Trabalho muscular na Musculação

0

Quando escrevi esta matéria, fiz com intenção e uma maior preocupação no assunto que irei abordar, principalmente em ver a maioria das pessoas treinando sem a mínima preocupação ou falta de orientação no trabalho muscular quando estão se exercitando. No início de treinamento de pesos com meus alunos, sou muito “chato” e “pegajoso” no que se refere ao trabalho muscular ao qual estão realizando. Só que, com o tempo, eles vão observando que aquela “chatice” e aquele “pega no pé”, vão ter resultados benéficos e de qualidade em seus objetivos. Pois se é para o bem e progresso do aluno em fazer a “coisa” correta, serei sempre amigo, profissional e “chato”. Podemos dividir o trabalho muscular em concêntrico, excêntrico e isométrico e não estão isolados um do outro, e sim, sempre combinados entre si. 1) Concêntrico ou Positivo: Ocorre quando há um encurtamento muscular na execução do exercício com uma determinada carga, é o trabalho positivo do exercício. O supino 90° por exemplo, tem sua fase Concêntrica ou Positiva quando você levanta o peso; 2) Excêntrico ou Negativo: É quando ocorre o alongamento ou aumento longitudinal do músculo, produzindo um efeito frenador. É o trabalho mais importante na execução do exercício e mais eficiente no aumento de massa muscular, pois os pesos estão exercendo uma força e resistência maior contra a gravidade. Exemplo a descida do peso na execução do supino 90°. Importante: Quanto mais vagarosamente você liberar o peso após o trabalho positivo e não deixar que a gravidade ajude-o na descida, mais você estará aumentando a sua força e seu volume muscular. 3) Isométrico ou Estático: É a concentração muscular sem o encurtamento ou alongamento do músculo (fibras musculares) em um determinado tempo. Exemplos: Ginastas que praticam exercícios em argolas ou fisiculturistas quando realizam poses. Dicas importantes: 1) No voador (p/peitoral): A fase positiva é quando você aproxima os braços um do outro e a negativa é quando os braços se afastam; 2) Puxada por trás ou pela frente (p/costas): A fase positiva é quando você puxa o peso em direção às costas e a negativa é quando você estende os braços para cima e as placas de peso descem. 3) Infelizmente 90% das pessoas que malham em academias não se preocupam com estes movimentos (positivo e negativo), e fazem o exercício com menos 60% de eficiência, então não seja um “Maria vai com as outras”! Faça o certo! Pois estas pessoas também estão sujeitas a rupturas musculares e nos ligamentos e não alcançam seus objetivos; 3) Trabalhando ou malhando seus músculos corretamente (fases positiva e negativa), você terá mais um pouco de dificuldades na execução dos mesmos, levando um período de tempo maior para executá-los, mas em compensação você terá um trabalho muscular de qualidade, eficiente e consequentemente com melhores resultados (ganho e volume muscular). 4) Parece incrível, mas como foi escrito no início, a fase excêntrica (negativa) do exercício é a fase mais importante e eficiente para ganhos musculares, pois seus músculos trabalharão muito mais para vencer a gravidade que ajuda e exerce força na “volta” dos exercícios. Boa malhação e aguarde excelentes resultados!

Comentários