MISS SIMPATIA 2, ARMADA E PODEROSA

0

(Miss Congeniality 2: Armed and Fabulous). EUA, 2005. Direção de John Pasquin. Roteiro de Marc Lawrence. Produção de Sandra Bullock e Marc Lawrence. Direção de Fotografia: Peter Menzies Jr. Desenho de Produção: Maher Ahmad. Montagem de Garth Graves. Música de John Houlihan. 115 min, 12 anos. Cia. Produtora: Castle Rock Entertainment, em associação com Village Roadshow Pictures e Fortis Filmes. Distr. no Brasil: Warner Bros Pictures. Elenco: Sandra Bullock, Regina King, Enrique Murciano, William Shatner, Ernie Hudson, Heather Burns, Diedrich Bader e Treat Williams.

Gênero: Comédia

Sinopse – Gracie Hart, a agente do FBI que teve que se candidatar ao concurso “Miss Estados Unidos” para resolver um caso difícil (como relatado no primeiro filme) está de volta à Agência. Mas o seu chefe a convence a continuar toda produzida no circuito de talk shows da televisão. Sua nova parceira, Sam Fuller, não lhe é muito simpática. Mas as duas vão ter que trabalhar juntas quando os melhores amigos de Gracie são seqüestrados em Las Vegas.

Apreciação – Seqüência de um filme de ação e comédia que fez sucesso razoável no ano de 2000. Não é que o primeiro “Miss Simpatia” precisasse de uma seqüência, mas como o cinema americana anda pobre de idéias e de ousadias, eis que nos chega um novo “Miss Congeniality”. Que vem a ser Sandra Bullock que não é tão bonita assim para ser Miss. O diretor John Pasquin ainda não ultrapassou aquele estágio de ser um mero artesão. A atriz Regina King interpreta no filme o papel de Sam Fuller – e esta denominação parece ser uma homenagem a um ótimo diretor do segundo time americano nos anos 50 e 60. E só

Fique de Olho – No veterano Treat Williams. Com um bom número de interpretações em sua carreira (como “O Príncipe da Ciade”, “Hair”, etc.) ele anda meio sumido. Aqui reaparece no elenco de apoio.

Comentários