Ações no Combate à Violência Sexual contra a Criança

0
(Foto: Maxwell Corrêa)

A Secretaria de Estado do Turismo (Setur), a Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur), em parceria com as Secretarias da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (SEIDS), da Educação (SEED), dos Direitos Humanos e Cidadania (SEDHUC) e com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante esta semana vem desenvolvendo um trabalho em conjunto visando o Combate à Violência Sexual contra a Criança e Adolescente nas rodovias do estado.

Todas as secretarias envolvidas no Projeto fazem parte dos grupos gestores do Enfrentamento à Violência Sexual e as ações em desenvolvimento fazem parte do Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, que foi criado em 2002, como forma de sensibilizar e mostrar como podem ser identificados os casos de vulnerabilidade destes grupos. “Uma das principais ações do programa é a mobilização de intervenções em conjunto, capazes de desencadear respostas eficazes para a superação da violação dos direitos de crianças e adolescentes. Além de divulgar 181, número do Disque Denúncia Estadual”, explica Lourdes Moreira, assistente social da Emsetur.

Equipes das secretarias do estado envolvidas no projeto e com o auxilio de patrulheiros da PRF distribuíram panfletos, máscaras, adesivos e para-sol explicativos para os motoristas que trafegam pelas rodovias sergipanas. Segundo o inspetor, Alvino Domingues, a Polícia Rodoviária Federal apóia ações deste porte por saber a importância de melhor informar a sociedade sobre como coibir os casos de exploração e de abusos.

“Nós já realizamos um trabalho de combate à violência e exploração sexual de Crianças e Adolescentes com os motoristas. Porém, desempenhar esta ação de divulgação efetiva em nossas bases no estado, em parceria com as secretarias, é fundamental para uma melhor disseminação da informação que vai ajuda e impedir qualquer forma ou ato de exploração a este grupo tão vulnerável.

Durante toda ação, os motoristas e passageiros abordados receberão orientações sobre a importância do enfrentamento à violência e, principalmente, a forma de combater e denunciar os casos. “Atos como estes deveriam acontecer sempre. Mas é bom lembrar que abusos não acontecem apenas nas estradas e nem apenas quando é concretizado, muitas de nossas crianças são molestadas e, na maioria das vezes, por pessoas conhecidas”, relata a moradora de Areia Branca, Adelaide Neta.

Prevenção x Turismo

De acordo com a assistente social da Emsetur, o eixo de trabalho principal da ação é o da prevenção. “O nosso estado não é caracterizado como o turismo com finalidade sexual e para que isto não venha acontecer realizamos um trabalho de prevenção com todos os setores e gestores do turismo do estado. Por conta disso, muitos hotéis de Sergipe não aceitam hóspedes com crianças em suas dependências sem a devida documentação”, disse.

Fonte: Assessoria de Comunicação e Imprensa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais