Um clima eleitoral sem empolgação

0

2018 já chegou e com ele as expectativas das eleições de outubro próximo, nada porém parece indicar essa proximidade, tanto no âmbito federal, como nos Estados em particular. Tomemos como exemplo, aqui em Sergipe: há muito tempo não se vê um clima eleitoral tão sem vibração como agora. Ainda se discute quem vai ser ou quem pode ser candidato a governador e senador, tanto pelo lado do governo quanto pela oposição. Pela situação já foi lançado o nome do Vice-Governador Belivaldo Chagas, mas há quem aposte que até maio, no mais tardar junho, esse candidato será rifado, porque ele não conseguiu empolgar as massas dos eleitores. Sugerem-se vários nomes para substitui-lo, mas o nome principal é mesmo o do Secretário da Saúde, Sr. Almeida Lima, que tem atuado como uma espécie de Primeiro Ministro no Estado: manda e desmanda até em outras secretarias que não a sua. Almeida Lima seria a garantia de vitória para as hostes do governo? Na opinião deste jornalista, não, porque talvez ele seja um dos políticos sergipanos com mais índice de rejeição junto à opinião pública. Vice o recente episódio em que uma jornalista o acusou de assédio sexual e não apareceu uma viv´alma para defendê-lo. Na chapa liderada por Belivaldo quem seria o candidato a Senador? Cita-se sempre o nome de Jackson Barreto mas ele até agora não disse claramente que é candidato ao Senado. Jackson é do PMDB, agora MDB, mas o Presidente da República que integra a mesma sigla certamente não traria sua voz ou suas ações de governo para defender o atual governador. Pela Oposição, os pretensos candidatos batem cabeça: afinal quem será o candidato a governador? Eduardo Amorim, André Moura ou o Senador Valadares? Tá complicado aí também. Amorim cumpre um mandato desenhador absolutamente medíocre. Ninguém quer apostar em Valadares atualmente por conta do fato que ele se tornou  muito teimoso. Resta André Moura. Este aposta no belo momento que atravessa, como líder do Governo no Congresso Nacional. Mas teme pelo que poderá lhe acontecer por causa dos processos que correm na Justiça contra ele. Ninguém lhe garante – acredito que nem mesmo Temer – que lá prá frente alguns desses processos não vão lhe fazer cócegas. Também na oposição fica a dúvida: quem vai levantar a bandeira do Senado? Valadares que já está no terceiro mandato e por isso gostaria imensamente de voltar a ser governador para ter o que fazer e não ficar tuitando o tempo todo ou o próprio Amorim que adoraria mesmo é ser candidato a Governador. Nesse caso, o deputado André Moura tem mais cacife para ir às urnas, mas aqueles processos… sabe como é, né?

Lula à procura de um atentado

O jornal “O Globo” edição de domingo, baseado em informações do jornal “O Paraná”, diz com todas as letras que o ex-Presidente Lula está sonhando com um atentado que o tire, honrosamente, da corrida eleitoral. “Vítima de um atentado, Lula seria elevado à condição de mártir (o que tem buscado incansavelmente país afora), tentaria manter sua honra inabalada e manter o discurso de golpe e ainda daria ao PT a “liberdade de pôr outro nome na disputa”, sem contar que tudo isso teria grande apelo emocional durante a campanha para assegurar a vitória nas urnas”, diz o jornal ‘O Globo”. Tais fatos e a macabra intenção estariam em adiantado estágio de discussão nas hostes petistas. Planeja-se também um ataque as torres de transmissão e distribuição de energia elétrica, com o claro objetivo de isolar a região de Porto Alegre e fazer valer a versão de atentado. O setor de inteligência da Polícia Federal estaria monitorando todos os movimentos do MST, que seria o encarregado de neutralizar as torres de transmissão e distribuição de energia elétrica.

S. Cristóvão tem candidatos demais

Vejam como são as coisas: município pequeno até em número de eleitores, São Cristóvão está às voltas agora com quatro candidatos a deputado federal. São eles: Alexandre Figueiredo, o filho do ex-vice-governador Benedito Figueiredo,  Nélio Miguel Jr., um neófito em política mas que conseguiu o apoio do diretório municipal do PSD, os dois pela oposição ao Prefeito Marcos Santana. Pela situação, também são dois candidatos: Fábio Reis, do MDB e João Daniel, do PT. A Oposição ao Prefeito está apostando num rompimento do vice-prefeito Adilson Junior, que é irmão do Secretário de Turismo, Fábio Henrique o que desestabilizaria um pouco a administração atual do Prefeito.

Forum empresarial de drones
No dia 14 de maio próximo será realizado em São Paulo o V Forum Empresarial de Drones, um dia antes do início da feira Drones Show que acontece também na capital paulista, de 15 a 17 de maio. A expectativa do evento é ter a presença de órgãos reguladores, além de representantes de empresas privadas e públicas, compradores e contratantes de drones e Inteligência embarcada, além de prestadores de serviços.

Calçadas perigosas para idosos

Os passeios de Aracaju, em todos os bairros, estão cada vez piores. As calçadas não são passíveis de fiscalização pela Prefeitura e o resultado é o que se vê: enormes buracos nas proximidades das linhas de água e esgotos dessas calçadas. É uma situação de quase calamidade pública. Andar pelas calçadas de Aracaju, seja em que local for, no centro ou nos bairros, é uma temeridade para os idosos que se vêem no risco de quadras e t5ropeços indesejáveis. E então, Sr. Prefeito, quando será que a Prefeitura vai prestar atenção às calçadas?

Ratinho detona a Globo

Repercutiu nacionalmente as declarações do apresentador Ratinho de que nunca se viu tantos homossexuais nas novelas da Globo. “É viado nas novelas das seis, das 7 , das 9 e até nos seriados que vêm depois. Tem até uma novela sobre o Cangaço, onde também há homossexuais em cena. E questiona: “Já havia viados nos tempos do Cangaço?”

Viagem a Porto Alegre

Já há sergipanos petistas se movimentando para ir a Porto Alegre, no dia 24 próximo, quando vai se dar o julgamento, em segunda instância pelo TRF da 5ª Região, do ex-Presidente Lula. Os sergipanos iriam em ônibus fretado. O difícil vai ser assistir o julgamento em virtude da multidão que vai estar por lá e as autoridades de segurança não querem saber dessa multidão por perto. Melhor talvez seja ficar mesmo por aqui e assistir tudo via televisão…

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários