Advogado pedirá liberdade de homem que atirou em PM

0

Antonio continua detido numa delegacia da capital
O advogado do corretor Antonio Oliveira que atirou e matou o policial militar Joselito Rodrigues Alves na noite da última sexta-feira, 7, dentro do Quartel da PM disse que deverá entrar com um pedido de liminar nos próximos dias. O criminalista Evaldo Campos disse que pedirá na Justiça que o seu cliente responda em liberdade.

Segundo o advogado, o corretor é réu primário, tem bons antecedentes, dentre outros fatores que dão a ele este direito. “Além disso, ele atirou em legítima defesa”, afirmou o advogado em entrevista à rádio Liberdade FM.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais