velho boato de que ele estaria por renunciar. “É lamentável que parcela da imprensa sergipana atenda aos interesses do grupo que está no poder em Sergipe e em Aracaju e se preste à maquiavélica estratégia de reproduzir boatos dessa natureza, sem ao menos procurar nos ouvir ou ao nosso partido, sobre os rumos que nossa campanha está tomando”, ressaltou.Ele garantiu que a hipótese de renúncia nunca foi cogitada nem mesmo no início da campanha, quando surgiram os primeiros boatos. “E não seria agora, quando os números se tornam cada vez mais favoráveis à nossa candidatura, que iríamos adotar esse tipo de procedimento”, salientou, acrescentando que tal comportamento significaria o seu suicídio político, razão pela qual a hipótese é considerada absolutamente fantasiosa.

 

Explicações a Mendonça Prado

O deputado federal e candidato a prefeito Mendonça Prado quando se referiu a setores da imprensa foi por conta do artigo de ontem deste espaço. Certamente o desespero não é daqui, mas de alguns aliados e amigos do próprio Mendonça (este jornalista não revela a fonte, nem sob tortura. Sem um relacionamento sério com a fonte qualquer jornalista fica desacreditado), que estavam espalhando o boato em várias rodas políticas. O próprio Mendonça, como experiente político, sabe que o boato saiu da própria “casa partidária”.  Então, se a intenção foi atingir este espaço, não conseguiu. Até porque a própria resposta demonstrou como repercute o que é escrito neste blog.

 

Sergipe na Rio Oil & Gas

 O secretário Jorge Santana, do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), estará participando da Rio Oil & Gás, um dos  maiores eventos do setor de petróleo e gás do mundo, que acontece no  Riocentro, no Rio de Janeiro, entre os dias 15 e 18 próximos. Ele estará  entre os palestrantes da feira e vai mostrar as potencialidades do  Estado com o objetivo de atrair novas empresas para Sergipe. O evento é  realizado a cada dois anos, reunindo profissionais e executivos do setor em busca de conhecimento das novas tecnologias e práticas de gestão na área de petróleo e gás. “Como temos feito em outras feiras realizadas no  país, vamos mostrar a oportunidade oferecida pelo Estado às empresas que  desejem se instalar em Sergipe”, ressaltou Jorge Santana.

 

Edvaldo:os parquímetros são um avanço

O atual prefeito, Edvaldo Nogueira, anunciou, durante almoço no CDL, que se reeleito, não renovará o contrato dos parquímetros. O problema não são os parquímetros, mas o contrato que deixa quase todos os recursos com a empresa Varca Scartena. O correto é quando o contrato acabar fazer uma licitação para que a empresa que deixa mais recursos para os projetos sociais do município, seja a vencedora. A implantação do parquímetro é uma realidade, ajuda muito. O preço não foi reajustado deste que surgiu há oito anos.

 

 

Ministro é favorável as escutas telefônicas

Enfim alguém com lucidez. O ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage, afirmou em entrevista exclusiva ao Contas Abertas que o único modo para se combater o crime de colarinho branco no Brasil é por meio de escutas telefônicas. Segundo ele, a polícia precisar usar o grampo para combater e prender o criminoso que comete esse tipo de delito. Essas investigações precisam de métodos diferentes dos usados nos procedimentos comuns. Eu não participo dessa paranóia contra as escutas telefônicas”, afirma.

 

Enriquecimento ilícito

Hage argumenta, porém, que se o Congresso Nacional tivesse aprovado o projeto de lei que introduz ao Código Penal o crime de enriquecimento ilícito, que tramita desde 2005, a comprovação do crime seria mais fácil. “Assim, dispensa-se a necessidade de se obter tantas provas para condenar alguém, pois o bandido é capturado pelo resultado, pelo tamanho do patrimônio. Ou ele explica que teve uma origem privada legítima ou, se ele estava atuando apenas na vida pública, como enriqueceu daquela forma?”, afirma. De acordo com o ministro, enquanto a medida não entrar em vigor, o Estado brasileiro precisa ser instrumentalizado, assim como a polícia, “braço do Estado”, para poder investigar de forma eficaz.

 

Escutas telefônicas são necessárias

Depois de tanta celeuma em torno da permissão que juízes concedem para realização de escutas telefônicas a pedido da PF e do MP para investigar atividades ilegais de bandidos, sejam eles traficantes, políticos ou quem quer que seja, cabe aqui uma pergunta: por que tanto barulho visando impedir escutas?: Quem não deve não teme. Pessoas honestas nunca se darão mal por causa de escutas. Bandidos sim. Mas, em nome da democracia, a tendência é privar as investigações das escutas e também da quebra de sigilos bancários. Isso, é claro, somente protegerá os meliantes que são ricos….

 

ILBJ ganha prêmio EDUCAR-SE 2008

O Instituto Luciano Barreto Junior – ILBJ, acaba de ganhar o prêmio EDUCAR-SE 2008 – Uma homenagem aos destaques da Educação em Sergipe. Na categoria “Empresa com o Melhor Projeto Educacional” fomos o mais votado!!! O prêmio será entregue dia 15 de setembro no Teatro Tobias Barreto às 20hs.

 

A Campanha, cá

Do jornalista Luciano Correia (radicado hoje em Porto Alegre), na coluna que escreve na Folha da Praia: “Em Porto Alegre, este meu velho coração comunista não era na escolha: votaria no boa praça Fogaça, emedebista histórico, um homem que está na política há mais de trinta anos e nunca se viu metido em malandragem E faz um governo sóbrio, competente. Tem a Manuela QI Zero, bonitinha, mas ordinária em idéias. E Luciana Genro, radical chique, que passou chapinha nos cabelos para não parecer riponga demais. É comovente seu programa. Sentadinha com o vice, um verde também de boutique, na beira do Guaíba, com aquela luz amarelada das produtoras, olhando o vazio e falando bobagens. E os “revolucionários” do PSTU?  Ora, ta ruim a situação, é simples: congela os preços e aumenta os salários. Juro.Algum idiota apresentou tal “proposta” na TV. Na bundinha não vai nada né papai? O PT surpreende com Maria do Rosário. Só ela é Fogaça tem algum juízo no miolo. Mas meu instinto estuprador se manifesta toda vez que ela aparece, com uma voz roucona, pesada, e uns olhos cor do céu. Rapaz, a menina fala coisas sérias e eu só penso em besteira!!”.

 

Nós carregamos o elefante

Leitor recomenda livro “Nós carregamos o elefante”: “Ë bastante interessante este livro. É preciso fazer uma coisa contra a inoperância do estado em todos os níveis seja Legislativo, Judiciário e executivo seja federal, estadual e municipal. As únicas notícias que temos de competência administrativa vem de Minas Gerais. Os demais é a mesma “mesmice”. Bem apropriado o comentário sobre a angústia do Governador. É preciso destravar para andar”. O livro, “Nós carregamos o elefante”, tem como autores Alexandre Ostrowiecki e Renato Feder. É bom ler e reler, inclusive quem desejar, pode baixar o livro gratuitamente: www.carregandooelefante.com.br

 

Paciente do HUSE não sumiu

Na última quinta-feira, 11, o Hospital de Urgência de Sergipe governador João Alves Filho foi vítima de uma notícia infundada. Divulgou-se que o paciente José Eraldo dos Santos, vítima de espancamento em Lagarto, teria sido transferido para o HUGJAF no dia 5 de setembro e ali desaparecido. No mesmo dia, ele foi localizado por familiares na casa de um vizinho. A afirmação foi feita pelo irmão de Eraldo, José Bispo, 48 anos, que procurou a direção da unidade hospitalar para pedir desculpas pelo transtorno que causou.

 

Denúncia corrigida

Outra polêmica esclarecida pela direção do hospital envolve o paciente Sandro Roberto da Silva, 37 anos, que chegou ao hospital na madrugada de quinta-feira, 11, com uma bala alojada no pescoço, transferido do Hospital Nair Alves de Melo, da cidade baiana de Paulo Afonso. No início da manhã, ele denunciou em emissoras de rádio e TV que havia sido mal atendido no HUSE. No entanto, os fatos se passaram de outra maneira: o Serviço Social da unidade constatou que o paciente pediu alta hospitalar, embora tenha recebido os primeiros socorros. Depois de ter procurado a imprensa, Sandro Roberto voltou a solicitar atendimento no HUGJAF, onde foi readmitido e submetido a uma avaliação por um especialista. Na manhã de sexta-feira, 12, o ele reconheceu que não foi mal atendido no hospital e que se precipitou em fazer a denúncia.

 

 

Posto da UFS reabre segunda-feira, dia 15

O Posto de Atendimento do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju – SETRANSP –, localizado no Campus da Universidade Federal de Sergipe – UFS –, esteve fechado durante o recesso escolar do primeiro período letivo de 2008, cujo início se deu no dia 27 de agosto. Na próxima segunda-feira, dia 15, no entanto, com a volta dos estudantes às aulas, o espaço está reiniciando suas atividades normais. O local funciona como posto de venda de créditos eletrônicos, das 9h às 21h, de segunda a sexta-feira.

 

I Unimp é marcado por encontro de gerações I

Foi realizado na noite da última quinta-feira, 11 , o I Unimp – Universitários pela Imprensa – em comemoração aos 200 anos do jornal impresso no Brasil. O evento, organizado pelos alunos do 6º período de Jornalismo da Unit, aconteceu no auditório do Instituto Luciano Barreto Junior e contou com cerca de 80 participantes, entre universitários e profissionais do jornalismo.O experiente jornalista Ivan Valença e o editor do caderno de esportes do Jornal da Cidade, Kleber Santos, foram os palestrantes da noite. Valença contou aos universitários um pouco da história da imprensa no país, enquanto Kleber Santos se preocupou em analisar o atual mercado de trabalho do jornalismo brasileiro, dando dicas para o sucesso profissional dos futuros jornalistas.

 

I Unimp é marcado por encontro de gerações II

Depois das palestras o diretor do Degrase, Milton Alves, a historiadora Ilma Fontes e o presidente do Sindijor, George Washington, juntaram-se à mesa para discutir com os presentes sobre  questões relativas às atividades do jornalista. Os alunos participaram ativamente do debate, enviando dezenas de perguntas aos profissionais. No final da noite, sob muitos aplausos, os convidados encerraram o encontro agradecendo aos alunos pela presença e parabenizando à coordenação do evento pela iniciativa.Para a universitária Arícia Menezes, o projeto idealizado pelos alunos de jornalismo se mostrou enriquecedor ao abordar diferentes aspectos sobre o tema. “O evento me fez refletir sobre o prazer e as dificuldades de ser jornalista”, declara a estudante.Já a organização do Unimp se diz satisfeita com a repercussão e o sucesso do encontro. “Além de comemorar os 200 anos do jornal impresso no Brasil, nosso objetivo era aproximar os profissionais dos estudantes e promover a troca de experiências. Fomos muito bem sucedidos em nossa empreitada e já estamos planejando a segunda edição do Unimp para o ano que vem”, afirma o universitário Helmo Goes, um dos coordenadores do evento. (Assessoria do Unimp).

 

Nova adutora da Cabrita vai melhorar a oferta de água em Aju

A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) vai construir uma nova adutora com 3,1 quilômetros de extensão e diâmetro de 600 milímetros, interligando a Estação de Tratamento de Água da Cabrita ao reservatório R-5 da Deso, localizado no morro do Avião, imediações do bairro Santa Maria. Com a nova adutora interligada ao reservatório R-5 será ampliada a oferta de água para atender a demanda de consumo na zona de expansão da capital, envolvendo as regiões de Atalaia Velha, Coroa do Meio, Farolândia, Aruana e Santa Maria, abrangendo toda a região litorânea até o Mosqueiro, na divisa com os municípios de São Cristóvão e Itaporanga D’Ajuda. A Diretoria de Operações e Serviços da Deso está realizando a licitação visando à execução das obras para implantação da nova adutora, que tem início previsto para o mês de novembro e a conclusão para a segunda quinzena de janeiro de 2009. Para isso, toda a tubulação já foi adquirida pela Deso, com recursos do governo do Estado na ordem de R$ 1,6 milhão. (ASN)

 

Estágio remunerado na PGE

A Procuradoria-Geral do Estado aplicará, no próximo dia 28/09/08, a prova de conhecimentos específicos para os inscritos no processo seletivo de estágio remunerado na área de Direito. A informação foi prestada pela Corregedora-Geral da Advocacia-Geral do Estado de Sergipe, Carla de Oliveira Costa Meneses. A prova será aplicada das 8 às 12 horas, no Colégio Estadual “Dom Luciano José Cabral Duarte”, localizado na rua Itabaiana, S/N, bairro São José, Aracaju. De acordo com o edital nº 002/2008, o processo seletivo é composto de uma etapa, constante de prova objetiva contendo 50 questões, todas de conhecimentos específicos, nas disciplinas de Direito Constitucional, Administrativo, Civil, Processual Civil, Trabalho e Português. Cada questão vale um ponto, e somente serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem o mínimo de 50 por cento de aproveitamento. Segundo Carla Meneses, 237 acadêmicos do curso de Direito efetuaram inscrições e deverão se submeter ao exame. Ela fez questão de salientar que, ao comparecerem ao local da prova, os candidatos devem apresentar original da Carteira de Identidade e comprovante de inscrição. Não será permitido o uso de livros ou instrumentos de consulta e telefone celular durante a realização da prova.

 

DO LEITOR

 

 Abandono da orla da Atalaia I

De um leitor: “Venho por meio deste, chamar a atenção do governo do estado, acredito que sejam da secretaria de infra-estrutura e segurança pública, pelo abandonou que a orla vem passando. Não estou preocupado se foi A ou B quem fez, pouco importa, o fato é que nossa orla está em um completo abandono. A última reforma que foi feita, não serviu pra nada, por exemplo, ao longo da orla as calçadas cedendo, tampa de eletricidade quebradas, bancos quebrados, mesas do mesmo jeito. Na limpeza: Fezes de animais espalhadas nas gramas, passeios, aparelhos de ginásticas entre outros;  alguns trechos precisam ter a iluminação melhorada; As areias estão tomando conta da grama, estacionamento, deixando um aspecto horrível,principalmente no estacionamento da passarela do caranguejo e na praça de evento. Até entendo que na praça, temos o problema de mudança da maré, o qual está destruindo aquela parte ao fundo, sou consciente que ali não é algo fácil e barato de resolver, realmente precisa de um levantamento detalhado, mas que podiam amenizar a limpeza isso sim dar pra fazer”.

 

Abandono da orla da Atalaia II

Continua o leitor: “Os organizadores dos eventos deveriam ter um compromisso assim que terminassem suas festas, a desmontagem fosse um processo mais rápido, não deixando aquele monte de ferro e bagulhos, impedindo o usuário da orla de apreciar a beleza do local. Sobre a segurança, que me parece um grande problema do nosso governo, quero me queixar de alguns pontos: Vejo alguns jovens, principalmente as sextas-feiras, próximo ao kartodrómo, colocarem o som na maior altura, pessoas usando droga a vontade, sobretudo maconha, próxima ao parque infantil, estacionamento, nas  calçadas, na areia da praia é pior ainda não tem horário nem vergonha das outras pessoas. Só lembrando o verão está chegando, é o maior movimento de turista em nosso estado,  e a orla sem sobra de dúvida é o principal ponto turístico do estado, e claro não queremos que aqueles que nos visita tenha uma má impressão do nosso lugar”.

 

Justiça fixa multa pessoal se secretário não cumprir decisão I

Do vice-presidente do SINPOL/SE, Antônio Moraes: “Ao invés de providenciar o cumprimento da decisão judicial que determina a saída dos chamados “escrivães ad hoc” (agentes, policiais militares e servidores de prefeituras), o secretário Kércio Pinto permite a utilização indevida de estagiários de direito nas delegacias (o novo primeiro emprego), bem como providencia minuta de projeto de lei em que as atribuições dos agentes e escrivães são alteradas, isso a total revelia da categoria e da mesa de negociação (desrespeita decreto do governador). A falta de habilidade para gerir a pasta e a falta de firmeza para determinar ao superintendente de polícia civil a viabilização do cumprimento da decisão judicial estão prejudicando os trabalhos cartorários nas delegacias de nosso Estado. E para piorar o secretário cria embaraços para a PM não poder lavrar o tão festejado Termo Circunstanciado, auxiliando os trabalhos da Polícia Civil. Resultado: caos institucional”.

 

Justiça fixa multa pessoal se secretário não cumprir decisão I

Continua o vice-presidente do SINPOL/SE: “Desde 2006, temos certa de 100 escrivães aguardando serem nomeados e empossados em seus cargos para atender a população, mas a superintendência e o conselho superior de polícia, que fazem o que bem querem, só pensam nas promoções dos delegados, na nomeação de novos delegados e em regularizar suas gratificações por curso. E o secretário, como de costume, assiste a tudo isso inerte. Que o governador Marcelo Déda intervenha o quanto antes, pois com uma assessoria dessa, melhor ter Venâncio Fonseca e Augusto Bezerra como aliados. Com essa inapetência toda não há reestruturação salarial que dê jeito”.

 

Os Nardoni, o PCC e a Polícia do Rio I

Do jornalista e publicitário, Jairo Jr: “Passamos um bom tempo que não podíamos ligar a televisão sem que o assunto em foco não fosse o do casal Nardoni, que assassinou brutalmente a pequena Isabela. Nesse episódio, o que mais víamos foi um aparato policial sem precedentes. Policiais e viaturas era o que não faltavam diante das câmeras das redes de televisão de todo o Brasil. Chegaram ao cúmulo de, para fazer a reconstituição pela perícia, isolarem todo o quarteirão com barreiras policiais, atiradores de elite nos prédios vizinhos e, até, helicóptero para que não houvesse invasão do espaço aéreo do local. O fato já não merece mais tanta atenção da mídia. Hoje, mas sem o mesmo destaque, o assunto é a soltura da “tropa de elite” do PCC – Primeiro Comando da Capital, uma das mais perigosas organizações criminosas do país, por ordem do Ministro Carlos Britto, do Supremo Tribunal Federal. A sua sentença está baseada em que, durante quatro anos, o poder estatal não teve condições de levar, sob escolta, os 9 acusados de vários crimes, entre eles a tentativa de invasão de uma penitenciária, para liberar comparsas, onde 2 policiais foram mortos, para que se apresentassem perante a juíza do caso”.

 

 

Os Nardoni, o PCC e a Polícia do Rio II

Continua Jairo: “A pergunta é: por que não usaram o mesmo aparato policial para esse caso? Por que o poder estatal não utilizou o mesmo esquema que protegia o casal Nardoni, para dar proteção, de fato, a quem mais a necessita, que é a sociedade como um todo? Só vislumbro uma resposta. A de que temos um poder estatal de aparência. Que, quando pode tirar proveito, mesmo de uma tragédia, para mostrar uma imagem de eficiência, o faz. Mas, na hora de cumprir suas obrigações, de verdade, como manter esses bandidos do PCC na cadeia, nada fazem. Mas também, o que se esperar, de governos que ao longo da nossa história só se preocupam com o povo na hora de conseguir o seu voto, e assim que eleitos, viram as costas ou têm sempre uma desculpa esdrúxula e repetitiva para justificar as suas ineficiências.São eles os verdadeiros inimigos e que mais males causam ao nosso povo. E, por isso, deveriam estar é na POLÍCIA DO RIO! 5 de Outubro vem aí!”.

 

Falta médico no Posto de Saúde da Terra Dura

Do jornalista  Abrahão:  O  posto  de saúde da terra dura está precisando de   médico  urgentemente. As  pacientes  que vão ao local atrás de um médico   para  realizarem  exames  de  lâminas  (ginecológicos),  se  deparam com uma   situação  constrangedora.  No local são avisadas que não há   médico  no  posto,  e  sim um enfermeiro que está se responsabilizando ao   fazer os exames nos pacientes.

 

Perseguição política em Lagarto

Comentário de Josefrem Nascimento:”A irmã do candidato do PSC, que ocupa cargo no DR2, órgão vinculado a Secretaria de Estado de Educação, vêm perseguindo os funcionários para não participarem de comícios do candidato do PSDB. Será que é ordem do Secretário de Estado da Educação ? Acho que não. Uma secretaria tão importante como da educação são administradas por pessoas competentes e educadas, e tenho certeza que nem o secretário sabe de tal perseguição, como também o Governador Marcelo Déda não aprova este ato tão vulgar, pois o coronelismo já acabou e faz tempo.  Como se não bastasse aqui tem uma maternidade denominada “Maternidade Mons. Daltro”, que o candidato do PSC adquiriu com portas abertas e funcionando com médicos e enfermeiras há mais de dois anos e agora encontra-se falida, e que até hoje não se fez mais parto. É preciso que as autoridades judiciais verifiquem tal caso, pois as famílias de Lagarto é quem está perdendo. Para completar dizem que a maternidade  transformou-se em Associação São José. Será que recebe verbas do Governo Federal e Estadual ? Se recebe, é necessário uma auditoria por parte do Governo e justiça seja feita. Não respeitaram nem a memória do saudoso Cel Acrísio Garcez, político que fez história em Lagarto. Hoje, Lagarto possui somente a Maternidade Zacarias Junior”.

 

 

Frase do Dia

A genuína lealdade é caluniada e proscrita quando os traidores alcançam o poder e autoridade.” Marquês de Maricá.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários