Assalto a ônibus: SSP se compromete a realizar abordagem

0
Reunião aconteceu na SSP (Foto: Portal Infonet)

Membros do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Aracaju (Sintra) conseguiram que a Polícia Militar aumente o número de abordagens dentro do transporte coletivo na tentativa de diminuir o número de assaltos aos rodoviários.

A autorização partiu do próprio secretário de segurança Pública Mendonça Prado, após uma reunião com membros do Sindicato realizada na tarde desta quarta-feira, dia 22, na Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Dados do Sindicato apontam que até a última terça-feira, dia 21, foram registrados 92 assaltos neste mês de abril, no entanto, do início do ano até o momento já foram contabilizados 384 assaltos a coletivos da capital e grande Aracaju.

Na ótica do presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Aracaju, Miguel Belarmino, a categoria acredita que as abordagens possam diminuir o número de assaltos. “Estamos saindo da reunião satisfeitos pelas promessas da abordagem e que provavelmente irá diminuir o número de assaltos porque irá inibir a ação dos bandidos. Os arrastões dentro dos ônibus estão tirando o usuário do sistema que está andando de táxi clandestino porque não confia andar de ônibus. Antes da reunião tínhamos o propósito de tirar as 10 linhas que mais tem assaltos, mas vamos esperar o novo plano do secretário para ver se diminui o número de assaltos”, afirma.

Linhas como Sanatório, Parque São José, Parque dos Faróis e Santa Maria são as que possuem mais registros de assaltos e arrastões dentro do sistema do transporte coletivo.

O comandante do policiamento da capital, coronel Luiz de Azevedo participou da reunião e garantiu que a abordagem será intensificada. “Nossos policiais da rua tanto de trânsito quanto do policiamento ordinário já tem essa determinação de enfatizar essas abordagens com táxis e os ônibus do transporte. Vamos intensificar essas abordagens para que consiga reduzir esse número de assaltos”, afirma.

O coronel Luiz de Azevedo destacou ainda que além do aumento no número de abordagens é preciso que todos os gestores envolvidos possam fazer a sua parte para que o plano surta o efeito desejado. “É importante salientar que deve ser tomada medidas não só pelo policiamento ostensivo, a medida que são feitas abordagens, mas por todos os setores envolvidos a começar pelos empresários que tem algumas normas de segurança que eles devem cumprir para reduzir esse índice alarmante. É importante que haja a redução do dinheiro que transita dentro do ônibus e já temos tecnologia para isso e o uso do cartão pode reduzir essa ocorrência, temos a participação importante da Guarda Municipal dentro dos terminais e somente um somatório de esforços vai fazer com que esses índices sejam reduzidos”, acredita.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais