Audiência no MP sobre gás natural foi transferida para sexta

0

O Ministério Público instaurou um procedimento administrativo para apurar a denuncia, feita pelo Sindicato dos Taxistas, de cartelização que os postos de combustível estariam promovendo sobre o preço do Gás natural. A audiência estava marcada para hoje, contudo, segundo a promotora Euza Missano, foi transferida para sexta-feira, dia 18 de fevereiro.

O preço do Gás Natural em Sergipe é um dos mais caros do país. Enquanto em São Paulo  o preço médio é de R$ 0,998 e na Bahia de R$ 1,029, no Estado o metro cúbico do gás é vendido a R$ 1,23. Um dos motivos levantados pelo presidente do Sindicato dos Proprietários de Postos, Luciano Levita, é o ICMS. Atualmente em Sergipe ele é de 17%, um dos mais altos. Em Estados vizinhos ele ira em tormo de 12/13%.

Luciano acrescentou que até mesmo aqueles postos que recebem o gás diretamente da Sergás,ou seja, não têm que comprar de suas distribuidoras, diminuindo assim um atravessador, praticam preço similar aos demais, pois investiram na compra do equipamento financiado ao longo de 10 anos.

O Ministério Público lembra que as discussões irão beneficiar não somente os taxistas, autores da reclamação, mas sim toda a população que circula com veículos movidos a gás. “Estamos com um procedimento instaurado para tentar ouvir o presidente da Sergás, para começarmos todo o processo de investigações que irá instruir este procedimento administrativo e verificar a condição do preço do gás natural”, disse a promotora Euza Missano.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais