Acidente com carro de campanha: audiência foi adiada

0
Velório do garoto em setembro de 2012 (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Estava marcada para a manhã desta quinta-feira, 25, a audiência de instrução e julgamento do processo relativo à morte do garoto Renato dos Santos Pereira, de apenas quatro anos, atropelado no dia 13 de setembro do ano passado por uma Kombi que fazia propaganda política do vereador Danilo Segundo e que estava sendo conduzida pelo motorista José dos Santos Filho.

A juíza Lívia Santos Ribeiro, da 4ª Vara Criminal, adiou a audiência em função da insistência do Ministério Público em ouvir o depoimento de duas testemunhas que não compareceram à audiência: a mãe do garoto, Rafaela da Silva Pereira, e a avó dele, Maria Aparecida Dourado da Silva.

As duas não tiveram condições de comparecer à audiência porque ainda estão abaladas com a morte do garoto. O Ministério Público já se manifestou, denunciando o condutor do veículo por homicídio culposo [que não teve interesse de matar]. No entanto, o advogado Valter Gomes, que defende o condutor do veículo, classifica o acidente como fatalidade. “Por que o menino caiu próximo ao pneu do carro e não tinha como o condutor vê-lo”, justifica.

A juíza remarcou a audiência de instrução e julgamento para o dia primeiro de outubro deste ano. A audiência acontecerá a partir das 8h quando deverão ser ouvidas as testemunhas arroladas pelo Ministério Público e pela defesa.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais