Acareação entre testemunhas da 1ª fuga de Floro

0

Advogados representaram seus clientes na manhã desta quarta
Aconteceu na manhã desta quarta-feira, 26, uma acareação entre três funcionários da 1ª Delegacia Metropolitana (DM) que estavam de plantão no momento em que o empresário Floro Calheiros fugiu em julho de 2003 e da irmã dele, que teria levava o almoço do acusado todos os dias. Três deles (os policiais Raimundo e Eliane ‘Lico’ e a irmã de Floro, (Francisca) foram representados por advogados. Já o sargento Nailton não compareceu.

De acordo com os advogados, Nailton teria enviado uma petição solicitando adiamento da acareação pois está recém-casado. Mesmo assim o juiz substituto da 2ª Vara Criminal, Gaspar Feitosa de Gouveia Filho, manteve o compromisso e ouviu os representantes presentes.

Como o sargento Nailton é considerado peça-chave na investigação, já que o próprio Floro Calheiros revelou que foi ele quem facilitou sua fuga, a acareação deve ser novamente realizada.

Comentários