Vergonha Alese! Projeto p/ desconto mensalidades escolas é engavetado

0

 

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

O presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, Luciano Bispo, quando recebe um projeto do governo se pudesse aprovaria no mesmo minuto. É submisso demais e por isso o Legislativo de Sergipe não tem autonomia alguma. Luciano Bispo é da escola do pior governador da história de Sergipe e por isso, em Itabaiana, não se elege para mais nada. Aliás, o atual mandato está sob judice, como foi o anterior. É Sergipe Del Rey…

Em todo país, as Assembleias Legislativas vêm aprovando projetos de lei determinando aos estabelecimentos escolares descontos por três meses nas mensalidades. Aqui, desde o início do isolamento social, o deputado Gilmar Carvalho apresentou um projeto de lei com a redução de 50%. E onde ele se encontra? Engavetado pelo presidente que não se preocupa com os pais de alunos e os estudantes, mas apenas com os interesses dos empresários.

O próprio Gilmar Carvalho já declarou na imprensa que a culpa é da Alese que não coloca em votação. “Já pedi por várias vezes, mas não obtive resposta”, disse o parlamentar.

Nos outros Estados, além das Assembleias, as defensorias públicas e os ministérios públicos vêm agindo firmemente, cobrando a redução das mensalidades das instituições privadas. Por exemplo, na Paraíba, foi através da Assembleia. Em Alagoas foi através da Defensoria e no Ceará através do MPE. Os dois órgãos ganharam na Justiça o benefício da redução das mensalidades para os estudantes.

É necessário que as pessoas pressionem os deputados para votarem a favor e colocar em pauta a discussão. Indo para a pauta, ocorrerá a votação. No entanto, é preciso cobrar dos deputados que estão inertes e insensíveis à tamanha comoção e ansiedade de boa parte dos pais de alunos que estão perdendo o seu poder econômico. Deveria ser votado em caráter de urgência como em vários estados do país!

A UNIT e o Colégio do Salvador continuam insensíveis aos pleitos dos pais.

Aqui em Sergipe Del Rey é tudo diferente. É um país dentro do Brasil. É muita subserviência começando do presidente do Legislativo e vai escorrendo para todos os cantos…


Estácio oferece isenção e flexibilização pagamento de mensalidades A assessoria da Faculdade Estácio em Sergipe informou que os dois estudantes que procuraram o blog para reclamar da falta de isenção no pagamento da mensalidade não tiveram conhecimento do programa Estácio com você”, que oferece bolsas integrais e flexibilização de pagamento de mensalidades para cada mês de quarentena. A Estácio é uma das primeiras instituições de ensino a oferecer proativamente soluções financeiras para que seus alunos enfrentem o período.

Como solicitar Podem solicitar os benefícios do Programa os alunos dos cursos de graduação (modalidades presencial e a distância) renovados e matriculados no 1º semestre letivo de 2020 (20.1) e que não tenham sido beneficiados pelo Seguro Educacional, também oferecido pela Estácio. O primeiro passo para o estudante pleitear o benefício é preencher o requerimento diretamente pelo portal do aluno, no site da Estácio, declarando a renda familiar e os motivos que levaram a redução ou perda de renda familiar. O regulamento completo está disponível no site www.estacio.br/regulamentos

SE: governo determina uso obrigatório de máscaras. Aqui a PM não fiscaliza nada. Pode publicar mil desses. Os caras passam ao lado e nada fazem. Tem que ligar para o CIOSP. A obrigação do flagrante, previsto em Lei, para operadores da segurança pública, desapareceu em Sergipe…..

Situação em alguns batalhões Por outro lado, o blog foi informado que a situação em alguns batalhões é de medo por parte de alguns policiais. Alguns policiais são afastados em quarentena, os colegas tiveram contato, mas não podem realizar exames porque não têm os sintomas. Um policial definiu bem: “somos a profissão do pau e pedra, está difícil.”

Infringindo as regras Chegou a este blog, ontem à tarde, uma gravação de reunião realizada por uma determinada autoridade no centro da cidade de Aracaju. Essa reunião presencial nem deveria acontecer, pois aglomerações, por menor que sejam, devem ser evitadas por causa da pandemia do covid-19, principalmente da parte de quem deve ser exemplo. Na gravação é nítida a voz de quem conduziu a reunião. Se há coisa errada, essa autoridade também tem culpa, pois está em Sergipe desde 2015. Também este blog irá investigar uma determinação que foi comunicada aos seus subordinados. Há cheiro de proposta anormal no Ar de Aracaju. E este blog não se furtará para defender o bolso dos trabalhadores.

Ilha das Flores: prefeito e vice afastados O Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE) determinou imediato afastamento do prefeito e da vice-prefeita de Ilha das Flores, Christiano Cavalcante e Eleni Lisboa, eleitos em 2016. O julgamento dos embargos de declaração ocorreu nesta quinta-feira, 7 de maio, e atendeu aos pedidos do Ministério Público Eleitoral. Com o afastamento imediato deles, o presidente da Câmara de Vereadores assume o comando do Poder Executivo Municipal até a decisão sobre novas eleições. Mais aqui.

Itaporanga D`Ajuda: oposição vai denunciar vereador e prefeito à Procuradoria Eleitoral por uso de máquinas em propriedade privada E ontem, 07, pelas redes sociais, a oposição do município de Itaporanga D`Ajuda divulgou fotos e vídeos mostrando que na segunda-feira, 04, o vereador Jose Humberto Costa Silveira foi visto utilizando máquinas da Prefeitura de Itaporanga d’Ajuda– uma pá carregadeira e um caminhão caçamba- em uma área rural de sua propriedade, situada no povoado Rio Fundo da Cachoeira, no mesmo município. Além disso, o vídeo registrado por um morador identifica os veículos da prefeitura executando serviços na propriedade, o que caracteriza também um crime ambiental. A ação é considerada como crime de peculato, já que o uso indevido ou desvio dos bens públicos para fins particulares é crime previsto no Código Penal e também na Lei de Improbidade Administrativa. No próprio vídeo é identificada a participação do vereador Humberto, que acompanhou de perto todo o serviço. Tudo será encaminhado a Procuradoria Eleitoral conforme divulgado nas redes sociais.

Cesta básica comprada pela Prefeitura de Lagarto vem com menos de dez itens e custou mais de R$ 1 milhão Deu no Xexo Sergipano: Está causando espanto a compra de cestas básicas pela Prefeitura de Lagarto, que vai gastar mais de R$ 1 milhão para contratar uma empresa para fornecer cestas básicas com menos de dez itens para a população. A Prefeita Hilda Ribeiro não deve ter se atentado ao fato do kit não ter nem biscoito de sal, mas vai custar R$ 47 cada cesta, considerada bastante escassa de alimentos para um mês e muito cara. Conforme mostra o contrato de nº 18/2020, os recursos são do Governo Federal aos municípios para ajudar no enfrentamento ao coronavírus, porém, além de não comprar no comércio local, ajudando o povo de Lagarto nesse momento de crise, Hilda ainda adquiriu uma cesta de alimentos que não dá para uma semana na mesa das famílias carentes.

 Comparação  Os itens das cestas compradas por Hilda Ribeiro são apenas um pacote de açúcar, farinha, feijão, macarrão, óleo, café e leite em pó e dois pacotes de arroz e cuscuz. Já os itens (17) comprados pela Prefeitura de Itabaiana são dois pacotes de açúcar, dois de arroz, biscoito de sal, biscoito doce, dois pacotes de café, tempero em pó, farinha, quatro cuscuz, dois pacotes de feijão, goiabada, quatro pacotes de leite em pó, macarrão, margarina, óleo, sal, duas latas de sardinha e um vinagre. Em pesquisa rápida de mercado é possível notar que os nove itens comprados na cesta básica da Prefeitura de Lagarto daria R$ 43 se comprado em um supermercado normal, no varejo, ou seja, mais barato do que a cesta comprada pela Prefeita Hilda Ribeiro, o que é um mistério, já que os produtos listados abaixo custam essa média abaixo, se tratando das melhores marcas.

 Sem licitação Ainda em Lagarto, segundo o site O Bolo é Grande, o Ministério Público já está de olho nas destrezas da gestão da Prefeita Hilda Ribeiro, que assinou mais um contrato suspeito. Dessa vez foi a compra de máscaras (em outra cidade) com o dobro do valor adquirido por outras prefeituras. Toda matéria aqui:http://www.oboloegrande.com.br/hilda-ribeiro-compra-mascaras-de-fora-e-com-o-dobro-do-valor-de-outras-prefeituras-de-sergipe/


Petrobras e a covid-19 O número de casos confirmados de covid-19 nas atividades da Petrobras já supera o de 800 trabalhadores infectados. Além disso, há mais de 1,6 mil casos em investigação, segundo dados do Ministério de Minas e Energia (MME). De acordo com o boletim mais recente do ministério, de terça-feira, são 1.642 suspeitos; 806 confirmados e em quarentena; e 231 recuperados. O MME também atualizou os dados operacionais das refinarias, em meio à queda do consumo. Segundo o ministério, a carga global do refino vem se mantendo praticamente estável nos últimos dias, com o fator de utilização oscilando entre 62 e 63%. Ainda segundo o MME, não existe, até o momento, qualquer perspectiva de parada total de alguma das refinarias.

Defensoria Pública recomenda às operadoras de planos de saúde a não suspensão de cobertura assistencial por falta de pagamento A Defensoria Pública do Estado de Sergipe, através do Núcleo de Defesa do Consumidor, expediu Recomendação para que as operadoras de planos de saúde não rescindam contratos ou suspendam atendimento por falta de pagamento às pessoas integrantes de grupos de risco da doença Coronavírus (Covid-19), enquanto perdurar o contexto de pandemia.

Reajustes Nos pedidos, a Defensoria Pública pleiteia também que as operadoras se abstenham de aplicar, para os planos de adesão coletiva, percentuais de reajustes exorbitantes e sem prévia e completa demonstração para o usuário, da forma de cálculo atuarial, com descrição e comprovação de todos os parâmetros utilizados para a composição deste, não se valendo apenas de informações genéricas de aumento da sinistralidade em decorrência da pandemia da COVID19, tendo em vista ser vedado ao fornecedor de produtos ou serviços colocar o consumidor em situação de desvantagem exagerada, na forma do artigo 51, § 1º, do Código de Defesa do Consumidor, bem como se abstenham de negar cobertura assistencial de internação hospitalar, sobretudo em unidade de terapia intensiva, para os usuários atendidos nas unidades de pronto atendimento credenciadas ou conveniadas em que exista prescrição médica neste sentido, tendo em vista que, em situações de emergência e urgência, na forma do artigo 12, inciso V, alínea “c”, da Lei dos Planos de Saúde, o prazo máximo de carência é de 24 (vinte e quatro) horas e que o artigo 35-C da referida Lei determina ser obrigatória a cobertura assistencial nos casos de “emergência, como tal definidos os que implicarem risco imediato de vida ou de lesões irreparáveis para o paciente.

Adoecimento dos profissionais de saúde por Covid-19 Na  quarta-feira, 06, a clínica Onco Hematos promoveu em seu instagram mais uma live, desta vez com o tema “O Adoecimento dos Profissionais de Saúde por Covid-19”. O oncologista clínico da Onco Hematos, Miguel Tenório, conversou com o Dr. Fernando Zamprogno, oncologista clínico e coordenador da Oncologia da Rede Meridional (Espírito Santo). Zamprogno falou sobre o processo de adoecimento dos profissionais de saúde e contou sobre sua experiência pessoal de enfrentamento à doença. “Infelizmente não dá para saber de onde eu possa ter me contaminado. Como eu me vacinei em 25 de março contra a H1N1, dois dias depois eu senti dor muscular, e relacionei os sintomas com a vacinação. Talvez por ter sintomas e relacionado com a vacinação, eu não desconfiei nas primeiras semanas que estava com Covid. Até que no dia 3 de abril comecei a ter tosse seca e, a partir desse momento, pensei na possibilidade de estar contaminado. Nesta mesma semana já estávamos em medidas de segurança no hospital, tanto para cuidar dos pacientes como dos profissionais. A tosse foi intensificando e senti muita fraqueza, indisposição e dificuldade de me alimentar. Então decidi fazer a coleta para testagem de Covid-19 em minha casa e deu positivo”, informou.

Adoecimento dos profissionais de saúde por Covid-19 II Durante a live, Dr. Miguel comentou o crescente número de profissionais contaminados em Aracaju e questionou o Dr. Fernando se há um aumento perceptível nos últimos dias do número de profissionais de saúde contaminados com a Covid-19 no Espírito Santo. “Sim. Estamos gerando relatórios diários de colaboradores e de pacientes contaminados e suspeito. Desde o começo da pandemia até a noite de ontem, já acumulamos 176 colaboradores afastados do trabalho ou por suspeita ou por contaminação, felizmente todos com sintomas leves. Mas, infelizmente, esse número de pessoas afastadas quebra a linha de assistência, sobrecarregando os outros profissionais envolvidos. Eu fui um dos primeiros casos do hospital e nos últimos dias o número veio aumentando e nós profissionais de saúde sempre estamos muito expostos. Essa semana, perdemos um colega de faculdade, o Maurício Naoto, era infectologista da Fiocruz, 41 anos, obeso e hipertenso, que acabou falecendo há dois dias por Covid e ficamos bastante tristes com a notícia”, destacou o oncologista.

Assistência aos pacientes oncológicos Dr. Miguel também destacou a atuação da Onco Hematos para continuar atendendo os pacientes oncológicos seguindo todas as recomendações de segurança, realizando videoconferência com o corpo clínico. Sobre o assunto, Dr. Fernando destacou que a grande preocupação com a chegada do novo coronavírus é que muitos casos de câncer estão deixando de ser diagnosticados durante essa pandemia e isso pode acarretar casos mais graves da doença. “O paciente oncológico já tem um cuidado especial, a vida dele já tem muitas restrições e estamos conseguindo treinar bem os pacientes sobre os cuidados para não se contaminar. A gente tem discutido caso a caso, quando é possível, de adiar um pouco o tratamento. O problema é que ainda há pacientes em casos avançados que não podem ser interrompidos”, disse o oncologista do Espírito Santo.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Muito feio e estranho Um jurista renomado de Sergipe analisou ontem, 07, que ficou muito feio e estranho para a Promotoria do Patrimônio Público, do Ministério Público Estadual, o arquivamento da representação do pedido de investigação da empresa de Téo Santana para a construção do Hospital de Campanha de Aracaju. “Nos bastidores não se comenta outro assunto. Se os recursos destinados são federais, porque o MPE não encaminhou para quem tinha competência, ou seja, o Ministério Público Federal? Todos precisam tomar conhecimento de que quando há recurso federal envolvido apenas MPF, Polícia Federal e CGU podem investigar”, explicou o jurista. Pelo jeito este assunto não morrerá agora…


PELO E-MAIL E FACEBOOK

ARTIGO 

O presidente “Camicleta” Por Paulo Costa Neto

Flávio Migliaccio se despediu da vida aos 85 anos com a certeza de que viver nesse país, não valia mais a pena. Flávio não era comunista nem pegou em armas contra a ditadura, mas sofreu na pele a censura contra a sua classe e deve ter pressentido os fantasmas se manifestando mais uma vez.

Flávio era ator, diretor, roteirista e nas horas vagas também era cartunista. Interpretou personagens que ficaram marcados na memória dos adultos, mas também das crianças. Um dos seus personagens infantis mais icônicos foi o Xerife da dupla Shazan e Xerife. Um programa infantil da década de 70 exibido na TV Tupi e depois na Globo. A serie “As Aventuras de Shazan e Xerife e Cia” contava a historia de dois mecânicos que rodavam o Brasil em busca de uma “peça mágica” que faria voar uma bicicleta.

Os dois aventureiros rodavam num caminhão velho apelidado de Camicleta (mistura de caminhão e bicicleta) com uma frase emblemática no para choque (Conserta tudo até coração). A “Camicleta” andava sem necessidade de motorista e tinha vontade própria, além de ser egoísta, voluntariosa e indisciplinada. Shazan e Xerife é que impunham limites aos arroubos infantis e, frequentemente, davam lições de moral e ética ao “carrinho”.

O programa não trazia mensagens subliminares contra a ditadura, mas retratava um Brasil miserável (o personagem Xerife era órfão e analfabeto) que sonhava chegar em São Paulo para realizar o sonho de construir a bicicleta voadora. Era o inicio do “milagre brasileiro” que levou as cidades a se desenvolverem sem planejamento relegando aos “pobres” o espaço periférico e sem infra estrutura.

Flávio (Xerife) deve ter assistido pela TV o desatino de alguns pedindo a volta da ditadura e logo teve pesadelo. Ouviu as falas do próprio presidente e deve ter sentido o cheiro de pólvora no ar que, nem de longe se assemelhava ao cheiro do escapamento da sua “Camicleta”. Era o mau hálito da ditadura.

Nota de Esclarecimento – senador Alessandro Vieira

Eu estou do lado da verdade. Estou do lado da Polícia, do Ministério Público e da Justiça Federal. Desconfie de quem precisa atacar esses órgãos para esconder suas culpas. De quem repete o roteiro de tantos outros investigados e condenados famosos. De quem vive da mentira.

No mês de julho de 2019 fui alvo de uma ataque criminoso sofisticado. Coisa de bandido organizado. Alguém criou um site falso, imitando um site de notícias local, e nele postou uma entrevista totalmente falsa usando meu nome. Logo que tomei conhecimento, através do dono do site verdadeiro, fiz o que uma pessoa de bem deve fazer: busquei a Polícia e informei a situação.

Não apontei suspeitos, até porque não tinha nenhuma suspeita naquele momento. Apenas aguardei o trabalho da polícia de maior credibilidade do país, a Polícia Federal.

No último dia 05, vi pela mídia a notícia de uma ação de busca e apreensão na residência de um deputado estadual, supostamente envolvido nessa rede criminosa de fakenews.

Para uma ação deste tipo acontecer, é preciso que polícia, ministério público e justiça concordem com a sua necessidade. Estariam todos eles errados?

Sigo fazendo exatamente o mesmo: esperando que a Justiça mostre a verdade e puna os criminosos. Quem tem a verdade a seu lado não tem motivo para preocupação.

Sigo, da mesma forma, dedicando meu tempo a trabalhar por Sergipe neste momento de crise grave. Atuando para garantir recursos indispensáveis e para fiscalizar a correta aplicação destes recursos. Cuidando das pessoas.

Quem vive da mentira e do ódio vai receber sempre a mesma resposta: não tenho tempo para gente assim. E aqueles que cruzam o limite da legalidade e da liberdade de expressão responderão pelos seus crimes.

Senador Alessandro Vieira


Bancários e trabalhadores da Caixa são vítimas de intolerância e agressões

Com a tarefa de efetuar o pagamento do auxílio emergencial concedido pelo governo federal a 50 milhões de beneficiários em 20 dias, os bancários da Caixa formam um grupo de trabalhadores que estão expostos à contaminação pelo Coronavírus (Covid-19) e têm sido vítimas de agressões por parte da população.

Seja porque não tem direito ao benefício ou pela lotação das agências que gera filas e demanda espera pelo atendimento, bancários estão sendo agredidos. No Rio de Janeiro já são 3 bancários mortos pelo Coronavírus, 3 óbitos em São Paulo, 3 bancários que faleceram no Pará, 1 no Amazonas, 1 no Espírito Santo e 1 na Bahia, totalizando até o momento em todo o Brasil o falecimento de 11 bancários pelo Coronavírus.

Como se não bastasse toda a exposição à doença, no Amazonas 1 bancário recebeu um soco no ouvido enquanto estava trabalhando e em Sergipe 2 agências bancárias foram incendiadas no dia 30 de abril. Felizmente o incêndio foi controlado e não houve nenhum ferido. Mas os bancários da Caixa não podem continuar sendo desrespeitados e violentados durante o exercício de sua jornada de trabalho.

A Associação do Pessoal da Caixa (APCEF/SE) vem a público repudiar com veemência toda ação violenta contra os bancários da Caixa. E da mesma maneira expressa o repúdio contra o presidente da empresa Pedro Guimarães que além de não garantir condições de trabalho seguro aos bancários, quer atropelar o acordo coletivo para obrigar os bancários a trabalharem no final de semana e não tenham direito a uma jornada diária de trabalho de até 8h. A Associação do Pessoal da Caixa responsabiliza a empresa pelos 11 bancários mortos porque se contaminaram durante a jornada de trabalho e repudia a declaração de Pedro Guimarães de que a exposição dos bancários da Caixa irá aumentar para além dos direitos trabalhistas há muito conquistados.

Quanto à declaração infeliz do presidente da Caixa, a APCEF/SE reitera as palavras de Sérgio Takemoto, presidente da Fenae (Federação das Associações do Pessoal da Caixa). “A Caixa está tentando impor uma condição de trabalho absurda. Foi o governo quem centralizou o atendimento, criou uma grande burocracia e demorou a autorizar o benefício. As filas são uma consequência infeliz da falta de organização do governo. Apesar disso, os bancários estão arriscando suas vidas para trabalhar, e essa responsabilidade não é deles”, afirmou.

A APCEF/SE faz um apelo para que os veículos de comunicação de Sergipe ajudem na difusão de informações vitais neste período de pandemia do Coronavírus para que só procurem a Caixa Econômica aquelas pessoas que realmente têm direito ao benefício. O acesso às agências só pode ocorrer com a devida proteção através do uso de máscaras. E nestas ocasiões é fundamental ressaltar que a população deve agir com paciência, educação e respeito a estes profissionais que diariamente arriscam suas vidas atendendo centenas de cidadãos brasileiros.


PELO TWITTER

www.twitter.com/Macielfn Lockdown no Brasil é grife europeia . Na verdade, com o grau de miséria social aqui, lockdown será como se fazia na idade média: emparedar pessoas contaminadas fingindo amor a vida. Brasil não é Islândia ou Nova Zelândia.

www.twitter.com/andretrig No dia seguinte à mais um recorde de óbitos pela Covid-19 no país, à divulgação de um estudo da USP que aponta o Brasil como sendo o novo epicentro da pandemia no mundo, c/a expansão assustadora do coronavírus por aqui, empresários da indústria pedem retomada da economia. #ops

www.twitter.com/frednavarro Os 8.536 mortos (até ontem) pelo #COVID não poderão mais comprar carros nem abastecer no posto Ipiranga.

www.twitter.com/sergiotodoprosa Enquanto o número de mortes explode e pessoas próximas a nós vão tombando, a pandemia consegue ser notícia secundária nos anais de um país submetido a um governante ridiculamente disfuncional. Ainda bem que pelo menos temos o… —> Dicionário analógico

 

www.twitter.com/profanselmoAlguém precisa dizer a Bolsonaro que o Judiciário não age sem provocação por meio de uma ação judicial. Levar comissão de empresários ao STF é inadequado e mostra que o chefe do Executivo desconhece o papel do Poder Judiciário.

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter


Frase do Dia
“A verdade sai do poço, sem indagar quem se acha à borda.” Machado de Assis, 1865.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários