Adema ainda não identificou causa do vazamento de óleo da Petrobras

0
Vazamento de óleo afeta rio e vegetação em Riachuelo (Foto: Adema)

A Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) ainda não identificou a causa do vazamento de óleo de um duto que interliga quatro poços de petróleo mantidos pela Petrobras no município de Riachuelo, em Sergipe. De acordo com informações do diretor-presidente da Adema, Gilvan Dias, técnicos da Adema estão trabalhando conjuntamente com a equipe da Petrobras para conter os impactos ambientais causados na região em decorrência deste vazamento. Biólogos e engenheiros florestais também estão atuando, fazendo o mapeamento da área atingida para identificar a dimensão e os efeitos deste acidente em Riachuelo.

Afluentes do rio Sergipe e a vegetação, segundo o diretor-presidente da Adema, foram afetados, mas ainda não há registro de mortes de animais marinho na região. No entanto, o diretor-presidente não descarta a possibilidade disso ocorrer devido ao volume de óleo que entrou no rio.

O Portal Infonet tentou ouvir a Petrobras, novamente, na manhã desta quinta-feira, 28, mas não obteve êxito. O Portal Infonet permanece à disposição. Informações podem ser enviadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

por Cassia Santana

Comentários