Amese denuncia exposição de novos soldados a riscos

0
Colete balístico é uma das reivindicações da Amese (Foto: Arquivo Portal Infonet)

A assessoria jurídica da Associação dos Militares do Estado de Sergipe (Amese) está solicitando providências ao Comando da Polícia Militar de Sergipe para que sejam disponibilizados coletes balísticos aos alunos do Curso de Formação de Soldados. De acordo com a Amese, os novos policiais estariam sendo expostos a riscos de morte, quando do patrulhamento nas ruas do Centro e do bairro Siqueira Campos.

Segundo a assessoria jurídica da Amese, na manhã deste sábado, 27,novos soldados foram flagrados patrulhando a pé e fardados nas ruas do Centro, mais precisamente na Florentino Menezes e no Siqueira Campos, expostos a riscos, por estarem usando apenas cassetete, como arma para a defesa.

Pela legislação, os soldados aprovados no último concurso não poderão portar armas de fogo até a conclusão do Curso de Formação. “Esses soldados estão sendo expostos a riscos de morte, pois estão trabalhando sem o uso de um colete balístico e sem ao menos um policial militar formado, armado”, ressalta o assessor jurídico da Amese, Márlio Damasceno lembrando o aumento da violência no Estado e a possibilidade de marginais atirarem nos alunos indefesos.

O Portal Infonet tentou ouvir a assessoria de Comunicação Social da PMSE na tarde deste sábado, 27, mas não obteve êxito e continua a disposição pelo telefone 2106-8000 ou pelo e-mail: jornalismo@infonet.com.br

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais