Av. Euclides Figueiredo continua causando transtornos

0

Avenida possui intenso trafégo durante todo o dia (Fotos: Portal Infonet)
Moradores da Avenida Euclides de Figueiredo, Zona Norte de Aracaju, ainda reclamam da ausência de uma adequada infra-estrutura no local. Buracos, falta de sinalização e de segurança garantem o desconforto e o perigo iminente de acidentes e ações de bandidos.

Com um intenso tráfego de veículos durante quase todo o dia, a avenida torna-se palco de frequentes acidentes e mortes. Janete Vieira dos Santos, de 51 anos, e Kátia Solange de Souza Oliveira, de 43 anos, moradoras do trecho do Loteamento Santa Madalena, contam que a situação é antiga. “Como pode uma avenida tão movimentada desse jeito, sem uma boa sinalização? Aqui tem acidente quase todo o dia”, conta Janete.

Kátia e Janete reclamam da falta de sinalização na avenida
Kátia, moradora há muitos anos na região, diz que os assaltos também fazem parte da rotina da população. “Quando a gente precisa de polícia não tem. Segurança é uma coisa que a gente nem sabe mais o que é por aqui”, desabafa. Ela acrescenta que para atravessar a avenida é preciso ter muita paciência. “Agora pouco passei quase uma hora para poder passar para o outro lado. Parece exagero, mas é sempre assim”, explica Kátia.

Seguindo a avenida até a região do bairro Coqueiral, o contexto de descaso piora. Buracos e a falta de acostamentos compõem o cenário de perigo da localidade. “Há muito tempo que a gente espera que os recursos do PAC, do Governo Federal, sejam implantados aqui. Quando chove, por exemplo, fica quase inviável de transitar”, aponta o morador e Presidente da Associação de

José Denilson, Presidente da associação de moradores do Coqueiral
Moradores do Coqueiral, José Denilson Celestino.

Segundo ele, o risco de acidente é constante. “Aqui vem gente dos órgãos públicos, mexe, mexe, mas não resolve nada. Há uns oito meses a situação vem piorando e ficamos assim, sem saneamento e sem saber como proceder”, explica. Além da falta de estrutura, o difícil acesso de veículos, inclusive de viaturas policiais, facilita a ação de bandidos na região.

“A partir de 7h, a gente nem ousa ficar saindo de casa. Na semana passada, eu mesma fui assaltada no ponto de ônibus aqui na avenida. Mas onde está a segurança? Daqui que a polícia chegue, não adianta mais nada”, reclama a moradora Maria Aparecida Batista.

Maria foi assaltada no ponto de ônibus na semana passada
Medidas

De acordo com o assessor de Comunicação da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), Jairo Alves, o órgão já está ciente da situação. “A avenida Euclides Figueiredo é bastante estreita, prejudicando também a circulação de veículos. Mas estamos atentos à questão e por enquanto proporcionando paleativos até que uma solução seja encontrada junto a outros órgãos da prefeitura”, explica.

A Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), diz que a avenida vai passar por uma grande operação tapa buraco. “Agora que esse período de chuvas está passando, a partir de amanhã, o serviço de ‘tapa buraco’ entrará

Buracos e falta de acostamento na avenida na região do Coquerial
na programação da prefeitura”, esclarece o assessor de Comunicação da Emurb, Ademar Queiroz.  Segundo ele, no trecho correspondente ao bairro Coqueiral também será feito a recuperação do pavimento, até para facilitar e aumentar o acesso de viaturas policiais.

“O serviço de recapeamento asfáltico será efetuada ao final das obras de infra-estrutura que já estão sendo realizadas no Coqueiral. Ainda não foi realizada devido ao grande número de veículos pesados que passam pela área. Mas no início do próximo ano, tudo isso já estará sendo feito”, conclui o assessor Ademar.

 

 

Por Victor Hugo e Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais