Voto em ficha suja

0

É certo que parcela do eleitorado vota em candidato desonesto para ser representado por um igual. O sujeito que não se sensibiliza com a massiva propaganda contra os fichas suja, e vota em quem responde uma série de processos, não deseja o melhor para o seu estado, seu país. Pior é que, na maioria dos casos, o eleitor que apoia acusados pela prática de crimes administrativos tem consciência do seu ato, sabe muito bem que, se eleito, seu candidato voltará a claudicar, em prejuízo para toda a população. Portanto, quem vota em malandros está interessado somente em vantagens pessoais, mesmo que elas sejam ilegais e exibam as impressões digitais do seu representante ficha suja. Lamentável.

Fica como está

Apesar de Sergipe liderar o ranking da violência no Brasil, o governo estadual não deve mexer na cúpula da segurança pública. Aliás, a situação deve se agravar ainda mais, pois os delegados de polícia prometem cruzar os braços se deixarem de receber pelos plantões extraordinários. Aff Maria!

Chega de violência

Pesquisa revela que 55% dos jovens com idades entre 15 e 24 anos já praticaram algum tipo de violência contra as mulheres. Feita pelo Instituto Data Popular, a sondagem citou agressões como xingar, empurrar, ameaçar, dar tapa, impedir de sair de casa, proibir de sair à noite, não deixar usar determinada roupa, humilhar em público, dar um soco, obrigar a ter relação sexual sem vontade e ameaçar com arma. Entre as mulheres ouvidas pela pesquisa, 66% disseram já ter sido vítima de um desses tipos de agressões. Vixe Maria!

A força do É

E o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) escolheu três palavras que darão rumo à sua administração: eficácia, eficiência e efetividade. “Estes são os três és que nos guiarão para colocar em prática os nossos projetos”, explica o comunista, que tem a letra é no início do nome. Mera coincidência!

Alô… alô!

Alguém sabe em que pé está o inquérito policial que investiga o uso irregular das verbas indenizatórias da Câmara de Aracaju? Segundo o Ministério Público de Sergipe e a Polícia Civil, 15 ex-vereadores meteram a mão grande nos recursos destinados ao custeio dos mandatos. Passadas as eleições do ano passado, não se falou mais nas investigações. Por que será?

Abra o olho

A cada 15,9 segundos ocorre uma tentativa de fraude através do roubo de identidade, em que dados pessoais são usados por criminosos. Segundo o Indicador Serasa Experian, entre as tentativas de golpe, a principal é a emissão de cartões de crédito obtidos com identificação falsa ou roubada. A telefonia foi responsável por 42,3% do total de tentativas de fraude.

Visão lunar

Diante de tantos buracos nas vias públicas, moradores da periferia de Aracaju estão rebatizando as ruas e avenidas, chamadas agora jocosamente de ruas Lua Cheia, Lua Nova, etc. Dizem que as enormes crateras as tem deixado parecidíssimas com o esburacado satélite natural da terra. Só Jesus na causa!

Sem pressa

Perde tempo quem pergunta ao governador Jackson Barreto (PMDB) se ele pretende disputar uma cadeira no Senado. Pelo andar da carruagem, só no início de 2018 é que JB só se posicionará sobre sua participação ou não no pleito. Jackson acha que se anunciar agora a pré-candidatura antecipa o fim do governo. É, pode ser!

Em família

É voz corrente em Canindé que o novo secretário municipal de saúde será Darlan Rocha Barros, que vem a ser filho do prefeito Ednaldo da Farmácia (PP). O jovem deve substituir o médico Murilo Porto de Andrade, irmão do falecido ex-prefeito Orlandinho Andrade (PSD). Caso indique mesmo o filho para o cargo, o prefeito aumentará a renda familiar, pois a primeira dama Deborah Rocha Barros é a secretária do Bem Estar Social e do Trabalho. Marminino!

Contra os pobres

E o deputado federal João Daniel (PT) tem feito duras criticas à Medida Provisória que modificou as regras para o acesso ao Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). Entre as alterações aprovadas pela Câmara está o fim da carência de 18 meses, ao término do curso, para o início do pagamento das parcelas do financiamento estudantil. Segundo o petista, a MP prejudica os estudantes que mais necessitam do FIES. É vero!

Veneno à mesa

Cada um de nós consome cerca de 5,2 litros de veneno agrícola por ano, fato que torna o Brasil campeão mundial no uso de agrotóxicos. Uma das bandeiras dos ambientalistas é o fim da pulverização aérea, pois uma pequena parte do agrotóxico chega à planta, enquanto o restante cai no solo, na água e nas comunidades que moram no entorno. Em Sergipe, este tipo de pulverização está aniquilando as abelhas. Misericórdia!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Tribuna de Aracaju, em 24 de março de 1933

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários