Alegria de uns, tristeza de outros

0

Tão logo começou a se delinear a vitória de João Alves – a partir da contabilização do primeiro voto, ele disparou na frente – os seus partidários e admiradores, como se atendesse um chamado único, foram se concentrando em frente ao comitê do partido, no bairro 13 de Julho. Depois das 20 horas, o bairro virou o local da festa de comemoração. Enquanto nos bairros da cidade, carros buzinavam insistentemente, na 13 de Julho o trio elétrico alimentava a alegria do povão, em festa que se estendeu pela madrugada a fora. Alegria de uns, tristeza de outros. Se os militantes petistas não entendiam direito a derrota do senador José Eduardo Dutra, soterrado com quase 90 mil votos, mesmo assim, na Praça da Bandeira, em frente ao comitê partidário, tinham o que comemorar: a acachapante vitória de Lula. O que aconteceu durante o dia, repetiu-se à noite: as duas torcidas se respeitaram mutuamente e, a não ser por pequenos e esparsos casos de desentendimento, tudo transcorreu com calma e sem violência. Um último viva, portanto, ao povo sergipano, este sim, o grande vencedor, o único vencedor, do dia de ontem. Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais