Virando a própria mesa

0

                            

   Dando continuidade as análises enviadas por leitores sobre a administração pública, hoje a coluna publica um artigo do auditor fiscal Francisco Sérgio de Argolo: Na década de oitenta, um livro publicado por Ricardo Semler, ”Virando a Própria Mesa”, tornou-se best seller instantâneo no Brasil. Um dos motivos que o levou ao sucesso absoluto foi, sem dúvida, às mudanças apresentada na forma de administrar as empresas, na estrutura arcaica e ultrapassada e na visão administrativa. A trajetória do autor é um exemplo de que ousadia e experimentação são atitudes positivas, não só para os funcionários ou contribuintes, mas para a sociedade em geral. A repercussão desta obra, publicada até na China fez de Semler um dos mais respeitados administradores da América Latina, fato atestado pela sua participação em simpósios internacionais onde também estavam: Bill Clinton, Michael Eisner (Disney), Michael Capellas (Compaq), entre outros.

  A Secretaria da Fazenda do Estado de Sergipe vem capengando ao longo de décadas, por motivos da manutenção de privilégios destinados à meia dúzia de “Gatos Pingados” que não trabalham o suficiente e ainda atrapalham os que querem trabalhar. Não é admissível que nos tempos atuais se mantenha engessada uma máquina arrecadadora estadual em detrimento de uma sociedade. “Os Gatos Pingados” acreditam piamente que podem comandar uma estrutura governamental das mais importantes, de uma mesa de bar, bebendo “pinga”. É chegada à hora de colocarmos a máquina arrecadadora do Estado nos trilhos do desenvolvimento, do modernismo, através da motivação e do reconhecimento, por parte da Administração, aos agentes da Sefaz que realmente trabalham pelo desenvolvimento social.

   Chamo a atenção dos colegas e da futura administração da Sefaz para a tentativa de desvio do foco, por parte da meia dúzia de “Gatos Pingados”, através da distribuição de um panfleto, sem assinatura. Atos praticados por covardes, aproveitadores e preguiçosos…

  Colegas do Fisco, nós estamos no caminho certo. Pedir concurso para o Fisco Estadual de Sergipe demonstra um total desconhecimento dos tempos atuais. A modernidade e a evolução na área de informática caminham a paços largos e, além do mais, se compararmos o quadro do Fisco de outros Estados brasileiros com o nosso, logo percebemos que temos mão-de-obra suficiente para o desempenho das funções inerentes a arrecadação de Tributos. Por exemplo, o estado do Rio de Janeiro, que tem o mesmo número de agentes do Fisco que o de Sergipe. (Francisco Sérgio de Argolo – Auditor).

 

 

Será que tem algo errado na Procuradoria do Estado?

Ontem um advogado renomado sergipano ligou para este colunista para lembrar que se for confirmada – como vem sendo divulgada nos bastidores – a nomeação do procurador Márcio Resende para a Sub-Procuradoria do Estado o mesmo terá um grande pepino: terá que desfazer a decisão da qual fez parte no atual governo de enviar para a reserva os oficiais da MP, Carlos Augusto, Eduardo e Lima Alves. O governador eleito, Marcelo Déda (PT) já disse que um dos seus primeiros atos será retornar os três para a Polícia Militar. E o governador João Alves, quando assinou o ato enviando os três para reserva foi através de um parecer da Procuradoria. Adivinhe de quem?  Mas como é conversa nos bastidores é melhor aguardar.

 

Será que tem algo errado da área da polícia civil?

No seio da polícia civil um grande reboliço ontem. Um petista confirmou a noticia que vem sendo divulgada de que o atual superintendente da policia civil, João Eloy, pode continuar no comando, sendo transferido para a Coordenadoria de operações policiais especiais – Cope. Ontem, dois petistas, estavam revoltados lembrando que Eloy  foi o responsável por algumas perseguições como os inquéritos contra Gaguinho e mais recentemente Sérgio Ferrari, ex-presidente da Emurb. Além disso, outro problema: a idéia da nova cúpula é tirar do Cope a Divisão de inteligência policial e colocar diretamente com a superintendência da Polícia Civil. Mas com a indicação de João Eloy a mudança pode não ocorrer.

 

Uma grande operação em andamento em Sergipe

Ainda na área da segurança pública resolveram investigar uma ligação muito perigosa de uma empresa de segurança de valores. Quem participa das investigações disse que já existem  algumas provas como, por exemplo, fotos do helicóptero a serviço do governo sendo usado para transportar grandes somas de dinheiro, sem o conhecimento do atual governador. “A união faz a força” é o nome da operação.

 

Ninguém sabe onde parou a carne da merenda escolar

O professor Joel, presidente do Sintese, denunciou ontem que no mês de setembro a Secretaria de Estado da Educação comprou R$ 1 milhão em carne para a merenda escolar. Joel já pediu ao fornecedor as guias de entrega e até o momento não recebeu nada. Também já consultou algumas escolas e carne nenhuma foi recebida. Pelo jeito quem gastou R$ 1 milhão em carne deve ter guardado alguns trocados para comprar várias caixas de lexotan. E haja remédio…

 

Edvaldo anuncia hoje alguns secretários

O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) anuncia hoje, às 15hs, parte do novo secretariado. Edvaldo não deve anunciar todos os nomes. Segundo informações ainda não foram definidos os novos nomes para SMTT, Emsurb e Fundat, entre outras. O prefeito definiu nomes nas áreas de Finanças, Secretaria da Comunicação, Educação, Ação Social, Governo e Administração. A surpresa deve ficar em torno do nome da Secretaria de Finanças.

 

Vendidas rádios FM Liberdade e Ouro Negro FM

No Telejorornal do Estado segunda edição de ontem à noite, a TV Atalaia noticiou a venda das rádios Liberdade FM (Aracaju) e Ouro Negro FM (Carmopolis) ao empresário Gilton Andrade, da Banda Calcinha Preta. Segundo notícia veiculada no telejornal a venda chegou a R$ 5 milhões. O preço não foi confirmado por nenhuma das partes, porém o contrato foi assinado com 99% das duas rádios para a empresa LV Produções e Eventos e 1% para Gilton Andrade.

 

Governadores não irão à posse de Lula

Matéria de hoje da Folha de São Paulo:Reeleito com o apoio da maioria dos vencedores das disputas pelos governos estaduais, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) terá a presença de menos do que a metade dos governadores aliados em sua posse, no dia 1º de janeiro. Entre os 16 que apóiam explicitamente Lula, apenas seis deverão estar na cerimônia. Apesar de o momento da posse poder ser escolhido pelos governadores, o conflito de horários é a principal explicação para o não-comparecimento. O presidente deve tomar posse às 16h. Na segunda posse de Fernando Henrique Cardoso, em 1999, 15 governadores compareceram. Na segunda posse de Lula devem estar presentes os governadores de nove Estados: Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro e Tocantins. Entre os ausentes estão os petistas Ana Júlia Carepa, eleita no Pará, e Marcelo Déda, de Sergipe. Jaques Wagner (PT-BA) e Wellington Dias (PT-PI) irão”.

 

Flávio Conceição tomará posse amanhã

O engenheiro Flávio Conceição, eleito por unanimidade para a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas, toma posse amanhã, às 9hs, no plenário do TC.

 

Aliados vão participar do segundo escalão

O governador eleito ainda não definiu os nomes para várias pastas do segundo escalão, como por exemplo, Ipes, ITPS, Hospital João Alves, DER, Dehop, entre outros. Na composição do primeiro escalão Déda contemplou todas as forças, inclusive as correntes existentes dentro do próprio PT.  Aliados do interior e os dissidentes do PDT estão sendo cotados para assumir ou indicar alguns destes cargos.

 

Abuso com carro da segurança pública

O Fiat uno branco da delegacia de Santa Rosa de Lima (sem placa e número de identificação) ontem, às 10h47 estava na contramão na Avenida Carlos Bulamarqui com A Avenida Pedro Calazans. Os ocupantes não estavam nem aí para os outros veículos.

 

 

Jorge Alberto visita Secretaria de Administração

 O deputado federal e futuro secretário de Estado da Administração Jorge Alberto se reuniu ontem pela manhã com a secretária da Administração Marilene Souza Alves com o objetivo de tomar conhecimento da pasta que irá assumir a partir da próxima semana. Depois de ouvir uma ampla explanação da secretária a respeito das ações da pasta, Jorge fez questionamentos sobre o funcionamento da secretaria, sua estrutura organizacional e quanto a questões relacionadas à administração pública. Jorge Alberto foi acompanhado de seu futuro secretário-adjunto, José Leite Prado, e disse que ainda pretende retornar à secretaria para uma segunda visita. Solícita, Marilene ressaltou que sempre estará à disposição para ajudar no que for preciso.

 

Modelo na área de informática I

De um leitor analisando o artigo sobre informática: “Como profissional da área, informo que este artigo chegou numa boa hora para que o nosso futuro Governador possa refletir e reconhecer, que para desenvolver economicamente um Estado/País é preciso que a tecnologia faça parte desse processo de desenvolvimento.    Como foi dito pelo professor Mário, é importante que o Governo pense numa forma de valorização do profissional de informática,  tentando a todo custo manter este profissional em seu ambiente de trabalho e, sobretudo, invista em pesquisas, fator muito peculiar, não só nesse Estado como em boa parte do nosso país. Não adianta, por exemplo,  alguma Secretaria ou outro órgão do Governo investir em um profissional de TI, se o mesmo nem sequer tem alguma segurança da continuidade do seu trabalho naquele órgão, ou seja, chega a ser investido muito nesse profissional e quando surge uma melhor oportunidade este segue um novo rumo em busca de melhores benefícios e segurança de trabalho”.

 

Modelo na área de informática II

Continua o leitor: “Quero expressar que, se o próprio Presidente juntamente com o Governador, querem tornar este Estado num modelo para o restante do País, que pense numa política de informática correta, esquecendo as segundas intenções políticas e até interesses de terceiros. Gostaria de ressaltar que atualmente no Estado, só existem praticamente, poucos órgãos que possuem elevada tecnologia da informação: BANESE e SEFAZ, principalmente. Claro que esses órgãos são um dos mais importantes do Estado e, conseqüentemente, tem que dotar de maiores amparos em relação aos demais, mas fica no ar a existência das grandes disparidades em relação às outras secretarias do Estado, não podendo ser esquecidas. Finalizando, seria um sonho, como colaborador da área de informática, que o futuro Governo abrisse as portas e fizesse um melhor aproveitamento do corpo técnico, principalmente desses dois grandes órgãos,  promovendo uma parceria de professores e estudantes, para que possamos juntos contribuir, de alguma maneira,  com a tecnologia desse Estado”.

 

 

Frase do Dia

“Mantenha-se simples, bom, puro, sério, livre de afetação, amigo da justiça, temente aos deuses, gentil, apaixonado, vigoroso em todas as suas atitudes. Lute para viver como a filosofia gostaria que vivesse. Reverencie os deuses e ajude os homens. A vida é curta”. Marco Aurélio.

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais