Alencar se emociona ao receber o “Título de Cidadão Sergipano”

0

Após receber a Medalha Aperipê, o presidente da república em exercício, José Alencar, recebeu outra homenagem em Sergipe, desta vez da Assembléia Legislativa do Estado. Através da resolução 08/2004, de autoria do deputado estadual Ulices Andrade, Alencar passou a condição de Cidadão Sergipano.

 

Segundo o parlamentar, a concessão do título honra o povo sergipano. “Afinal José Alencar é um homem lúcido que vem, continuamente, semeando idéias em prol do crescimento econômico do país”, afirmou Andrade durante o discurso de saudação. Ele também destacou o papel empreendedor do empresário José Alencar, dono da maior empresa têxtil do país: a Coteminas. “O currículo de José Alencar o credencia como um dos maiores self-made man do país”, descreveu o deputado.

 

Os presentes, entre eles o governador João Alves Filho e o prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, também se surpreenderam com as lágrimas vertidas por Alencar ao relembrar parte de sua trajetória, quando ainda era um adolescente no interior de Minas Gerais. “Aos 14 anos saí de minha casa e fui trabalhar em Muriaé, em uma casa de tecidos”, relembrou.

 

Sobre o título de Cidadão Sergipano, ele afirmou: “Eu estou muito honrado e minha dívida, para com o Estado de Sergipe, cresceu imensamente. Saio devedor e espero que Deus me dê saúde para que eu possa resgatar parte dessa dívida. Não me esquecerei de Sergipe”, garantiu.

 

Logo após o recebimento do diploma, o presidente em exercício concedeu entrevista a imprensa. Entre outras coisas, ele voltou a falar sobre a questão dos juros altos. “Eu não posso, de forma alguma, abandonar a minha preocupação com o custo de capital no Brasil. Porque os juros no país são um despropósito. Esse é um regime de juros inadequado e inconveniente para a economia brasileira. Apesar disso, o Brasil está crescendo, porém, é preciso uma base macro-econômica para sustentar esse crescimento”, opinou.

 

Durante a coletiva, Alencar se esquivou de responder se não temia causar um mau estar no governo por continuar criticando a atual política econômica e, também, não comentou a situação do presidente do Banco Central,Henrique Meireles, cujo cargo agora tem status de ministro, enquanto é investigado sob suspeita de sonegação fiscal.

 

No que se refere ao Estado de Sergipe, José Alencar não negou, nem confirmou, se o ex-governador Albano Franco deve realmente se filiar ao PL. “Caso ele assim o decida, o receberemos de braços abertos. Vamos tecer um belo tapete vermelho para recebê-lo. Temos o maior respeito pelo Albano Franco”, garantiu.

Comentários