Todos pagam

0

Todos pagam

Nos próximos dias o aracajuano, vai pagar mais caro pela passagem de ônibus, embora o serviço permaneça ruim, pois os coletivos só andam lotados e vivem quebrando pelas ruas. Vale ressaltar que está enganado quem pensa que o reajuste da tarifa afetará apenas o bolso dos usuários do sistema: o aumento prejudica a todos indistintamente, inclusive quem anda de carro importado. É que a mojoração será repassada aos preços dos produtos pelo comércio varejista. Segundo a Federação das Câmaras de Diretores Lojistas, não há como não fazer o repasse, pois os empresários arcam com 94% do custo do vale-transporte, que representa 50% do faturamento das empresas de ônibus. Tomara que as reações da sociedade contrárias ao reajuste não cessem, para forçar a Prefeitura a exigir das concessionárias um serviço de melhor qualidade.

Quer a vice

O PSD do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, quer indicar o candidato a vice-prefeito de Aracaju numa chapa encabeçada pelo PT. O projeto do PSD é estar no palanque de candidatos petistas em no mínimo 18 cidades brasileiras com mais de 150 mil eleitores. Em Sergipe, esse eleitorado existe somente Aracaju, onde Kassab sonha em ver um aliado sendo eleito vice-prefeito.

Sem polícia

Ao perceber que estava sozinho na delegacia, o preso Diego dos Santos arrombou a parede da cela e escafedeu-se. A fuga aconteceu em Riachuelo, depois que os dois únicos policiais militares lotados no município fecharam a delegacia para atender a uma ocorrência. Acusado de roubar uma motocicleta, Diego aproveitou a saída dos PM’s para dar no pé e até hoje não foi localizado. Como se vê, é grave a crise da segurança pública.

Como se faz

Com o título acima, a coluna Contraponto, da Folha de São Paulo, publica hoje a seguinte nota: Ao chegar com algum atraso à festa do PT, na sexta passada, Fernando Haddad foi chamado pelo mestre de cerimônias a se juntar às demais autoridades convidadas. O ex-ministro dirigiu-se tão timidamente ao palco que o governador Marcelo Déda (SE), preocupado com os modos pouco eleitorais do correligionário, estimulou: – Balança a mão, Haddad, balança a mão!

Sanfona muda

Sergipe perdeu ontem o sanfoneiro “Coelho dos Oito Baixos”, que há 21 anos comandava o trio ‘pé de serra’ da quadrilha junina Maracangaia. Ele estava internado há cerca de três meses no Hospital de Urgência de Sergipe com problemas renais. Nascido João dos Santos, “Coelho dos Oito Baixos” foi sepultado ontem à tarde em Riachuelo, onde residia com a esposa e cinco filhos. O forró está de luto.

Bolso vazio

O blog ficou sabendo que uma rádio AM de Aracaju ainda não pagou os salários dos empregados referentes a janeiro passado. Será que o Sindicato dos Radialistas de Sergipe ainda não ficou sabendo sobre o atraso? E olha que esta não é a primeira vez que a emissora deixa seus colaboradores com os bolsos vazios. Que horror!

Empreendedorismo

Dilermando Garcia Júnior será empossado amanhã na presidência do Conselho de Jovens Empreendedores, entidade ligada à Associação Comercial e Empresarial de Sergipe. A festa da posse está marcada para as 19h30, no auditório do Sebrae, em Aracaju. Dilermando promete estimular o empreendedorismo entre os jovens sergipanos.

Reeleição

Os deputados estaduais retornam às atividades parlamentares na próxima quarta-feira. Trabalham até a quinta e retomam as ‘merecidas férias’ por conta do Carnaval. O assunto principal a ser tratado por eles nos dois dias de sessão será a vontade da presidente Angélica Guimarães (PSC) de antecipar em um ano a reeleição da Mesa Diretora da Assembléia. Há quem garanta que, se depender da base governista, a deputada cristã não concretizará seu desejo. Será?

Na lanterna

E o Clube Sportivo Sergipe voltou a segurar a lanterna do Campeonato Sergipano ao ser derrotado ontem pelo River Plate por 2 a 1. Jogando em casa, o time vermelhinho começou ganhando, mas o adversário virou o jogo no segundo tempo. Com essa derrota, o Sergipe permaneceu com apenas dois pontos dos 15 que disputou até agora. A continuar assim, o chamado “Mais Querido” vai terminar o campeonato devendo pontos.

Do baú político

Com a eleição de Gilvan Rocha (MDB) em 1974, todos os três senadores de Sergipe eram médicos, um caso inédito na história política do Estado. Os outros dois eram os arenistas Augusto Franco e Lourival Baptista, eleitos em 1970. Dos três, apenas o emedebista exercia a Medicina sendo, inclusive, professor da Universidade Federal de Sergipe. Augusto Franco dedicava-se à política e as suas várias empresas, enquanto Lourival, que veio da Bahia para São Cristóvão trabalhar como médico em uma fábrica de Augusto, já havia deixado a profissão de lado há muito tempo. Contam, inclusive, que ao visitá-lo certa noite, um jornalista amigo de Lourival disse-lhe que estava com um mal estar causado, provavelmente, por uma comida gordurosa. Sem pestanejar, o senador muniu-se de uma caneta e um pedaço de papel e clinicou um medicamento. Ao chegar à farmácia, o ‘paciente’ ficou sabendo que o remédio ministrado pelo senador não era fabricado há mais de 20 anos. Após rir muito da situação, o jornalista comprou um envelope de Sonrisal.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários