Aracaju lidera número de inquéritos elucidados pelo DHPP em 2019

0
Delegada-geral Katarina Feitosa (à direita) e delegada do DHPP, Teresa Simony (Foto: Portal Infonet)

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE) apontou uma redução de 33,7% na quantidade de inquéritos de elucidação de homicídios na região metropolitana de Aracaju. Os dados fornecidos na manhã desta terça-feira, 18, significam a conclusão de 687 inquéritos de homicídios dolosos e destacam uma maior produtividade da Polícia Civil nos casos de crimes violentos registrados na Grande Aracaju.

Em números mais detalhados, em 2019, Aracaju alcançou a marca de 170 elucidações, seguida por Nossa Senhora do Socorro, com 93; São Cristóvão, com 40, e Barra dos Coqueiros, com 11. Como consequência das investigações, durante o período foram presas aproximadamente 200 pessoas envolvidas nos crimes.

As informações foram dadas pela delegada-geral Katarina Feitosa e pela delegada e diretora do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Teresa Simony. As delegadas destacaram que a redução ocorre em comparação com o ano de 2018, quando 468 inquéritos foram concluídos pelas equipes do DHPP na região metropolitana.

Os dados, apesar de positivos, ainda demonstram uma lentidão na quantidade de procedimentos a serem encaminhados ao Poder Judiciário. “Em nenhum país do mundo conseguiram chegar a 100% das elucidações desses crimes, mas estamos trabalhando para que a eficácia e elucidação dos nossos inquéritos sejam cada vez maiores”, afirmou Katarina Feitosa.

Para a diretora do DHPP, Teresa Simony, o saldo positivo de conclusão dos casos atrasados significam uma maior agilidade da polícia na apuração dos casos mais recentes e dos posteriores que surgirem no ano de 2020, “São dados muito significativos e que mostram que o DHPP tem obtido fluência nas investigações, diminuindo os inquéritos que estavam represados e permitindo que possamos nos dedicar, a partir desse ano, aos mais atuais. Fora isso, não nos esquecemos e não deixamos de nos dedicar aos inquéritos de 2019”, complementou a delegada.

por Daniel Rezende

Comentários