Adema analisa água de lago para apurar mortandade de peixes

0
As análises devem ficar prontas ainda esta semana (Foto: Adema)

A Administração estadual do Meio Ambiente (Adema) realizou na manhã desta quinta-feira, 27, uma coleta de amostras para análise química na água de uma lagoa no Povoado Jatobá, município da Barra dos Coqueiros, onde foi registrada a mortandade de peixes. Ainda segundo o órgão ambiental, os resultados das análises devem ficar prontos ainda esta semana.

Segundo o diretor-presidente do órgão, Gilvan Dias, todas as providências estão sendo tomadas para investigar as causas da mortandade, mas na fiscalização de ontem, 26, foi verificado que a lagoa é artificial e funciona de forma ilegal, porque não tem autorização da Adema, que é o órgão ambiental responsável pela emissão desse tipo de licença ambiental.

“Nós estamos observando e fazendo as inspeções e fiscalizações necessárias no local, inclusive, a equipe do laboratório da Adema está fazendo uma nova análise de água lá hoje, para que possa ser observado o que de fato está ocorrendo para que haja essa mortandade. Queremos averiguar como está o oxigênio ali daquela lagoa artificial e porque os peixes estão morrendo. Se é o calor excessivo, o lançamento de esgoto, se é algum produto químico e qual o metal pesado que esteja alterando o pH da água”, explica Dias.

Por João Paulo Schneider com informações da Adema

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais