Vai com as outras

0

O PRB tem pavor de oposição. Pelo menos foi o que deixou transparecer o vereador aracajuano pastor Jony Marcos. Entrevistado pela jornalista Adriana Freitas, ele disse que o partido só vai se definir por um candidato ao governo de Sergipe, em 2014, quando o quadro estará mais claro, “pois queremos apoiar aquele vai ganhar”. Segundo o reverendo, a orientação do PRB é fechar com o candidato favorito e dar sustentação política a quem for eleito, independente de quem seja o suplicante. Bem que o partido de Jony poderia ser chamado de “Maria vai com as outras”, desde que, independente da coloração partidária, as outras sejam as vitoriosas.

Emergência

As fortes chuvas caídas em Aracaju desde domingo levaram o prefeito João Alves Filho (DEM) a decretar estado de emergência na cidade. Com a decisão, o demista espera conseguir ajuda financeira do governo federal para recuperar os estragos causados pelo temporal. João não gostou dos protestos organizados pelas vítimas das chuvas. Segundo ele, isso é coisa de vândalos.

Cobrança

Aliado político do prefeito João Alves Filho, o deputado estadual capitão Samuel (PSL) fez duras críticas ao governo do demista. Segundo o parlamentar, a Prefeitura só começou a socorrer as vítimas das fortes chuvas depois do clamor geral nos programas de rádio. “Choveu a noite toda e ninguém da Prefeitura apareceu para socorrer o povo da periferia. Até parece que o prefeito e secretário não ouviram os trovões”, reclamou Samuel.

Parados

Para protestar contra o não pagamento do piso salarial da categoria, os professores municipais de Propriá cruzam os braços nesta terça-feira. Os educadores prometem só retornar ao trabalho quando a Prefeitura resolver pagar o benefício garantido por lei. Enquanto perdurar o impasse, os estudantes vão permanecer sem aula, correndo o risco, inclusive, de perder o ano letivo.

Braços cruzados

E em Lagarto os professores da rede municipal entram em greve a partir da próxima quinta-feira. Eles exigem o pagamento imediato do salário de dezembro e do décimo terceiro de 2012. A paralisação vai durar até segunda-feira, mas se a Prefeitura não pagar o que deve, os educadores podem decidir pela continuidade do movimento por tempo indeterminado.

Violência

O número de estupros subiu 18,17% em 2012, na comparação com o ano anterior. Segundo o 7º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, no ano passado foram registrados em todo o país 50,6 mil casos, o correspondente a 26,1 estupros por grupo de 100 mil habitantes. Em 2011, a taxa era de 22,1. O documento revela que o total de estupros (50,6 mil casos) superou o de homicídios dolosos (com intenção de matar). Uma lástima!

Júri desfeito

O julgamento do juiz de Direito Francisco Melo de Novais foi anulado ontem pela Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Sergipe. Os magistrados entenderam que “o posicionamento adotado pelo Júri foi manifestamente contrário à prova dos autos”. Diante disso, concluíram pela realização de um novo julgamento. Francisco Novais é acusado de mandar matar o promotor de Justiça Valdir de Freitas Dantas.

Batistão

O secretário estadual da Infraestrutura, Valmor Barbosa, se reúne daqui a pouco com a imprensa esportiva no Batistão, que passa por reformas em sua estrutura física. O objetivo do encontro é receber, nesta etapa da obra, sugestões sobre melhorias técnicas nas partes elétrica e de lógica das cabines de rádio, televisão e nos demais espaços destinados à imprensa.

Contra mudança

A deputada estadual Susana Azevedo (PSC) garante que os moradores da Zona de Expansão estão revoltados com a decisão da Justiça considerando que aquela área pertence a São Cristóvão. Segundo ela, é preciso a união de todos para reverter a situação, pois historicamente a área em litígio sempre pertenceu a Aracaju. Susana defendeu a criação de uma comissão parlamentar para se unir à luta dos moradores.

Ameaçado

E quem será interrogado hoje na Justiça Eleitoral é o vereador de Tobias Barreto, Gilson Ramos (PSD). O parlamentar responde processo por transporte irregular de eleitores. No dia do pleito a polícia localizou no carro dirigido por ele farto material de campanha. Em caso de condenação, Gilson Ramos perderá o mandato e ficará inelegível.

Essa é do baú

No final da década de 70, o Iate Clube de Aracaju só aceitava a fina flor da sociedade. Além do salão nobre, a casa oferecia a Boate Saveiros, com música ao vivo da melhor qualidade. Um luxo exclusivo para quem tinha poder e muito dinheiro. Empresário da moda e farrista dos melhores, Wilson do Gavetão, dono de importante loja de roupas no centro da capital, resolveu escrachar a burguesia. Numa noite de gala, ele chegou à Saveiros de braços dados com Magnólia, o primeiro travesti assumido de Aracaju. “Pra mim, a nossa entrada na boate foi coisa de cinema. Wilson no melhor terno e eu de peruca loira e linda, um vestido longo vermelho brilhante e arrasando na maquiagem”, lembra Magnólia. Pense no buxixo… As dondocas subiram no salto alto, enquanto os homens queriam apunhalar Wilson com os olhos.  Com 65 anos, Magnólia contou ao blog o fim da história: “Dono de mim, cruzei as pernas de forma escandalosa e, com o ombro apoiado na mesa, divinamente decorada, chamei o garçom sem disfarçar a voz. Foi o Deus nos acuda. Pararam a orquestra e nos ‘convidaram’ pra sair. No dia seguinte, o Iate cancelou o título de sócio proprietário de Wilson. E ele nem ligou”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários