Atropelamento no Centro: condutor diz não ter bebido

0

Delegacia de Delitos de Trânsito fica na Plantonista (Foto: Arquivo Portal Infonet)

A Delegacia Especial de Delitos de Trânsito já iniciou as investigações a respeito do caso da idosa Maria Machado Vasconcelos, que morreu atropelada na última quarta-feira, 4, em uma calçada da rua Japaratuba, bairro Centro de Aracaju. De acordo com a delegada Georlize Oliveira, já foram ouvidas três testemunhas, o condutor do veículo envolvido no acidente e um dos filhos da vítima.

Em seu depoimento, o condutor afirmou que perdeu o controle do automóvel depois de desviar de um veículo – que ele não soube precisar bem qual. O homem teria afirmado ainda que é falsa a acusação de que ele teria bebido. Ele argumentou que é diabético e que saía do trabalho quando ocorreu o desastre.

De acordo com Oliveira, ainda não se pode afirmar que a apuração esteja em estado avançado. “É muito precipitado dizer isso. Primeiro, porque temos uma vítima que ainda está hospitalizada, e é uma testemunha dos fatos que não pode ser desprezada. E tem ainda algumas outras testemunhas que o nosso pessoal levantou a partir de investigações”, comenta a delegada. Para ela, entretanto, é possível que o inquérito seja concluído antes do Carnaval – ou seja, 21 de fevereiro.

Georlize Oliveira destaca ainda que precisa ser feita a perícia criminal do veículo que matou Maria Vasconcelos. “A perícia só é feita na hora quando a vítima morre no local. No caso, ela ainda foi socorrida e levada a um hospital”, esclareceu a responsável pela investigação. O procedimento está para ser agendado no Instituto de Criminalística.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais