Agentes fazem manifestação em Socorro

0
Ônibus tenta desviar de manifestação e atola (Fotos: Cássia Santana/Portal Infonet)

Os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias de Nossa Senhora do Socorro voltaram a fazer manifestação no final da manhã desta quinta-feira, 12, para pressionar a prefeitura a pagar o adicional de incentivo, que foi suspenso há cerca de seis meses pelo poder público municipal, segundo os manifestantes.

Os manifestantes fecharam por algum momento a ponte que liga o Conjunto João Alves Filho a Aracaju. O trânsito ficou congestionando causando grandes transtornos. Quando percebeu que o tráfego de veículos estava interrompido, o motorista Marcelo de Freitas, condutor do ônibus sanfona que faz a linha Marcos Freire II/DIA, tentou retornar para pegar um atalho pelo Porto Dantas para chegar ao fim de linha e acabou impossibilitado porque o veículo atolou no momento da manobra. “Quando eu tentava fazer a manobra, o material da pista cedeu e o carro atolou”, observou.

O motorista informou que no momento não havia mais passageiros. Segundo o motorista, os passageiros decidiram descer do veículo quando perceberam o engarrafamento e seguiram a pé. Alguns moraram no João Alves e chegaram em casa caminhando e outros voltaram para pegar outros carros que estavam dando a volta para seguir pelo Porto Dantas, conforme explicou o motorista.

Postergando

Marcelo: "material da pista cedeu"

O secretário municipal de saúde, Saulo Eloy Filho, estranhou a manifestação. “É uma precipitação” considerou. Ele diz que a prefeitura não deixou de pagar o adicional, apenas vem “postergando” o pagamento há cerca de seis meses devido à “calamidade financeira” do município. “Estamos negociando a melhor forma de parcelamento e vamos apresentar uma proposta concreta na segunda-feira”, promete o secretário.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais