Ações combatem a desertificação em Sergipe

0

Genival Nunes
A desertificação é considerada um grave problema ambiental, econômico e social por muitos países. No Estado de Sergipe, as ações de proteção e preservação ao meio ambiente realizadas pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) tem fortalecido o combate à desertificação.

De acordo com o secretário de Estado do Meio Ambiente, Genival Nunes, medidas como buscar soluções viáveis e rápidas para diminuir o impacto ambiental estão sendo adotadas pelo governo. Revela que em 2009 foi feito um convênio com o Banco do Estado de Sergipe (Banese) para criação de uma linha de crédito para que os panificadores pudessem adquirir financiamento a juros baixos para trocar o seu forno a lenha por forno a gás. “Com isso, combatemos o uso de madeira nativa como fonte energética para utilização em fornos das padarias adotando assim a utilização do forno a gás. Isso foi feito em acordo com a classe e em cumprimento da legislação ambiental”, comemora.

Uma outra medida contra a desertificação, segundo Genival, foi a implantação do projeto na área de Recursos Hídricos “Adote um Manancial e o Preservando Nascentes e Municípios”, apoiado pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos(Funerh). “Com o projeto, está sendo priorizado o reflorestamento e a reposição de mata ciliares em regiões com leito degradado”, afirma.

Segundo ainda o secretário, a principal ação direta na região do semiárido e de grande visibilidade ecológica, com prioridade na preservação do bioma Caatinga e toda a sua biodiversidade, foi a criação, em 2007, do Monumento Natural Grota do Angico. “A Unidade de Conservação Estadual tem como um dos seus principais objetivos o amparo à pesquisa por meio da interfase entre as universidades, as quais estudos busca a preservação do bioma e espécie nativas da fauna e da flora”.

Programa

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) aderiu ao Programa Nacional de Combate a Desertificação. Com isso, está construindo o Programa de Combate a  Desertificação do Estado junto aos gestores municipais, as instituições públicas e representantes da sociedade civil organizada dos seis municípios suscetíveis à desertificação localizados no Alto Sertão Sergipano, e em parceria com o Ministério do Meio Ambiente(MMA).

Os municípios de Canindé do São Francisco, Nossa Senhora da Glória, Poço Redondo, Monte Alegre, Gararu e Porto da Folha, são os suscetíveis ao quadro de desertificação do Estado.

Fonte: Ascom/Semarh

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais