Aracaju será o único destino ‘internacional’ em Sergipe

0

Mapa elaborado pelo Ministério do Turismo
O Ministério do Turismo divulgou na última sexta-feira, 1º, uma lista de 65 destinos que foram escolhidos para atingir padrão de qualidade internacional. O objetivo do ministério é desenvolver a regionalização do setor e evitar que o país receba visitantes apenas no litoral. A lista anunciada inclui cidades de todos os Estados, mas alguns são mais contemplados do que outros. No Nordeste, por exemplo, Alagoas tem duas cidades incluídas, mas em Sergipe apenas a capital, Aracaju.

Para fazer a avaliação da infra-estrutura turística dessas cidades e apontar mudanças necessárias, o ministério firmou convênio de R$ 1 milhão com a FGV (Fundação Getulio Vargas), que deverá elaborar uma metodologia para medir a competitividade dos destinos.

A iniciativa remonta à elaboração de 87 roteiros de padrão internacional -envolvendo 483 cidades- anunciada no ano passado pelo Ministério do Turismo. Os roteiros foram apresentados como principal ação, à época, para regionalizar o turismo. O trabalho de identificação dos roteiros, avaliação e levantamento de dados envolveu mais de um ano e R$ 25 milhões só nessas ações.

O Ministério do Turismo pretende que até o final de 2008, 15 desses 65 destinos estejam estruturados e tenham alcançado o padrão de qualidade internacional, por meio da atuação do Ministério do Turismo e suas instituições parceiras, nos âmbitos nacional, estadual, regional e municipal. Os outros 50 serão trabalhados de acordo com as metas do Plano Nacional de Turismo (PNT) 2007-2010. Esta ação deve ser desenvolvida com base no princípio da sustentabilidade ambiental, sociocultural, econômica e político-institucional, trabalhando de forma participativa, descentralizada e sistêmica, estimulando a integração e a conseqüente organização e ampliação da oferta turística.

Demais destinos

Os demais destinos das regiões turísticas deverão continuar o processo de organização regional, considerando as Diretrizes e Módulos Operacionais do Programa de Regionalização do Turismo. Isso significa que estarão também fortalecidos para absorver os impactos do desenvolvimento da atividade em seus territórios, até 2010. Isto inclui Canindé do São Francisco e São Cristóvão

Segundo o Ministério, a escolha dos 65 destinos terá efeitos benéficos para 737 municípios porque o turista não se limita hoje a visitar uma cidade, mas parte em busca de roteiros turísticos integrados. A seleção das cidades levou em conta o estágio de organização e eles serão considerados prioritários para o recebimento de investimentos.

O convênio com a FGV inclui avaliação em aspectos como acessibilidade, preservação do ambiente, propaganda do destino e cultura local.

Comentários