VIII FÓRUM SERGIPANO DE CONTABILIDADE

0

Será realizado nos dias 2 e 3 de julho de 2004, o VIII Fórum Sergipano de Contabilidade no Centro de Convenções da Sergipe. Mensagem Nos dias 1 e 2 de julho o Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe realizará mais um grande evento da classe contábil. Trata-se do VIII – Fórum Sergipano de Contabilidade, que terá como tema central: “A Importância da Contabilidade no Desenvolvimento Social”. A Contabilidade vive um momento especial, onde a sociedade exige cada vez mais clareza nos dados e nas informações. Com palavras atuais, voltadas aos profissionais que militam nas áreas pública e privada, professores, acadêmicos e outros segmentos as área. Contamos com sua presença Cordial abraço; Contador Carlos Henrique Menezes Lima Presidente Programação Dia 01/07/2004 19:30 – Solenidade de Abertura Mensagem de boas vindas do Presidente do CRCSE aos participantes. Lançamento do V Encontro Nacional da Mulher Contabilista. 20:00 – Palestra: A Participação da Mulher Contabilista nas Entidades Classe. Palestrante: Contadora Silvia Mara Leite Cavalcante Bugarim – Presidente da Fundação Brasileira de Contabilidade. 21:00 – Coquetel de Boas Vindas. Dia 02/07/2004 9:00 h – Palestra: A Perícia Contábil Palestrante: Contadora Silvia Mara Leite Cavalcante – CRCMT/Conselheira do CFC Coordenador: Contador Edmar Sombra Bezerra – Presidente do CRCBA. Debatedores: Contador Carlos La Roque Conselheiro do CRCRJ e Contador Sebastião Célio Costa Castro – Presidente do CRCTO. 10:30 h – Intervalo 10:40 h – Palestra: A Importância da Contabilidade para a Gestão Governamental Palestrante: José Luiz Marques Barreto – Conselheiro CRCDF Coordenador: Contador Moacir Silva Mota – CRCSE Debatedores: Contador Edson Franco de Moraes – Vice–presidente de Fiscalização do CRCPB e Contador Nelson Mitimasa Jinzenji – Presidente do CRCPE. 14:30 h – Palestra: O Profissional de Contabilidade e seu Desenvolvimento Político Social. Palestrante: Contador Enory Luiz Spinelli – Presidente do CRCRS. Debatedores: Contador José Raulino Castelo Branco Filho – Presidente do CRCPI e Contador Carlos Henrique do Nascimento – Presidente do CRCAL. 15:40 h – Intervalo 16:00 h – Palestra: Marketing para Serviços Contábeis Palestrante: Adm. Kleverton Melo de Carvalho – SE Coordenador: Contadora Sandra Elvira Gomes Santiago Debatedores: Contador Amâncio Ferreira dos Santos – Presidente do CRCCE e Contador João Alfredo de Souza Ramos – Presidente do CRCES Investimento: Profissional R$ 30,0 Estudantes R$ 15,0 Informações na sede do CRCSE ou pelo fone: (79) 211 6812/2650. Com Roseane. Publicação de Suspensão de Contabilistas O Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe, no uso de suas atribuições, faz saber que os Contabilistas abaixo mencionados foram penalizados com Suspensão do Exercício Profissional, conforme o art. 30 DL 9295/46, por meio das Deliberações abaixo mencionadas, homologadas pelo Conselho Federal de Contabilidade em 23/01/04 e12/02/04. Nº CRCSE/NOME/Nº PROC./Nº DELIB 3456/0/Eva Rodrigues de Almeida/198/01/0112/2004 2716/0/Coldomir Oliveira Santos/250/01/0107/2004 2043/0/Gilvan Silva/18/02/0142/2004 4206/0/Antônio Carlos Soares Lima/116/02/0156/2004 4328/0/Conceição Charlane V M Barbosa/145/02/0122/2004 4223/0/Josefa Marlene Lima Santos/200/02/0124/2004 4564/0/João Penedo dos Santos/257/02/0159/2004 3613/0/Edvaldo Amâncio dos Santos/270/02/0158/2004 2949/0/Marta Eugenia Arce Dantas/243/01/0387/2004. X Seminário de Contabilidade O Conselho Regional de Contabilidade do Ceara, realizara no período de 23 a 25 de junho de 2004, no Centro de Negócios do SEBRAE, o X Seminário de Contabilidade do Estado do Ceara que terá como tema: “Contabilidade: Atualização, Qualidade e Competência”. Maiores informações: Conselho Regional do Ceará – Av. Da Universidade, 3057 – Benfica – Cep. 60020-181 – Fortaleza – CE Tel. (85) 455 2900/Fax (85) 455 2913 – ou crc-ce@secrel.com.br – www.crc-ce.org.br Quanto custa para executar uma contabilidade? A Contabilidade enquanto instrumento de registro das operações realizadas por uma entidade econômica está apta a cumprir dois objetivos fundamentais: controlar e avaliar as situações econômicas e financeiras da empresa e informar adequadamente o processo decisório quanto ao planejamento empresarial. A terceirização da contabilidade traz inúmeras vantagens tanto para pequenas como para grandes empresas como o desenvolvimento econômico, especialização dos serviços, competividade, busca de qualidade, controles adequados, aprimoramento do sistema de custeio, esforço de treinamento, e desenvolvimento profissional, diminuição do desperdício, valorização dos talentos humanos, agilidade das decisões, menor custo, maior lucratividade e crescimento. Então qual o custo deste serviço? A resposta para esta pergunta é uma só: depende. Depende do que vai ser feito (Contabilidade é como fórmula 1 quanto mais rápido maior o custo); a tradição de quem esta fazendo; o relacionamento do profissional ou sua empresa com a fiscalização; a equipe que será responsável pelo trabalho a ser desenvolvido… Pense nisto e lembre-se se você não receber um balancete pelo monos a cada dois meses (microempresa) mude! Marcos Apóstolo – Diretor Executivo da Itamaraty Contabilidade 1 – Como deve proceder a empresa que esta sendo encerrada em relação ao empregado afastado por motivo de auxilio doença previdenciário? Resposta. A legislação trabalhista e a previdenciária não disciplinam o procedimento a ser adotado no encerramento das atividades de uma empresa que possui empregado afastado como percepção de beneficio previdenciário. O entendimento que tem prevalecido e nó sentido de que esta situação o rompimento do vinculo empregatício, pois se o empregador não existe em função do encerramento de sua atividade econômicas, o empregado também, deixou de existir. Recomenda-se que a empresa comunique, por escrito, ao empregado e solicite o seu comparecimento para cumprimento das formalidades de rescisão do contrato de trabalho e pagamento das verbas rescisórias. E conveniente, também á Previdência Social, no local onde o empregado requereu o auxilio doença, o encerramento de suas atividades e a rescisão do contrato de trabalho. Esta comunicação não prejudicará o empregado, que continuara recebendo o beneficio ate a sua recuperação. Fonte: Itamaraty News Edição 86/junho/2004 * João Evangelista é delegado e conselheiro da Fenaj, jornalista, publicitário, assessor de Comunicação do CRC/SE, acadêmico de Direito e pós-graduado em Jornalismo “Político/Econômico” e professor universitário. joaoevangelista@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários