Adolescente suspeito de atirar em professor se entrega

0
Adolescente diz estar arrependido (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O adolescente suspeito de tentar matar o professor Carlos Cristian Góis Almeida, 32, se entregou na manhã desta quarta-feira, 20. Neste momento ele está no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) da Secretaria de Estado da Segurança Pública, e já foi ouvido pela delegada Thereza Simony, segundo conta o advogado responsável pela defesa, Claudionor Lima Gonçalves.

“O adolescente reconheceu que errou e disse que está muito arrependido. Ele teve um surto psicótico e foi um fato atípico. É um garoto de boa índole, não tem nenhum antecedente e nem faz uso de bebidas e drogas”, alega o advogado, que defende o garoto dizendo que qualquer um está sujeito a agir da mesma forma. “Foi uma desgraça momentânea”, resume.

Nesta quinta-feira, 21, Claudionor irá entrar com pedido de liberdade provisória alegando que tudo não passou de um fato atípico. “Ele é um menino bom. Se você fizer um levantamento com os professores e colegas da escola, verá que gostam dele”, defende. Questionado sobre a origem da arma utilizada, o advogado afirma que o garoto diz ter adquirido na feira das trocas. Sobre a motivação do crime, Gonçalves confirma que foi por conta de uma prova aplicada pelo professor Cristian Góis.

O Portal Infonet tentou entrar em contato com a delegada Thereza Simony e com a DHPP várias vezes, mas não obteve êxito.

Por Monique Garcez

Comentários