Tudo como dantes no quartel de Abrantes

0

Tudo como dantes no quartel de Abrantes

Diferente do que foi dito por muita gente importante, os políticos que são réus em processos criminais, ação de improbidade administrativa ou ação civil pública, sem condenação definitiva, podem se candidatar nas eleições 2008. Pelo menos foi isso que decidiu, na noite de ontem (10), o Tribunal Superior Eleitoral. Em seu parecer, o ministro-relator Ari Pargendler, que avaliou que a Lei de Inelegibilidades já limita os critérios para concessão de registro de candidaturas. Em posição contrária, o presidente do TSE, ministro Carlos Ayres de Britto, disse entender que a Justiça Eleitoral tem o poder de apreciar os pedidos de registro de candidatura a cargo público na perspectiva da vida moral pregressa do político. Infelizmente, Britto foi voto vencido. Isso quer dizer que aqueles velhos e viciados políticos com um caminhão de processos nas costas voltarão a pedir votos com o argumento que são as pessoas mais honestas do mundo. Portanto, fica tudo como dantes no quartel de Abrantes. Êta brasilzão sô!

Ouvido de mercador

O deputado estadual Venâncio Fonseca (PP) ameaçou recorrer à Justiça para que alguns secretários sejam obrigados a fornecer as informações solicitadas pela Assembléia Legislativa. O pepista condenou a atitude daqueles secretários que não ligam para os ofícios do Parlamento pedindo informações com base em requerimentos aprovados pelos deputados. Esse comportamento, advertiu Venâncio, pode implicar em denúncia por crime de responsabilidade. “A Assembléia precisa ser respeitada”, reage Fonseca.

Partidos em baixa

Pesquisa pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) indica que 72% dos entrevistados não confiam nos partidos políticos. Na pesquisa, foram avaliadas 17 instituições. Entre elas, as Forças Armadas se destacaram, com um nível de confiança de 79%. Em seguida, vêm a Igreja Católica (72%) e a Polícia Federal (70%). Foi incluído também no estudo um levantamento sobre o conhecimento da forma de funcionamento do Poder Judiciário. Os dados indicam que apenas 8% dos entrevistados afirmam conhecer bem o funcionamento da Justiça.

Clima quente

Vai ser quente o Encontro Municipal que o PT realizará em Aracaju no próximo sábado (14). É que filiados de várias tendências discordam de alguns projetos de aliança que vêm sendo costurado pela cúpula do partido. Um exemplo é a acertada coligação proporcional com o PPS, que deverá apresentar como candidato a vereador o ex-deputado federal João Fontes. Petistas mais radicais garantem que vão lutar até o fim para evitar que Fontes se beneficie da legenda petista. Pelo visto, a briga vai ser boa.

Pedindo recursos

O governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), saiu satisfeito da reunião que teve ontem com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. O petista foi pedir prioridade à tramitação dos pleitos de Sergipe, especialmente o empréstimo de 20 milhões de dólares junto ao Banco Mundial para o Programa de Combate à Pobreza Rural (PCPR). São recursos da ordem de US$ 20 milhões para ações no meio rural sergipano, principalmente para a agricultura familiar e para comunidades. Segundo Déda, o ministro se mostrou receptivo ao pleito.

Estreante na tribuna

Desde que assumiu o mandato no dia 21 de maio passado, a deputada estadual Maria Luiza Ribeiro (PT do B) ocupou ontem, pela primeira vez, a tribuna da Assembléia Legislativa. Ela cobrou a conclusão de uma obra do governo estadual no povoado Estancinha, em Lagarto. Segundo a parlamentar, no local existe uma placa, mas os serviços não foram iniciados ainda. O projeto, explicou Luiza Ribeiro, vai garantir o abastecimento de água para toda a comunidade do Estancinha e povoados próximos.

O sucesso do Pregão

A participação das micro e pequenas empresas de Sergipe nas compras governamentais cresceu 616% em 2008. Enquanto em dezembro do ano passado apenas 6% das compras do Estado foram realizadas junto a micro e pequenas empresas, em maio de 2008 esse percentual alcançou 43%. No total, as empresas sergipanas de todos os portes já representam 63% do valor arrematado pelo governo nas compras por pregão eletrônico em 2008. Entre janeiro e maio deste ano, o Executivo pagou R$ 20 milhões a empresas sergipanas em pregões eletrônicos, registrando um aumento de 30% em relação a dezembro do ano passado.

Contra novo imposto

O Fórum Empresarial de Sergipe decidiu, por unanimidade, condenar a criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS). Reunidos ontem (10) no Hotel Aquárius, os empresários concluíram que, ao tentar criar um novo imposto, o governo federal desmoraliza a proposta da reforma tributária. Segundo o presidente do Fórum, Aroldo Franca, a classe empresarial sergipana está muito preocupada com a contínua expansão da carga tributária brasileira, que se constitui em um enorme inibidor do crescimento econômico.

Quer ficar rico?

Quem sonha em ganhar um prêmio milionário devem correr até uma lotérica nesta quarta-feira (11) e apostar na Mega-Sena. A principal loteria brasileira está acumulada e pode pagar R$ 16 milhões para quem acertar os seis números do concurso 977. Aplicado na poupança, o prêmio renderia cerca de R$ 92 mil por mês. O sorteio será às 20 horas de hoje. Boa sorte!

Comentários