Zé Eduardo tem dimensão nacional

0

  Depois de 12 anos sem ter um sergipano como ministro do Governo Federal, o Estado de Sergipe tem tudo para conquistar no segundo governo Lula esse espaço. O nome: José Eduardo Dutra (pelo amor de Deus, não comecem com a xaropada de que ele não é sergipano). Os últimos ministros do Governo Federal sergipanos foram: João Alves Filho, no governo José Sarney, no então ministério do Interior e Leonor Barreto Franco, no governo Itamar Franco, no ministério da Ação Social. De lá para cá, nos oito anos do tucano Fernando Henrique e nos quatro de Lula, o cargo de destaque mais importante ocupado pelo Estado foi a presidência da Petrobras, por José Eduardo.

  Ao lado do governador eleito, Marcelo Deda, o ex-senador e ex-presidente da Petrobras é o nome do PT de Sergipe que tem atualmente dimensão nacional. Por várias vezes, depois que deixou a presidência da Petrobras, foi lembrado para assumir a presidência Nacional do PT, por conta da crise interna. Porém, José Eduardo deve assumir um cargo no primeiro escalão no segundo governo Lula.

   E a referência nacional que o nome de José Eduardo conquistou não foi apenas por ser petista, mas pelo trabalho realizado à frente da Petrobras e antes disso, pelos oito anos que passou como senador da República sendo líder do PT por vários anos.

   Agora, o presidente Lula terá que contemplar os aliados – principalmente o PMDB – mas dentro do Partido dos Trabalhadores tem alguns nomes que podem funcionar como “coringas” e que podem assumir alguns cargos do primeiro escalão, e José Eduardo faz parte deste time. Em Brasília, José Eduardo não vai apenas ajudar o Governo Federal, mas dará continuidade a importante tarefa de conseguir recursos para o Governo do Estado. Não se engane, a alegria do governador eleito Marcelo Deda na última quarta-feira, após a audiência com o presidente Lula e a viagem que fez com ele até Salvador, reflete muito bem a importância que ele teve por participar da coordenação do presidente reeleito no segundo turno. Aliado a força política de  Marcelo Deda, o nome de José Eduardo  não precisa mais de referencial nenhum, já que foi testado e aprovado à frente da presidência da Petrobras. Pode anotar: é só uma questão de tempo para saber em que posição José Eduardo vai atuar no segundo governo Lula.

 

Deda declamou poema de Patativa do Assaré I

Depois da audiência formal, Lula pediu a Deda para declamar os versos de Patativa do Assaré que foram publicados na coluna de Elio Gaspari, no Globo da última quarta-feira. O jornalista escreveu que Lula comemorou a reeleição dizendo que “foi a vitória dos de baixo contra os de cima. É o andar de baixo que chegou lá em cima.” “Deu voz à alma de Patativa do Assaré, o grande poeta morto em 2002, aos 92 anos, com mais de dez secas nas costas e mil poemas na cabeça. Patativa vivia na serra de Santana, a meia hora de Assaré, no sertão cearense. Cego de um olho desde a infância e com a visão do outro praticamente perdida na velhice, apoiava-se numa bengala e ouvia mal. Votava em Lula, mas achava que ele nunca chegaria lá, porque o povo tem medo”.

 

Deda declamou poema de Patativa do Assaré II

Lula pediu e Deda declamou para os presentes, parte do alguns trechos de “Brasi de cima e Brasi de baxo”, com o sotaque de nordestino. Alguns trechos: “(…) Tudo o que procuro acho. Eu pude vê neste crima. Que tem o Brasi de Baxo. E tem o Brasi de cima. Brasi de Baxo, coitado! É um pobre abandonado; O de Cima tem cartaz, Um do ôtro é bem deferente: Brasi de Cima é pra frente. Brasi de baxo é pra trás. (…) Inquanto o Brasi de Cima Fala de transformação, Indústra, matéra prima, Descobertas e invenção, No Brasi de Baxo isiste. O drama penoso e triste Da negra necissidade; É uma coisa sem jeito. E o povo não tem dereito nem de dizê a verdade”.

 

Carona não estava programada

Depois do almoço Lula convidou Deda a “pegar uma carona” no avião presidencial até Salvador (BA), onde o presidente passa o feriadão com a família, na Base Naval de Aratu. Ao se despedir do presidente, Deda recebeu um presente – uma caixa de charutos cubanos – que ele disse que vai guardar como lembrança devido a dedicatória que o fez lembrar de uma conversa entre ele e Lula há alguns anos.  Neste domingo Deda participa da festa da vitória na Orla de Aracaju.

 

Lula perguntou pelos amigos de Sergipe

Não estava programado o almoço de Deda com Lula após a audiência da última quarta-feira. Lula convidou Deda quando a audiência já estava acabando. No bate papo descontraído Lula perguntou pelo desempenho eleitoral dele em vários municípios sergipanos no segundo turno. Sobre a virada em Aracaju, Lula brincou com Deda e lembrou de “Edvaldinho”, como ele chama o prefeito Edvaldo Nogueira. Lula voltou ao passado, relembrando as primeiras visitas a Sergipe e perguntou por vários amigos e companheiros do partido.

 

Refundação do PT é destaque na FSP

Na Folha de São Paulo de ontem, foi publicada uma matéria com onde o governador eleito, Marcelo Deda, defendeu uma maior participação de não-paulistas na próxima direção nacional do partido. . “O que precisamos é antecipar a discussão sobre a refundação do partido, que tem novos interlocutores. Não é colocar na agenda um neo-regionalismo, mas que outros Estados possam levar um novo sotaque na discussão interna do PT”, afirmou, em entrevista no Planalto.

 

 

 

Análise sobre medidores de pressão arterial I

A respeito de notícias publicadas na imprensa acerca de medidores de pressão arterial digitais, criticando a sua baixa confiabilidade e que o seu uso diretamente por cidadãos sem habilitação apropriada, entendida como aqueles que não fossem médicos ou enfermeiros poderia estimular a auto-medicação, o prefeito de Estância, Ivan Leite, emitiu a seguinte opinião: “Quanto a baixa qualidade nada a discordar das criticas; Os medidores devem ter aferição e controle do INMETRO, para que os que estiverem à venda sejam confiáveis”.

 

Análise sobre medidores de pressão arterial II

Continua Ivan Leite: “Quanto a não ser recomendável a sua utilização por pessoas sem formação de médico ou enfermeiro não concordo.   De forma análoga ao termômetro que muitas casas já os tem, não vejo mal que seja estimulado o controle residencial da pressão, eu já  tenho um medidor de  pressão digital a alguns anos; Enquanto prefeito quis (e ainda quero se não for ilegal) comprar aparelhos medidores de pressão digital para uso pelos agentes de saúde mas, fui aconselhado a não fazê-lo,  pois seu uso pelos mesmos seria ilegal;  Acredito que seria útil que os agentes de saúde pudessem fazer nas visitas domiciliares esta medição e não vejo que mal causariam;  Claro que se constatado pelo agente de saúde a pressão fora dos parâmetros normais ele encaminharia o cidadão ao posto de saúde para nova medição pela  enfermeira ou pelo médico que a partir daí tomaria as medidas que fossem necessárias”. Este colunista também entende que medidores de pressão arterial não devem ter obrigação legal de uso apenas por profissional médico ou enfermeiro. Hoje é comum pessoas com problemas de pressão alta ou baixa, terem o aparelho em suas residências.

 

 Representante de federação de tênis dá péssimo exemplo

 Quem assistiu ontem à noite o jogo entre os tenistas Flávio Saretta e o sérvio Boris Pashanski notou a falta de estrutura da organização  da Copa Petrobras em Sergipe. Ao contrário dos dois anos anteriores, ontem o público estava entrando a todo momento, sem esperar os intervalos, por conta dos porteiros que pareciam que não foram preparados para o trabalho. Enquanto isso o representante da Federação Sergipana de Tênis, de nome Barreto, estava na torcida sem ligar para nada e incentivando as vaias ao tenista sérvio e fazendo barulho. Esse mesmo Barreto, no ano passado foi com faixas na final apoiar um tenista argentino que perdeu para o sérvio Boris. Ontem, ele esqueceu de ajudar na organização. Parece que está torcendo para que a Copa saia de vez de Sergipe devido a falta de organização.

 

Filme baseado no livro de Francisco Dantas

A Prefeitura de Aracaju, através do Núcleo de Produção Digital (NPD) Orlando Vieira, convida a imprensa para uma coletiva com o elenco do filme “Canta Maria”, na tarde dessa sexta-feira, no Moviecom (Shopping Riomar). O filme, que tem sua pré-estréia marcada para a noite da sexta-feira, às 21 horas, no Moviecom, é baseado no romance “Os desvalidos”, do sergipano Francisco Dantas. A idéia da pré-estréia é homenagear o escritor sergipano pelo significado de sua obra na literatura brasileira.

 

Lançamento do livro: Teoria do sucesso

No dia 14 de dezembro, às 19h, o escritor Getúlio Sampaio lancará seu mais novo livro: Teoria do Sucesso. O livro é uma receita de empreendedorismo e felicidade. O lançamento será na Livraria Nobel, localizada na Avenida Murilo Dantas – Galeria Farol Center – próxima ao Campus da UNIT na rotula do antigo Farol. Getúlio, que é administrador, escritor e palestrante já lançou outros três livros, são eles: Relações Humanas a toda hora; As relações humanas de cada dia e As relações Humanas em destaque, todos pela Editora Nobel.

 

 

CREA promove palestras sobre Políticas Públicas

Nesta segunda e terça-feira, o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA-SE) vai promover um ciclo de palestras sobre “Políticas Públicas – Projeto Nacional de Desenvolvimento”, no auditório do Sebrae Multieventos. O evento faz parte da programação comemorativa de 30 anos de criação do Conselho. O ciclo de debates será aberto às 19:00h da segunda-feira, quando o engenheiro civil Marcos Túlio de Melo, presidente do Conselho Federal (Confea), falará sobre “Políticas Públicas – Projeto Nacional de Desenvolvimento”. Na terça-feira, a partir das 08:00h, dois importantes temas serão discutidos. O presidente da Federação Nacional dos Arquitetos (FNA), arquiteto Ângelo Marcos Arruda, vai apresentar uma palestra sobre “Cidades Sustentáveis” e, em seguida, a “Segurança Alimentar” será o tema da palestra da engenheira agrônoma Maria Higina do

Nascimento, conselheira federal do CREA-BA. O ciclo de palestras será encerrado na terça-feira à tarde, após a discussão sobre a criação do Sindicato dos Arquitetos do Estado de Sergipe, coordenado pelo presidente da FNA.

 

 

Diretor faz abaixo-assinado para tentar continuar no cargo I

No Colégio Estadual Monsenhor Carmélio Costa, localizado  no Bairro D.Pedro I, vem ocorrendo algo inusitado, segundo alguns servidores. Neste estabelecimento de ensino, o diretor de nome João Tavares – após o resultado do 1.turno – vem realizando uma enfadonha chantagem junto aos alunos e um bisonho apelo emocional com para os funcionários. Vamos aos fatos: No que refere-se aos alunos, ele condicionou a realização do campeonato interno de futsal e de um baile à fantasia a elaboração por parte dos alunos de um abaixo-assinado pedindo sua permanência no cargo de diretor da escola em 2007.

 

Diretor faz abaixo-assinado para tentar continuar no cargo II

No que refere-se aos funcionários da escola ele fez sugeriu a criação da mesma lista,acrescentando a  necessidade de manter o cargo para poder pagar dívidas oriundas após assumir tal função na escola.Tais fatos, caso necessário, existem testemunhas.E não são poucas. Os funcionários também questionam que de segunda a sábado são realizadas aulas de português e matemática, das 17h às 19h, no próprio Colégio Carmélio Costa, para o concurso da Secretaria de Administração. A pergunta é se ele ganha para realizar essas aulas ou faz generosamente? O mesmo acontece  na escola Francisco Rosa, localizada no bairro Bugio.

 

 

Frase do Dia

“Ele [Lula] diz que constituiu os fundamentos e que agora ele pode construir. Esperamos que isso de fato aconteça, sobretudo que faça crescer o Brasil, dê trabalho ao povo. Claro que enquanto o povo não tem trabalho, a sociedade terá de encontrar uma forma de ajudar esse povo” D. Cláudio Hummes, futuro prefeito da Congregação para o Clero do Vaticano.

 

 

 

 

Comentários