Violência assusta

0

A violência segue assustando os sergipanos. A criminalidade faz vítimas em todo o estado, mas sua ação é mais sangrenta na Grande Aracaju, onde matar virou uma rotina para a maioria dos bandidos. As páginas policiais dos jornais e os programas radiofônicos atestam que o crescimento de todas as formas de violência urbana e rural tem sido avassalador. Enquanto o governo dá mostras de inércia no combate à criminalidade, Sergipe se destaca negativamente quanto aos impressionantes índices de violência. Até quando seremos obrigados a conviver com essa situação de horror e medo? O Poder Público precisa agir rapidamente para pôr um fim a este sinistro quadro que assola a população e envergonha a todos nós. Até porque essa incapacidade expõe a fragilidade da nossa política de segurança pública.

Meia sola

O governador Jackson Barreto (PMDB) nomeou ontem quatro secretários: João Gama (Planejamento, Orçamento e Gestão), Zezinho Sobral (Casa Civil), Carlos Melo (Desenvolvimento Urbano) e Benedito Figueiredo (Governo). Nos próximos dias serão anunciados os substitutos de Benedito na secretaria da Justiça e de Zezinho na Agricultura. Jackson promete novas mudanças para fevereiro, mas nada que altere profundamente o atual secretariado.

Não quer

Veja o que publica hoje o blog Primeira Mão: O governador Jackson Barreto vai trabalhar a escolha de um novo secretário da Agricultura. A pasta está à disposição do PRB, do prefeito de Canindé do São Francisco, Heleno Silva. Heleno disse no início da noite desta quarta-feira que “a Agricultura não tem projetos definidos, vive a reboque da Emdagro, Cohidro e projetos dos governo federal. O PRB vai discutir a participação no governo Jackson”.

Magoada

Ao deixar ontem a Secretaria da Saúde de Aracaju, a deputada estadual Goretti Reis (DEM) não escondeu a mágoa com o vice-prefeito José Carlos Machado (PSDB). É que o tucano andou criticando a qualidade da saúde oferecida aos aracajuanos. Goretti disse que Machadão foi deselegante, pois poderia ter lavado a roupa suja em casa e não numa emissora de rádio.

Bebeu menos

A galera está bebendo menos cerveja. Segundo o Sistema de Controle de Produção de Bebidas, em 2013 o brasileiro reduziu o consumo em uma lata por mês, o que significa dizer uma queda de 2% em relação a 2012. Esta foi a primeira vez que o setor registrou retração. As causas foram o menor ritmo de crescimento da renda real, o elevado nível de endividamento das famílias, a popularidade de outras bebidas, como o vinho, e a Lei Seca.

Cadê o dinheiro?

O Ministério Público estadual quer a extinção da Associação Comunitária e Produtiva Áurea Ribeiro. Localizada em Lagarto, a entidade não teria prestado contas dos R$ 400 mil recebidos da Assembleia em 2012. O MP apurou que quase toda a grana foi repassada para a empresa Distac Consultoria e Locação Ltda, que não existia até receber o dinheiro do Legislativo. Taí um negocinho bom, né?

E o reajuste?

O deputado estadual Capitão Samuel (PSL) pediu a interferência do Tribunal de Contas do Estado para que o governo reajuste os salários dos servidores públicos, que recebem a mesma ninharia desde 2011. Segundo o parlamentar, somente a correção inflacionária de 2012 e 2013 representam 11,5%. O parlamentar também impetrou uma ação pedindo que a Justiça obrigue o Executivo a reajustar os salários dos servidores.

Refinaria

O pomposo anúncio da construção de uma refinaria de petróleo em Carmópolis não passa de um embuste num ano eleitoral visando enganar o povo. Quem pensa assim é o deputado federal André Moura (PSC). Opositor ferrenho do governo, o parlamentar disse não acreditar que o empreendimento petrolífero saia do papel: “Isso tem cara de promessa eleitoral”, ironizou.

Fique atento

Os pré-candidatos a cargos eletivos nas eleições deste ano devem ficar atentos com as exigências da Justiça Eleitoral. Uma delas diz respeito à quitação eleitoral, que deve ser comprovada por meio de uma certidão atestando o cumprimento das obrigações legais eleitorais. Sem a certidão, o pretenso concorrente corre o risco de ter indeferido o registro de candidatura.

Rolezinho

Os jovens sergipanos estão sendo convidados para participar de um ‘rolezinho’ no Shopping Jardins, em Aracaju. Postado no Facebook pelo jovem Arthuro Paganini, o convite explica que o movimento é pacifico e visa provocar a discussão sobre a discriminação social. O ‘rolezinho’ está marcado para as 18h do próximo sábado. Participe!

Do baú Político

Os mais idosos ainda se lembram do “Tô Doidão”, aquele relógio de quatro faces, em cima de um pedestal de ferro, que havia na Praça Fausto Cardoso, em frente ao Palácio Olímpio Campos. O “bobo” foi comprada em 1925 pelo intendente de Aracaju, Hunald Santaflor Cardoso, irmão do presidente de Sergipe, Graccho Cardoso. Conta a pesquisadora Ana Maria Fonseca Medina que entre as muitas obras realizadas por Santaflor destacou-se a reforma daquela praça. Para embelezá-la ainda mais, ele adquiriu no Rio de Janeiro, por intermédio da Relojoaria Safira, o relógio de fabricação alemã, uma novidade para a época. Posteriormente, a peça foi substituída por uma mais nova, mais bonita, que jamais funcionou satisfatoriamente, sendo, por isto, apelidada de “Tô Doidão”. Na segunda metade do século passado, um carro desgovernado acertou o relógio em cheio, deixando-o empenado e com os ponteiros tortos. Algum tempo depois, a Prefeitura mandou removê-lo para consertá-lo, porém isso jamais aconteceu.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários