Uma aventura de Adamastor

0

Naquele dia, um dia claro e cheio de sol, o Senhor Adamastor, montado no seu cavalo branco, que possuía belas manchas negras que combinavam com suas grandes e sedosas crinas, fora bastante generoso com seus serviçais. Dera folga aos mesmos, que entornavam jarras de vinho tinto e comiam na Taverna do Leão Azul, no Sul da Inglaterra.

O Senhor estava enfastiado de tantas lutas e guerras e das muitas mulheres que corriam para os seus possantes braços. Dentro do peito, em segredo, ele nunca esquecera Dulcídes, a de tranças negras.

De repente, um grito:”acorda, preguiçoso, vá prender o jumento na carroça!”Levantou-se assustado, temia perder o trabalho de catar papel velho e latinhas. Juntou os trapos em um canto da estrebaria e foi retirando as remelas dos olhos. O sonho fora movimentado e bonito, hoje não seria o mesmo homem.Acendeu uma ponta de cigarro amassado.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais