Acessibilidade em lojas do Centro é discutida

0

Representantes da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência e de uma loja de móveis discutiram a acessibilidade de pessoas com dificuldade motora em casas comerciais do centro de Aracaju no Ministério Público Estadual (MPE), durante a manhã desta quarta, 17.

A audiência foi conduzida pela promotora Berenice Andrade, que estabeleceu um prazo de 15 dias para que a Emurb apresente um relatório completo acerca das condições de acessibilidade às lojas. De acordo com as representantes da empresa presentes à reunião, alguns estabelecimentos nas ruas Itabaianinha e João Pessoa ainda não foram visitados.

Devido a isso e à análise do cumprimento da obrigatoriedade da instalação de banheiros adaptados em decorrência da situação física do imóvel, o prazo de 15 dias foi solicitado e atendido pela promotora Berenice, mas de forma improrrogável. Uma nova vistoria também será feita nos estabelecimentos já visitados e o relatório deve ser entregue ao MPE no dia 1º de julho.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais