União contra fome

0

O prefeito de Poço Redondo, frei Enoque Salvador (sem partido), considerou muito importante quando ouviu do governador João Alves Filho (PFL), semana passada, uma frase que considerou muito importante: “não posso acreditar que a miséria de um povo possa ser apresentada para fazer política”. Esta é uma realidade que Enoque ainda não tinha ouvido de um governante do Estado ou pensava que esse tipo de pensamento não existisse distante daqueles que sentem, na pele, a necessidade de um prato de comida ou um simples copo de água para beber. O deputado João Fontes (PT), que saiu de Aracaju para levar membros dos sem terra no alto sertão, revelou que a situação de miséria vem se agravando, de tal forma que todos devem se unir em favor de uma população que já fez da esperança desespero. Durante a conversa que o deputado federal João Fontes teve, ontem, com o prefeito de Aracaju, Marcelo Déda (PT), o assunto foi muito além de um simples gesto parlamentar, de se colocar à disposição da Prefeitura para apresentação das emendas orçamentárias e os interesses do Plano Plurianual, mas também para fazer uma convocação contra o estado de miséria em que vive a maioria do povo que reside no alto sertão sergipano. Realmente é de cortar coração. João acha que está na hora de todos os políticos, que tenham compromissos sociais, se unam para evitar que esta situação de miséria se perpetue, sob a complacência e indiferença das pessoas que podem tomar uma posição séria para reduzir o índice de pobreza que envergonha o próprio Estado e os homens que têm responsabilidade para com ele. João defende “um cinturão pluripartidário em Sergipe, para que todos dêem sua participação contra a sede e a fome”. O deputado João Fontes sugeriu que o governador João Alves Filho, o prefeito Marcelo Déda, toda as bancadas estadual e federal, se dessem as mãos para trabalhar em favor dessa gente, que não tem mais a quem apelar. Segundo João Fontes, o dinheiro ficar contingenciado pelo Governo Federal, enquanto uma legião de famintos está à beira da morte por inanição é uma desumanidade. Fontes fez um apelo para que Marcelo Deda fosse ao ministro da Reforma Agrária, Miguel Rosseto, tentar liberar recursos do Incra, para resolver problemas de terras existentes no sertão sergipano. O governador João Alves Filho parece disposto a fazer sua parte, porque vai modificar o Projeto Califórnia, que hoje só produz quiabo, para tentar a fruticultura, dentro dos padrões de Joazeiro e Petrolina. Para o deputado federal João Fontes, “ninguém deve tirar proveito da pobreza para fazer política”. Depois de conversa com o prefeito Marcelo Déda, o deputado federal João Fontes esteve com o empresário João Alves Neto, com o objetivo de fazer uma conclamação para que todos se somem, em busca desse objetivo: se unir para combater a fome. O deputado acha que a política eleitoral deve dividir bem os palanques e cada qual tentar eleger seus candidatos e disputar com a força natural que exige qualquer pleito. Mas ao descer dos palanques, com o resultado definido, é da responsabilidade de todos o bem estar da sociedade, principalmente os que não têm esperança nem de encontrar um prato de comida. João Fontes também conversou com a então secretária de Combate à Pobreza, senadora Maria do Carmo Alves, em seu gabinete na antiga LBA. Colocou-se à disposição para o trabalho contra os excluídos, os famintos, os desnudados: “esse é um papel importante para o governante, para o legislativo e para todos que têm compromisso com uma vida digna para o cidadão”, disse ele. João Fontes não esconde que continuará o seu trabalho político em Brasília, defendendo os seus princípios, mas que vai lutar pela unidade de todos para que se encontre alguma solução que traga menos sofrimento a gente desamparada do campo. Aliás, é um desafio que realmente merece a participação de todos os segmentos importantes da sociedade… DEMISSÃO A senadora Maria do Carmo Alves afastou-se, ontem, por volta das 10 horas, da Secretaria de Combate à Pobreza. No mesmo momento assumiu a vaga, o irmão, José Alves Neto, para continuar o trabalho. José Alves concluiu doutorado em geriatria, na Universidade de São Paulo (USP), e ao assumir a vaga da irmã fez um longo discurso. BRASÍLIA A senadora Maria do Carmo Alves viajou a Brasília ontem à tarde e reassume o Senado hoje pela manhã, reiniciando suas atividades parlamentares. Atuará nas reformas da Previdência e Tributária e com as emendas do orçamento. Maria diz que provavelmente vai ficar em Brasília até o final do ano. LOTAÇÃO O Palácio dos Despachos estava completamente lotado, de políticos e pessoas comuns, para se despedir de Maria do Carmo e aplaudir o novo secretário. No período da tarde, quando deixou Aracaju, Maria do Carmo também teve um grande número de pessoas no aeroporto. ENCONTRO O deputado federal João Fontes (PT) considerou muito boa a audiência de 60 minutos que teve com o prefeito Marcelo Déda, ontem, às 11 horas. O parlamentar colocou-se à disposição do prefeito para as emendas do orçamento – individuais e coletivas – e para acompanhar os interesses de Aracaju. GESTO O prefeito Marcelo Déda (PT) agradeceu o gesto do deputado João Fontes em procura-lo para tratar sobre problemas de interesse de Aracaju. Também considerou o encontro extremamente proveitoso…Os dois conversaram sobre pontos de vista políticos divergentes, mas preferiram não divulgar. Ocorreu de forma absolutamente respeitosa. FALCON O prefeito Marcelo Déda já disse que a professora Lúcia Falcon vai entrar em contato com o deputado João Fontes sobre o Plano Plurianual (PPA). A Prefeitura quer resolver problemas da Terra Dura, onde tem várias obras a executar, principalmente o canal. RIACHÃO Aliados do ex-prefeito de Lagarto, Jerônimo Reis (PTB), estão querendo que ele seja candidato à Prefeitura de Riachão dos Dantas. Para isso basta que ele transfira o título eleitoral para o município até o dia 30 de setembro. Jerônimo já tem casa em Riachão, o que lhe facilita o domicílio eleitoral. SAMARONE Segundo o vereador Marcélio Bomfim (PDT) o partido vai anunciar um fato político de grande repercussão. Pediu apenas que o repórter aguardasse. Segundo Marcélio, o partido também pode lançar o nome do vereador Antônio Samarone como candidato à Prefeitura de Aracaju, para disputar com Marcelo Déda (PT). JUSTIÇA O juiz de Poço Verde, Pedro Nilson, prestou queixa, na Delegacia da cidade, contra o promotor Roosevelt Carvalho, pelo desentendimento que tiveram sexta-feira. Aconteceu na delegacia, quando só estava presente um cabo da polícia. Os dois entraram em briga, com troca de tapas. Houve até saque de arma. PRISÃO O juiz Pedro Nilson, indevidamente, deu ordem de prisão ao promotor Roosevelt. É incompetente para isso, a não ser que houvesse flagrante, de crime inafiançável. Só quem pode dar ordem de prisão a um promotor é o Tribuna de Justiça, como acontece com os juizes. Ontem os dois prestaram depoimento nas corregedorias. DELEGADO Sexta feira passada, por ordem do presidente em exercício, desembargador Roberto Porto, um delegado especial se deslocou a Poço Verde. Tinha determinação de lavrar o acontecimento e apurar tudo, não só o que praticou o promotor, como o que fez o juiz. HELENO Segundo uma influente fonte do PPS, o deputado federal Heleno Silva (PL), teria conversado longamente com Roberto Freire (PPS) e convidado para ingressar no partido. Sábado passado, em reunião do diretório em Aracaju, houve consulta sobre a filiação de Heleno no partido e todos concordaram sem problemas. DIFÍCIL A maioria dos membros do próprio PPS acha difícil Heleno Silva se filiar aos socialistas, porque ele já explicou ao partido o seu voto contra a Reforma Tributária. Além disso, Heleno tem o Diretório do PL nas mãos e não vai perder isso para ser apenas um membro do PPS em Sergipe. EXPLICAÇÃO O deputado Heleno Silva confirmou, ontem, a conversa com Roberto Freire, mas negou que estivesse se filiando no PPS. Disse que o PL tem 64 diretórios no interior, com lideranças importantes e admitiu que se tivesse de deixar os Liberais optaria pelo Partido dos Trabalhadores. REDUÇÃO O deputado federal Mendonça Prado está coordenando bloco na Câmara, que vai analisar as PECs que reduz os números de vereadores nos municípios. Existem 175 emendas pedindo a redução e a PEC 353 iria ser votada na semana passada n CCJ. Não o foi por que Mendonça Prado pediu vistas. Notas SÉRGIO O deputado federal Heleno Silva (PL) revelou, ontem, que o presidente da Câmara Municipal de Aracaju, Sérgio Góes (PSDB), pediu prazo até 10 de setembro para filiar-se ao Partido Liberal. Como isso não aconteceu até agora, o PL passa a imaginar que o vereador vai se manter onde está. Quanto a uma conversa com o grupo da primeira dama, Leonor Franco, o deputado disse que deve acontecer até o final de semana, para que seja definida uma posição. Até o momento não houve novo contato. ALIANÇA O PMDB e PDT estão tentando uma aliança para as eleições proporcionais de 2004. O secretário regional do PMDB, deputado Augusto Bezerra, tem conversa muito com seu colega Garibalde Mendonça (PDT). Tudo para acertar com o senador Almeida Lima as conversações para uma aliança. Os dois partidos estão conscientes de que só conseguirão eleger mais vereadores para a Câmara Municipal, se permanecerem unidos em coligação, embora possa indicar candidatos majoritários à Prefeitura. AUSÊNCIA O advogado José Cláudio, que tem como cliente o ex-deputado Antônio Francisco, disse que provocou uma certa irritação a algumas autoridades, quando disse que Antônio Francisco estava ausente. Ele sustenta a versão: “só pode ser fugitivo quem estava preso, mas quem livremente, apenas se ausentou”. Profissional dos mais respeitados, José Cláudio também se refere a Floro Calheiros: “é quase um ausente, porque estava quase solto”. Cláudio espera o julgamento do hábeas corpus em favor do ex-deputado a qualquer momento. É fogo O vereador Fabrício Soares filiou-se, ontem, ao PFL de Estância, partido pelo qual vai disputar a reeleição. Fabrício filiou-se ao PFL atendendo a pedido da senadora Maria do Carmo Alves e só se filiou depois de uma longa conversa com o ex-deputado Carlos Magno. Pela popularidade com que Fabrício Soares adquiriu em Estância, é possível que tente uma candidatura majoritária no próximo ano. Atenção: o bem explicado dossiê que seria enviado pelo fugitivo Floro Calheiros já chegou a Aracaju. Ainda não foi repassado à imprensa. O deputado federal Enéas, presidente do Prona, esteve em Aracaju há 15 dias e se hospedou em um hotel da orla. Passou dois dias… As viaturas policiais do interior, só recebem combustível do Estado, quando vêm a Aracaju em alguma missão. Vivem às custas dos prefeitos e vereadores. É esse relacionamento financeiro, que faz com que os delegados fiquem sempre à disposição dos prefeitos, porque depende deles para funcionar. Carlos Gonçalves de Araújo, o conhecido “Carlão”, que atende aos sergipanos em Brasília, recebe título de cidadão aracajuano, sexta-feira, na Câmara Municipal. O prefeito de Aracaju, Marcelo Deda, acatou como boa a sugestão do deputado João Fontes, em construir uma ponte ligando os conjuntos Inácio Barbosa e Augusto Franco. O deputado federal João Fontes acha que o Brasil deveria se espelhar na Argentina e confrontar com o FMI, mostrando as condições que tem para pagar a dívida. O deputado federal Jackson Barreto esteve no Chile desde o dia 10 passado. Foi para a solenidade dos 30 anos da morte de Allende. A Previdência Social quer recuperar R$ 15 bilhões, neste ano, em contribuições que deixaram de ser recolhidas no INSS. O Governo decidiu ceder às pressões das empresas de energia e aceitar que as tarifas das geradoras sejam reajustadas, anualmente, por um índice de preços já existente. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários